Parceria
SIGMA CAMISETAS
Votação

Quem você quer entrevistar?

64% 64% [ 9 ]
36% 36% [ 5 ]

Total dos votos : 14


Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Página 4 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por NandaSalvatore em Ter Dez 13, 2011 9:37 pm

Poli Canassa escreveu:
NandaSalvatore escreveu:
Bia Pierce escreveu:ele vao se conciliar na cama kkkk

Bia, safadona!
A Elena tá grávida, n pode
HAHAHHAHAHAHHAHAHAHHAHAHAH
Gravida não pode dá? Shocked
Por isso que do meu utero não vai sair NADA.
HAHAHAHAHAHAHAAHAHAHA'

Pode sim.
Mas sei lá, acho estanho
avatar
NandaSalvatore

Mensagens : 5777
Data de inscrição : 16/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por Poli Canassa em Ter Dez 13, 2011 9:38 pm

carolina cardinal escreveu:HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
com o Damon PODE!
Vc é a filha da Nanda né? Tenho que aprender quem são os filhos da minha esposa.
APOIADA.
Pra mim pode é com todo mundo.
HAHAHAHAHAHAHAHA'

Poli Canassa

Mensagens : 6239
Data de inscrição : 22/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por Poli Canassa em Ter Dez 13, 2011 9:39 pm

NandaSalvatore escreveu:
Poli Canassa escreveu:
NandaSalvatore escreveu:
Bia Pierce escreveu:ele vao se conciliar na cama kkkk

Bia, safadona!
A Elena tá grávida, n pode
HAHAHHAHAHAHHAHAHAHHAHAHAH
Gravida não pode dá? Shocked
Por isso que do meu utero não vai sair NADA.
HAHAHAHAHAHAHAAHAHAHA'

Pode sim.
Mas sei lá, acho estanho
De qq jeito do meu útero não vai sair nada.
Pq depois tem o resguardo e tals.

Poli Canassa

Mensagens : 6239
Data de inscrição : 22/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por isabela c tonon em Qua Dez 14, 2011 1:06 pm

amey lindas...
esse capt. tá d++sem palavras!!!
quero mais em breve!
bjossss
avatar
isabela c tonon

Mensagens : 2789
Data de inscrição : 28/08/2011
Idade : 20
Localização : Entre lençois... Com Damon Salvatore XD

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002452519341

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por NandaSalvatore em Qua Dez 14, 2011 4:31 pm

Isinha,

Que bom que gostou!
Ficamos super felizes
Bjs
avatar
NandaSalvatore

Mensagens : 5777
Data de inscrição : 16/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por carolina cardinal em Qua Dez 14, 2011 10:31 pm

eu quero maaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaais
elena e damon tem que conversar com calma sobre o bebê!!!!
eu nao aguento ve-los brigados!!! Crying or Very sad
avatar
carolina cardinal

Mensagens : 455
Data de inscrição : 21/11/2011
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por Carol mezzalira em Qui Dez 15, 2011 1:42 pm

Maninha, e Nanda.
Amei.
Vou acompanhar com certeza.
Quando tem mais???
Bjos
avatar
Carol mezzalira

Mensagens : 196
Data de inscrição : 25/11/2011
Idade : 20
Localização : Torres

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por carolina cardinal em Qui Dez 15, 2011 4:06 pm

esperando esperando esperando!!!!!!!
avatar
carolina cardinal

Mensagens : 455
Data de inscrição : 21/11/2011
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por NandaSalvatore em Qui Dez 15, 2011 4:34 pm

Meninas
Obrigado pelos comments
Ficamos mt felizes
Hj vamos começar a escrever o prox cap.
avatar
NandaSalvatore

Mensagens : 5777
Data de inscrição : 16/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por Gil Somerhalder Salvatore em Qui Dez 15, 2011 8:35 pm

ahh, pq eu nn vi o cap antes*arrancando os cabelos*
amores da minha vida, o cap estava ótimo
Delena brigando pode nn, façam eles fazerem as pazes
Bjoos
avatar
Gil Somerhalder Salvatore

Mensagens : 2313
Data de inscrição : 30/09/2011
Idade : 19
Localização : Geralmente em frente a um computador/LIXA

Ver perfil do usuário http://c-u-t-t-1-n-g.tumblr.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por NandaSalvatore em Qui Dez 15, 2011 10:35 pm

Logo teremos mais caps
ja comecei a escrever a minha parte do caps
avatar
NandaSalvatore

Mensagens : 5777
Data de inscrição : 16/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por NandaSalvatore em Sex Dez 16, 2011 4:10 pm

Mais um cap, espero que gostem.
Fiquem tranquilas, logo iremos explicar sobre a gravidez da Elena.

Capítulo 3 – Primeira Parte

Já haviam se passado duas semanas desde que Elena tivera a notícia de sua gravidez, desde que Damon terminara tudo com ela, por achar que ela o tinha traído, e isso era uma coisa que ela jamais faria. Elena sempre seria sincera numa teria uma atitude dessas, ela não era desse tipo.

E desde que ele se fora, ele levara tudo junto com ele. Foi como se tivera arrancado tudo de Elena de uma só vez, sua felicidade, alegria, entusiasmo, sua esperança...não tinha restado nada à ela. Era com se sua vida estivesse definitivamente abalada. Ela estava devastada.

Só havia o vazio, um buraco em seu peito, que só crescia, rasgando sua alma, despedaçando seu coração. Era como se vertesse sangue de suas feridas emocionais, como se Elena tivesse mergulhado num mar de sofrimento, de dor, de angústia, de desespero. E ela não conseguia voltar a superfície, apenas se afogava mais em seu pesar.

Ela nunca havia se sentido daquela forma, tão pequena, tão frágil, tão vulnerável, tão solitária...tão abandonada. Por que ele a tinha deixado? Por que ele podia ter feito isso? Sem ele, era não era nada, não poderia ser, por que seria, para sempre, incompleta, faltaria ele, que já era parte dela.

Elena não sentia nada além da dor excruciante em seu peito, nem as lágrimas que vertiam incessantes de seus olhos e caíam por sua face. O choro era constante. Ela não conseguia ficar mais de alguns minutos sem chorar, por que doía muito, doía demais, o tempo inteiro. Não havia um minuto que fosse mais fácil, só mais difícil.

Elena passava os dias deitada em sua cama, chorando, sofrendo a dor da perda de seu amor. Damon, Damon, Damon, era o único nome que se repetia na mente da garota. Ele era o remédio que ela necessitava, sua cura, sua razão de existir, seu motivo de felicidade.

Só que ele não vinha nunca. Ele discou o número dele incansavelmente durante dias, deixou todos os recados que pode, recados que ele nunca retornou, até que ela não pode continuar deixando, pois a caixa postal dele estava lotada. E depois nem mais a esperança de que ele atenderia o telefone e ela ouvia a voz dele, ela tivera, pois o celular só dava desligado.

Elena chorou ainda mais ao se lembrar de todos os momentos bons que eles tiveram, dos passeios, dos dias juntos, de suas noites maravilhosas e agora nem mais o cheio dele estava nos lençóis de sua cama, não havia mais nenhum vestígio dele, não havia nada. Só o sofrimento.

Elena levou suas mãos até sua barriga e acariciou gentilmente, o bebê que ela carregava era a única coisa que ela ainda tinha, a única ligação que ela ainda tinha com Damon. Uma ligação que ele rejeitava, que ele não acreditava. Só que não havia ninguém além dele, Elena não havia se deitado com mais ninguém, somente com ele.

Era impossível, mas ela engravidara, ela queria muito saber como isso aconteceu, tudo isso para mostrar a ele, que o bebê que ela esperava era mesmo filho dele, não poderia ser de outro.

Por que ela trairia quem ela mais amava? Ela não faria isso, não era o fieitio dela, Elena não era esse tipo de mulher, nunca seria. Quando ela se entregava a alguém, ela seria só dessa pessoa. E ela se entregara a Damon, e seria ele para sempre, ninguém mais.

Elena se encolheu, tentando de alguma forma, se colocar de algum jeito, alguma posição que fizesse com que a dor, a tristeza fosse amenizada. Só que não adiantava, aquele sofrimento estava cada vez mais intenso, profundo, enraizado dentro dela.

Por que ele a tinha largado? Por que a estava punindo? Punindo quando o único crime que ela cometera foi amá-lo com todo seu ser, todo seu coração e sentimento.

Ele a deixou ali, sozinha, abandonada, privada do calor de seu corpo, de seus abraços, de seus beijos ardentes, urgentes, amorosos, de seu toque. E a ausência dele fazia tão mal a ela, lhe tirava o chão, a orientação...tudo.

Elena cerrou seus olhos, deixando as lágrimas caírem, rolarem livremente. Ela se encolheu ainda mais, se sentia tão fraca,frágil, impotente. E as lembranças dele eram tão fortes dentro dela, os olhos azuis que sempre a encantaram, o sorriso irresistível que a deixa sem ar...tudo nele que ela amava, que era dela, ou melhor, que foi dela, e agora estava tão longe, distante, inalcansável.

Por um instante, Elena adormecera, de tanto cansaço, por que faziam dias que ela passara as noites em claro, esperando que Damon voltasse para ela, depois chorando, sentindo em cada pedacinho de seu corpo a dor que ausência dele lhe causava, uma dor emocional tão forte que se tornava física.

Mas ao menos por aquele momento, ela estava dormindo, mas o corpo não estava totalmente relaxado, na verdade parecia se contorcer em espasmos, como se até mesmo em seu sono, em seus sonhos, ela não encontrasse a paz, sentisse tanto a falta dele, que até dormir havia se tornado um sofrimento.

...

Faziam semanas que a garota morena não ia as aulas, não retornava as ligações, não atendia as constantes visitas que batiam em sua porta. Sempre Bonnie e Caroline preocupadas com a amiga, querendo oferecer apoio, carinho amizade.

Chegou num ponto que as duas meninas decidiram que não podiam mais esperar que Elena falasse com elas. As duas deveria ir até a casa da garota, ver como ela estava e ajudá-la.

-Eu espero que a Elena esteja bem. - Falou Bonnie num tom preocupado, aflito.

-Eu também. - Falou Caroline também preocupadíssima. - Mas pelo que eu conheço da Elena, eu sei que ela deve estar péssima. - A vampira loira concluiu, num tom de lamento.

-É, eu também acho isso. - Bonnie concordou. Era lógico que a amiga não estaria bem depois de todos os acontecimentos. - Eu ainda não acredito que o Damon terminou com ela. Mas também, eu sempre achei que ele era um canalha mesmo.

-Bota canalha nisso! - A vampira completou. - Como ele pode duvidar da Elena? Tudo bem, que essa história da gravidez dela é estranha mesmo. Isso não devia ter acontecido, mas é óbvio, que ela jamais trairia ele. Alguma coisa aconteceu, algo sobrenatural, para ela ter ficado grávida.

-Nem me fale, Carr. Eu também achei isso super esquisito. Eu acho que depois nós devíamos investigar isso, eu tenho um sensação de que algo ruim está acontecendo. - Bonnie falou num tom de murmúrio, e logo expulsou aqueles pensamentos negativos de sua mente.

-Ai, nem fala isso, Bonn. - Caroline exclamou, tudo que ela nao queria era mais uma tragédia, mas alguma coisa nefasta. O episódio com o Klaus tinha sido mais do que suficiente e desgastante. - Ah, mas quer saber? Às vezes, eu não acredito que a Elena tenha trocado o Stefan, se fosse ele, ele jamais teria dispensado ela.

-É tem razão, ela não devia ter terminado mesmo com ele. - Bonnie concluiu, tinha certeza que Stefan era muito melhor que o irmão dele, muito mais atencioso e compreensivo. - Mas fazer o que se a Elena ama o Damon, né?

-É verdade, vai fazer o que? Mas sempre deu para perceber que ela gostava dele. Até que chegou o dia que ela teve que admitir isso. - Caroline surpirou pesadamente e finalizou. - E agora ele faz uma dessas. - A garota balançou a cabeça negativamente como reprovasse aquela conduta.

...

Finalmente as duas garotas chegaram até a casa de Elena. As duas tocaram, a campanhia, bateram à porta, esperaram e nada. Até que tentaram girar a maçaneta, mas a porta estava trancada, mas para Caroline, que era uma vampira, aquilo não era impedimento algum, bastava usar um pouco de força física que a porta se abriria de um jeito ou de outro.

-Elena? - As duas chamaram o nome da amiga diversas vezes, sem resposta. Elas continuaram andando, adentrando a sala, os comodos. - Ela deve estar no quarto. - Bonnie concluiu e as duas subiram as escadas que levavam ao segundo andar.

E de fato Elena estava lá, não estava mais dormindo, estava chorando, uma expressão terrível, arrasada. A garota olhou para as duas amigas, mas não falou nada, não tinha nem vontade conversar.

As duas podiam ver a face de Elena, os olhos avermelhados, inchados do tanto que ela já havia chorado, a sua face estava pálida, com traços evidentes de tristeza, de um pesar infinito.

-Cadê o Damon? - Ela perguntou chorosa, quase implorando para que ele estivesse lá, para que ainda a amasse, ainda a quissesse. Por que ela o amava, o queria, o desejava, por que ele significava demais para ela.

-Ele não está aqui, Elena. - Caroline falou, se sentando do lado da amiga, acariciando seus longos cabelos castanhos, como se tentasse dar apoio, reconfortá-la, amenizar a dor que ela sabia que a amiga estava sentindo.

-Mas eu amo ele, eu preciso dele. - Ele argumentou, a voz fraca, rouca de tanto que ela já chorara. - Shhh... - Falou a vampira loira.

-Elena, vai ficar tudo bemm. - Falou uma Bonnie consternada com a situação emocional deplorável da garota. A bruxa se aproximou da amiga, sentou-se do outro lado da cama e segurou a mão de Elena.

A garota ainda chorava, parecia que nada que as suas duas amigas pudessem dizer fosse capaz de fazer com que ela melhorasse. - Não vai ficar tudo bem, Bonn, não vai. Não sem ele.

-Elena! - Caroline exclamou, secando as lágrimas da morena com delicadeza. - A gente sabe que é difícil, mas você não pode ficar assim! Por favor, se anima, garota!

-A Carr tem razão, você está gerando uma vida dentro de si. É seu filho, Elena. Se você não quer lutar, se recuperar por você, faça isso por ele. - Bonnie argumentou, esperando que isso fizesse algum resultado.

...


Última edição por NandaSalvatore em Sab Dez 17, 2011 10:28 am, editado 3 vez(es)
avatar
NandaSalvatore

Mensagens : 5777
Data de inscrição : 16/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por NandaSalvatore em Sex Dez 16, 2011 4:10 pm

Capítulo 3 – Segunda Parte

Depois de muita insistência, Bonnie e Caroline cosneguiram fazer com que Elena se levantasse daquela cama, comesse algo, e fosse para a escola. Não que Elena estivesse gostando de retornar pra lá, porque as lembranças de Damon deixando-a lá todos os dias invadiam sua mente e a deixava pior ainda. Ele estava em toda a parte, sua mente não conseguia tirar ele de seus pensamentos, de seu coração.

Os enjoos eram constantes e muitas vezes ela tivera que se virar sozinha naquela enorme casa. Ela não conseguia acreditar que tudo aquilo estava acontecendo, que Damon a deixou sozinha e o pior, duvidando dela. Bonnie ainda tagarelava no banco do motorista, tentando animá-la de todas as maneiras. Como se isso fosse possível, nada a animaria a não ser a presença dele.

As duas chegaram à escola e assim que Elena pôs os pés no estacionamento, todos a encaravam, até as pessoas que ela julgava serem seus amigos cochichavam aos cantos, julgando-a, como se ela fosse uma assassina e eles os promotores. A garota conseguia ouvir os risinhos abafados, as pessoas comentando sobre a garota grávida, sobre a garota que foi largada pelo namorado quando ele descobriu a gravidez, a garota vadia que tinha engravidado de outro.

Ela tentou ao máximo manter a postura, fingir que tudo aquilo não era com ela, mas é impossível quando você se torna o centro das atenções, a atração principal.

Bonnie segurava a mão da amiga que ameaçava chorar a qualquer momento e tremia violentamente. Como Damon havia tido a coragem de fazer aquilo? Não dar as caras em duas semanas... Por mais que fosse difícil de admitir, ela não acreditava que aquela era uma atitude dele. Ele não parecia o tipo de homem que foge das situações. Tudo bem ele ter saído de casa naquela noite, mas ficar fora por duas semanas, aquilo era demais. Bonnie tentava comunicar-se com ele todos os dias, mas ela sentia que onde quer que ele esteja, existia uma espécie de bloqueio em sua mente. É claro que ela não contaria aquilo a Elena, não queria ver a amiga ainda mais desesperada pensando alguma coisa ainda pior.

As duas passaram pelo portão do prédio principal e subiram as escadarias, uma gota de lágrima escorria pelo rosto de Elena, que tentava ao máximo não chorar no meio de todo mundo.

- Amiga, eu volto aqui no intervalo... Tá bom? – Bonnie disse enquanto deixava a amiga na porta de sua sala. Por sorte só havia dois alunos lá. – Fique bem, Elena.

- Obrigada Bonn. Por tudo. – A garota disse dando um abraço na bruxa, que o retribuiu na mesma intensidade.

Ela entrou silenciosamente na sala e desejou poder afundar em sua cadeira. Logo todos os outros entrariam e ela passaria por tudo aquilo novamente.

Cerca de 5 minutos depois, um grupo de alunos entrou na sala, entre eles estava Mark. Ele foi o único que não a encarou de maneira arrogante. No lugar disso ele sorriu pra ela, que tentou de alguma forma retribuir o sorriso. O professor entrou na sala, com uma série de pastas em baixo do braço.

- Ok turma, abram o livro na página 568 e façam duplas, vocês terão uma atividade especial hoje.

Maravilha, como se não bastasse ser a grávida abandonada pelo namorado, agora ela a excluída da turma. Elena pensou ironicamente. Ela havia adquirido esse hábito depois de todo esse tempo ao lado de...

- Elena – alguém a chamou, interrompendo seus pensamentos.

Ela reconheceu aquela voz. Mark.

- Ei Mark.

- Então, quer se sentar comigo? – ele disse de forma amigável.

- Não tem medo de que seja julgado por estar ao meu lado? Ela precisava falar aquilo... Talvez ele não soubesse o que aconteceu. Ou talvez, ele quisesse zuar dela ali, mas não parecia ser o caso, ele parecia muito gentil.

- E você acha que eu ligo pro que os outros pensam? – Ele falou de forma carinhosa, abrindo um sorriso agradável para Elena. Ele imaginava o quanto tudo devia estar sendo difícil para a garota e queria ajudá-la de alguma forma, ser seu amigo.

A resposta do garoto havia surpreendido Elena de certa maneira. Ela não estava acostumada com as pessoas sendo amigáveis com ela desde que ela assumiu seu namoro com Damon... O motivo? Ele havia batido em três garotos que só haviam cumprimentado a garota por puro ciúmes e também muita gente achava moralmente absurdo Elena ter trocado Stefan pelo irmão dele. Ela vivia sendo julgada por suas atitudes, mas ela não se arrependia de nada, tudo valera a pena.

Ele puxou sua cadeira até a dela. Um silencio meio que constrangedor se estabeleceu entre eles.

- Então... – Ele começou, tentou puxar um assunto ameno, agradável. Tirar toda aquela tensão, ele percebia o nervosismo da garota, e ele não queria vê-la daquele jeito. – Animada pro baile da semana que vem?

- Ah, pra falar a verdade... Eu nem vou. - Ela suspirou. Como ela poderia ir? Iria sozinha? E ela que pela primeira vez fizera tantos planos para um baile. Ela iria com Damon, seria maravilhoso. Só que tudo isso, todos seus sonhos, suas expectativas acabaram. Agora, ela estava grávida, solteira, teria que cuidar de seu filho sozinha.

- Hmm, você poderia ir... Eu te acompanharia. - O garoto não sabia o porquê, mas algo nela o chamava atenção. O jeito de ser talvez. Ele sempre achara Elena interessante, bonita, doce. Ele adoraria ir com ela.

- Melhor não Mark. – Ela falou, balançando a cabeça negativamente. – Melhor esquecer isso.

- Tá bom, então. Não vou mais tocar no assunto. – Ele sorriu amigavelmente, teria de ir com calma com a garota, ela estava muito fechada, fragilizada.

A maneira como ele disse isso a ela, de certa forma a fez sorrir, lembrando que Damon era completamente o contrário dele, ele não sossegava enquanto que não tinha o que ele queria.

Outra lágrima escapou de seus olhos. Pensa em Damon a fazia sofrer demais, porque a saudade era muito grande, era imensa, interminável. Ela o amava tanto, queria ele ao lado dela. Porque tinha que ser assim? Por que ele a abandonada? Outra lágrima... O garoto percebeu.

- Ei, não fica assim... Vai dar tudo certo. – Ele tentou confortá-la, levou suas mãos ao rosto da garota, enxugando suas lágrimas.

A essa altura a garota soluçava, esperava ao máximo que ninguém percebesse, mas o professor se aproximou deles.

- Quer sair um pouco Srtª Gilbert?

- Sim. - Ela disse enquanto se levantava, não conseguia mais conter o choro, ela chorava copiosamente, toda a sua dor era evidente. Como ela estava sofrendo. Será que um dia ela voltaria a ser normal?

- Ok, Mark, vá com ela.

Os dois saíram da sala. Por sorte os outros estavam mais concentrados em suas conversas do que neles, o que ajudou um pouco, porque se não, ela já poderia se ver como o novo assunto, nas conversinhas.

“A grávida saiu com o Mark da sala... O que será que eles foram fazer?” - Ela já até imaginava o que eles iriam dizer, ela se sentia tão humilhada.


Eles sentaram em um banco do refeitório. A garota não parava de chorar.

- Quer um copo de água? – Ele perguntou.

- Não... Obrigada. E se quiser, pode voltar pra sala. Não quero te segurar aqui. – Ela sorriu, ao mesmo tempo que tentava se conter, não demonstrar sua fraqueza, mas era impossível.

- Nada disso, vou ficar aqui.

Ela passou um bom tempo ainda chorando debruçada sobre a mesa e quando ela se recuperou, ela pensou ter visto no garoto, os olhos de Damon.

- Ei, o que está acontecendo Elena? As pessoas estão falando tanta coisa que eu nem sei em quem acreditar. – ele disse, tentando não forçar a barra.

Ela lhe contou o que havia acontecido, tirando apenas as partes que envolviam o assunto vampiro na história.

- Nossa... Mas engravidar é uma coisa que pode acontecer. Como ele pode duvidar de você só por isso?
Você que pensa que é normal, mas não é. – Ela pensou consigo mesma.

- Também não sei, Mark.- Isso ela também não imaginava. Como Damon pode ter duvidado dela? Ela sempre deu provas que o amava, sempre. Tudo bem, ele ter ficado chocado no dia, mas não podia ter sumido, deixado ela.

Nesse momento o sinal do intervalo tocou. E logo o refeitório estava lotado de estudantes. Ele permaneceu ao lado dela, mesmo quando Bonnie, Caroline, Jeremy e Tyler vinham ao encontro deles. Aquilo não seria nada legal, ela já podia sentir a tensão no ar... Como também um interrogatório inteiro por parte de Caroline. Mas ao mesmo tempo, não conseguia sentir raiva de Mark... Ele era o único não envolvido na história que a aceitou quando a maioria lhe deu as costas... E era um bom amigo.



Na mansão dos Salvatore, Damon estava em seu quarto, pensativo. Faziam dias que ele também não saía de lá, não conseguia. Nem se alimentar ele se alimentava, era como se o sangue não tivesse mais o mesmo gosto prazeiroso. Era como se algo muito errado estivesse dentro dele, talvez fosse a depressão, a dor que ele corroía. Ele sentia-se péssimo, traído. Todas as mulheres que ele amou fizeram a mesma coisa com ele, o usaram. Primeiro Katherine e agora Elena.

Elena, justo ela. Como ela tivera a coragem, a audácia de fazer isso quanto ele a amava tanto? Damon faria qualquer coisa por ela, tudo mesmo. Mas ele não era capaz de perdoar uma traíção, não conseguia. Embora uma parte dele lutasse desesperadamente contra a verdade, queria tanto acreditar em Elena, confiar nela, cegar-se ao óbvio, por que ele a amava demais.

E a ausência de Elena era a pior coisa que ele sentia, era muito pior do que o sentimento de traição, de dor que ele sentia. Ele ainda tinha a linda imagem de Elena em sua mente, ela sorrindo daquele jeito doce, especial, da forma que ela sorria só quando estava com ele, envolta em seus braços fortes.

A saudade era imensa. Ele tinha que se controlar a cada minuto para não pegar o telefone, não ligar para ela. Ele precisava ouvir aquela voz doce, meiga. Fitá-la nos olhos com intensidade e vê-la corar. Por que ele tinha que amá-la tanto ainda depois disso? Por que ele ainda desejava beijá-la, tocá-la.

Ele não podia continuar com aquilo. Ele não passaria a vida inteira sofrendo por Elena, como ele sofreu pela Katherine. Seria diferente daquela vez. Ele iria embora de Mystic Falls, da cidade maldita, que só lhe trouxera desgraça.

Damon pegou todas as suas coisas e jogou de qualquer jeito dentro de uma mala. Ele estava sufocado, precisava ir embora o mais rápido possível.

Ele saiu intempestivamente de seu quarto, mas na sala estava Stefan que o observava com um ar curioso. –Damon, o que você estava fazendo com essas malas?

-Indo embora irmãozinho, isso é meio óbvio. Para que eu iria precisar de malas se não fosse para isso. – Ele falou no tom mais irônico que pode encontrar. - Eu estou indo embora dessa droga de Mystic Falls. – Ele completou, só que dessa vez num tom mais irritado.

-E e a Elena? Damon, você vai largar ela assim? Vocês não vão nem conversar? – Stefan perguntou incrédulo. – Eu acho que ela merecia sua confiança, um pouco dela no mínimo. A Elena nunca foi dessas, Damon. Ela pode estar falando a verdade.

-Que verdade o que, Stefan? Você sabe que vampiros não podem ter filhos. – Ele falou revoltado, não aguentava a burrice e inocencia de seu irmão. – Stefan, você pode gostar de ser corno, eu não.

-Damon, eu estou dizendo que, talvez, Elena não tenha te traído. Tantas coisas que a gente pensou que fossem impossíveis, mas não eram. Converse com ela, se até eu fui capaz de perdoar Katherine depois de tudo que ela fez. E Elena sempre foi tão sincera...

-Cala a boca, irmãozinho. Se você gosta tanto dela assim, vá conversar você com ela. Aliás, será que você ama mesmo a Katherine ou continua amando a Elena? Aproveitei Stefan, é sua oportunidade de ficar com a ela novamente. Pode ficar eu não ligo. – Lógico que ele ligava, se ele visse Stefan ou qualquer outro homem ao lado de Elena, ele os mataria.

Ele expulsou os pensamentos de sua mente, não podia continuar daquele jeito. Ele não tinha mais nada com Elena. Damon deixou Stefan falando sozinho e foi embora. Não pretendia mais voltar.


Última edição por NandaSalvatore em Sab Dez 17, 2011 10:29 am, editado 1 vez(es)
avatar
NandaSalvatore

Mensagens : 5777
Data de inscrição : 16/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por Poli Canassa em Sex Dez 16, 2011 4:50 pm

Damn revoltado... Tsc tsc tsc.
OLHA, EU QUERO SABER O PQ DESSA PORRA DESSA GRAVIDEZ LOGO TÁ?!
Pra mim a Elena pulo cerca... Mas enfim, acho que isso é costume meu.
hahahahahahahahahahahahahahahaha'
Adorei menina, quero mais logo, tá?!

Poli Canassa

Mensagens : 6239
Data de inscrição : 22/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por Bia Pierce em Sex Dez 16, 2011 5:19 pm

Owwnnnnt
fiquei com peninha da Elena
Vai ser mãe solteira
ela ta sofrendo tanto
O damon ta sendo cruel
quero q eles se entendam
adoei o capt
avatar
Bia Pierce

Mensagens : 230
Data de inscrição : 04/11/2011
Idade : 21
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por Gabby Salvatore em Sex Dez 16, 2011 10:13 pm

[/b]Girls, eu que sou uma Delena forever quase chorei lendo. Meu, eu fiquei muito emocionada. Pobre da Elena. Os dois não vão ficar separados por muito tempo, eu espero[/b]
avatar
Gabby Salvatore

Mensagens : 123
Data de inscrição : 20/11/2011
Idade : 31

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por Silmy em Sex Dez 16, 2011 10:16 pm

WOOOOOOOOOOOOOOOW
avatar
Silmy

Mensagens : 1116
Data de inscrição : 04/10/2011
Idade : 26
Localização : Salvador

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por carolina cardinal em Sex Dez 16, 2011 11:40 pm

revolta total!!!!!!
to com dó da elena!!!
acho que essa amizade dela com o mark ai dar treta, to sentindo!!!
amei o cap mae!!!
perfeito!!!
avatar
carolina cardinal

Mensagens : 455
Data de inscrição : 21/11/2011
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por Doxc em Sab Dez 17, 2011 10:08 am

Capitulos perfeitos!!!
a fic ta maravilhosa!!!!!
to super anciosa por mais!!!!!
quando postam??
Bjsss
avatar
Doxc

Mensagens : 508
Data de inscrição : 16/09/2011
Idade : 19
Localização : Conselheiro Lafaite-MG

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por NandaSalvatore em Sab Dez 17, 2011 1:53 pm

Poli Canassa escreveu:Damn revoltado... Tsc tsc tsc.
OLHA, EU QUERO SABER O PQ DESSA PORRA DESSA GRAVIDEZ LOGO TÁ?!
Pra mim a Elena pulo cerca... Mas enfim, acho que isso é costume meu.
hahahahahahahahahahahahahahahaha'
Adorei menina, quero mais logo, tá?!

Poli a Elena é pura.
Ou quase né?
Ela perdeu a linha, engravidou né?
Mas ela não traiu o Damon
Então pq será que ela engravidou?
XDDDD
Bjs
avatar
NandaSalvatore

Mensagens : 5777
Data de inscrição : 16/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por NandaSalvatore em Sab Dez 17, 2011 1:55 pm

Bia Pierce escreveu: Owwnnnnt
fiquei com peninha da Elena
Vai ser mãe solteira
ela ta sofrendo tanto
O damon ta sendo cruel
quero q eles se entendam
adoei o capt

Cunha!!!
Tadinha msm da Elena
Mas vamos ver o que acontece?
Bjs
avatar
NandaSalvatore

Mensagens : 5777
Data de inscrição : 16/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por NandaSalvatore em Sab Dez 17, 2011 1:57 pm

Gabby Salvatore escreveu:[/b]Girls, eu que sou uma Delena forever quase chorei lendo. Meu, eu fiquei muito emocionada. Pobre da Elena. Os dois não vão ficar separados por muito tempo, eu espero[/b]

Gabi!
Ficamos muito felizes que tenha gostado!!
Eu tb n gosto de Delena separado não
Mas quem sabe eles n se entendem?
Bjs
avatar
NandaSalvatore

Mensagens : 5777
Data de inscrição : 16/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por NandaSalvatore em Sab Dez 17, 2011 1:58 pm

Silmy escreveu:WOOOOOOOOOOOOOOOW

*.*
Vc voltou!
avatar
NandaSalvatore

Mensagens : 5777
Data de inscrição : 16/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por NandaSalvatore em Sab Dez 17, 2011 1:59 pm

carolina cardinal escreveu:revolta total!!!!!!
to com dó da elena!!!
acho que essa amizade dela com o mark ai dar treta, to sentindo!!!
amei o cap mae!!!
perfeito!!!

Filhotinha!!
Eu tb to com peninha da Elena
Imagina se o Damon ve a Lena com o Mark?
Ele vai ficar louco de ciume né
Bjs
avatar
NandaSalvatore

Mensagens : 5777
Data de inscrição : 16/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por NandaSalvatore em Sab Dez 17, 2011 2:00 pm

Doxc escreveu:Capitulos perfeitos!!!
a fic ta maravilhosa!!!!!
to super anciosa por mais!!!!!
quando postam??
Bjsss

Biazinha!!!
Ficamos super felizes que tenha gostado
Bjs
avatar
NandaSalvatore

Mensagens : 5777
Data de inscrição : 16/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum