Parceria
SIGMA CAMISETAS
Votação

Quem você quer entrevistar?

64% 64% [ 9 ]
36% 36% [ 5 ]

Total dos votos : 14


Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Página 7 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por NandaSalvatore em Dom Jan 08, 2012 9:12 pm

Amor, acho que não vai demorar muito.
Talvez essa semana sai.
Bjs
avatar
NandaSalvatore

Mensagens : 5777
Data de inscrição : 16/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por carolina cardinal em Ter Jan 10, 2012 4:56 pm

Semana loooonga
avatar
carolina cardinal

Mensagens : 455
Data de inscrição : 21/11/2011
Idade : 24

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por Bia Pierce em Qua Jan 11, 2012 8:03 pm

quero mais post
avatar
Bia Pierce

Mensagens : 230
Data de inscrição : 04/11/2011
Idade : 22
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por Bonn em Qua Jan 11, 2012 10:52 pm

Meninas,
me desculpem pela demora.
Eu sei que a culpa é minha, porque a minha parte do capítulo não quer sair de jeito nenhum ):
Mas enfim, prometo que até amanhã à noite ele tá postado, ta bom?
Beijos. E mais uma vez: mil desculpas.
avatar
Bonn

Mensagens : 526
Data de inscrição : 01/12/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por NandaSalvatore em Qui Jan 12, 2012 6:13 pm

Capítulo 7
(Gente, nós pedimos desculpas pela demora
Mas tá aí o capítulo, que ficou enorme!
Esperamos que gostem)

Fazia três dias desde que Elena teve alta do hospital. Damon cuidara tão bem dela, que ela realmente acreditou que ele finalmente estava acreditando nela, que o filho que ela carregava, era dele. Mas depois de tê-la deixado em casa e ajudado com tudo, ele se foi novamente enquanto que ela dormia. Ela não conseguia mais conter o choro toda vez que ela só pensava nele, ou via algum objeto que era dele.

Ela chorava pelos simples fato de os lençóis não terem mais o perfume dele, que ela amava tanto, porque aquela era uma das lembranças mais importantes de que ele realmente existia, que tudo aquilo aconteceu. Só perdia para uma coisa. O seu filho. Ela agradecia a Deus todos os dias por proteger tão bem o seu bebê no meio de todas aquelas encrencas.

Eram 04h30min da tarde, fazia pouco tempo desde que ela havia saído da faculdade. Mesmo com aquela briga, Mark não a abandonara, o que a fez ficar até pasma, porque depois da surra que ele levou, provavelmente ele não voltaria a falar com ela tão cedo... Ou nem voltaria a falar com ela. A pequena mancha roxa perto do olho esquerdo de Mark era outra prova de que tudo aquilo era real. Ela só não entendia a maneira como Damon vinha e ia tão facilmente. Porque se ele a amasse tão intensamente como ele dizia amar, ele não a deixaria. Mas o orgulho sempre falava mais alto, impossibilitando as pessoas de fazerem o que elas realmente querem.

De repente, um desejo de comer fritas com queijo a percorreu enquanto estava sentada no sofá, fazendo as lições de casa.

Ela olhou na geladeira e não havia nada que a pudesse agradar. Talvez fosse melhor ir até alguma lanchonete comer, porque também fazia tempo que ela não saía da rotina de casa-escola e escola-casa. Mesmo que fosse o mais apropriado a fazer, ela resolveu não pegar o carro. Precisava sentir o vento batendo em seu rosto e bagunçando seu cabelo.

[Inicio de flashback]

- Não faça isso Damon. – Elena gritava enquanto corria para longe daquelas mãos cheias de chocolate derretido.

- Já ouviu falar que chocolate faz bem pra pele e pros cabelos? – O vampiro dizia enquanto a alcançava já do lado de fora da Mansão Salvatore e enchia o rosto dela de chocolate.

Ele riu, enquanto ela batia nele.

- Agora você vai ter que limpar. – Ela fez cara de durona, mas estava reprimindo a risada dentro dela.

- Hmmm, já te falei que adoro chocolate né?

- Sim. E o que isso tem a ver? – ela falou, mas recebeu a resposta de uma maneira diferente.

Damon parecia um cachorrinho lambendo a cara de seu dono. Ele beijava toda a extensão do rosto da garota, fazendo-a rir tentando o afastar antes que a sua boca iniciasse um beijo lento e apaixonado.

- Desse jeito eu vou fazer chocolate derretido todos os dias. – o vampiro disse em meio aos beijos da garota, que se tornavam cada vez mais intensos.

- Bobo. – ela disse quando se soltou e revelou uma mão cheia de chocolate.

[Fim de flashback]

Ela já estava chegando no Grill depois de 20 minutos de caminhada, que haviam passado rápido demais, porque era daquele jeito que ela podia reviver os tempos passados e até ser feliz com eles novamente. Ela olhava distraidamente as vitrines das lojas, procurando por alguma peça de roupa que talvez a fizesse se interessar, quando algo a chamou atenção.

Ela voltou alguns passos e pelo vidro ela pode ver novamente.

Dentro de uma loja pequena, onde todas as prateleiras eram de cores claras de rosa, azul, amarelo... Ela viu um casal segurando algumas roupas pequenas em suas mãos.

Ela olhou a placa da loja. Era uma loja de roupas para grávidas e bebês então. Ela voltou a encarar o casal.

A mulher aparentava ser apenas alguns anos mais velha que ela e usava um vestido largo, mas isso não a impedia de ver a enorme barriga redonda que possuía. Isso fez Elena por a mão em seu leve inchaço na barriga quase que automaticamente. A mulher ria enquanto seu namorado ou marido colocava as mãos na barriga dela e a beijava

Como se não bastasse todas as lembranças de Damon, ver aquilo fez com que uma lágrima rolasse por seu rosto, enquanto ela desejava com todo o seu ser ter o vampiro ali com ela, dizendo apenas que a ama e que sempre estará com ela.

A garota queria sair andando dali e ir comer o que tanto queria, ela não conseguia obrigar as suas pernas a se mexerem. Ela podia perceber as pessoas passando em volta dela e provavelmente a olhando de uma maneira estranha, mas ela não ligava e permanecia imóvel, com as mãos na barriga e o olhar fixo no casal.

Naquele momento, o homem pegou a mão da mulher grávida e a conduziu até um provador, de onde ela saiu um tempo depois com uma linda blusa florida. Nunca nada havia doído tanto como ver aquilo e não ter alguém que a apoiasse. Mas ela não precisava de alguém, precisava só de uma pessoa, que no momento já devia estar colocando a maior distância possível entre eles. Era uma sensação de abandono, como se ela não fosse boa o suficiente para ter um filho dele, mas ela até podia entender os motivos dele, porque até então, era impossível um vampiro poder procriar, mas não acreditar nela? Pensar que ela havia traído ele e depois simplesmente fingir que o filho era dele? Não. Mesmo se fosse verdade, ela não seria capaz de fazer uma coisa dessas.

O casal dentro da loja se dirigiu para a parte de brinquedos, onde que eles pegavam ursinhos de pelúcia e invocavam um com o outro. Isso novamente a lembrou de Damon. Ela amava aquele jeito sarcástico e convencido dele mesmo que todos odiassem. Amava até as piadinhas dele, amava a maneira como ele sorria, como revirava os olhos, a maneira como juntava as sobrancelhas e se fazia de dramático. Ela o amava. Amava com todas as células que possuía em seu corpo. As lágrimas não paravam de cair e percebeu que estava soluçando quando o rapaz abraçou a mulher grávida por trás e deu um beijo em sua nuca.

Elena não aguentava mais. Ela tinha que sair dali, mas ela simplesmente não conseguia. Porque via naquele casal, tudo que ela já havia sonhado para ela e Damon.

- Porque você é tão cabeça dura Damon? – ela murmurou desviando o olhar para as suas mãos, que ainda estavam sobre a sua barriga.

No meio das pessoas que passavam, ela sentiu que alguém parou atrás dela. Ela não ligou. Preferia continuar presa em seus pensamentos a se importar com quem estava lá. Ela sentiu braços a envolvendo e pensou em gritar, quando reconheceu o cheiro de quem estava lá. Antes que ela pudesse virar, essa pessoa já havia colocado as mãos por cima das de Elena em sua barriga.

- Tem alguma coisa que te interessa nessa loja? – sussurrou em seu ouvido.

Ela não conseguia acreditar. Tudo parecia demais para ela, enquanto novas e volumosas lágrimas voltavam a sair de seus olhos.

- D-Damon? – ela olhou para trás, tocando o rosto dele.

- Oi meu amor. – o vampiro disse, dando um beijo na bochecha molhada dela.

Como ele pudera ser tão idiota em todo esse tempo? Encontrar Elena naquele estado quase partiu o coração silencioso dele. Vê-la encarando o casal dentro da loja com as mãos na barriga... Como se ele não tivesse escutado o que ela havia murmurado para si mesma.

- O que você veio fazer aqui? – ela perguntou enquanto se virava de frente pra ele.

- Talvez cuidar de você e do nosso filho e...

- Cuidar de quem? – ela o interrompeu, fitando-o com uma expressão chocada.

- Você e o nosso filho. – ele disse lentamente, enquanto abria um sorriso torto.

Ela praticamente pulou em cima dele naquele momento. Ela o abraçou de um jeito que nunca o havia feito. Porque depois de tanto tempo, esse abraço significava mais do que apenas de apertar alguém, significava reconciliação, amor e esperança.

As pessoas passavam em volta deles, na maioria das vezes encarando como se eles fossem alienígenas, mas Elena não se importava, ela preferia ser julgada por toda aquela cidade do que cogitar a ideia de perder Damon novamente. Se ele a amava e queria ficar com ela... Era isso que ela iria fazer. Esqueceria-se de tudo e todos se fosse preciso, porque enquanto ele segurasse a mão dela, ela tinha certeza que nada a poderia abalar novamente.

Lágrimas volumosas ainda teimavam em sair dos olhos já inchados da garota, que parecia querer se fundir com Damon.

- Eu te amo tanto... – ele sussurrou no ouvido dela – me desculpa por tudo, eu ficarei a minha vida inteira te compensando por isso e... – ele foi interrompido quando a garota pressionou os seus lábios nos dele, arrancando um suspiro pesado de ambas as partes.

- Não há com o que se desculpar. – ela sorriu e pela primeira vez se afastou um pouco dele.

Damon tentava sorrir, fingir que não se sentia culpado mais por aquilo, mas ele se sentia tão mal com tudo aquilo. Como pudera culpar Elena por todo esse tempo? Como tivera a coragem de dizer tudo aquilo na cara dela? Falar todos aqueles nomes maldosos quando na verdade, ela sempre estivera certa. Ela carregava um filho seu.

- Vamos sair daqui. – ele disse e passou o braço pela cintura dela.

- Onde estamos indo? – ela perguntou.

Mas ele simplesmente entrou naquela pequena loja em que mais cedo ela encarava o casal feliz. Damon a dirigiu até a sessão de sapatinhos e bem no fundo da prateleira havia uma esquecida meia de lã vermelha, com bordados azuis. Ele a tirou de lá e depositou na mão da garota, que estava suada devido a tudo que estava acontecendo.

- Que isso signifique a nossa reconciliação e que seja a prova de que mesmo que eu seja um idiota cabeça-dura, eu sempre amarei vocês dois. – ele colocou as mãos na barriga já um pouco redondinha dela. – Em qualquer lugar que eu estiver, eu nunca poderia ter te esquecido, porque mesmo que eu vá para outra dimensão, você sempre estará em meus pensamentos... – ele pegou a mão dela e a pôs em seu peito – e em meu coração.

- Damon... – ela sussurrou antes de abraçá-lo novamente e puxá-lo para um beijo.

Eles não se importavam com os vendedores que os encaravam de longe ou com as pessoas que passavam e os olhavam também. Ele estava ali e ela precisava se certificar de que não era só um de seus sonhos. Precisava ter a certeza de que ele ficaria com ela para sempre e que nada os atrapalharia novamente.

- Vem... – ele disse a puxou em direção ao caixa.

Aquele parecia ser o inicio, de um dia que provavelmente marcaria a vida de ambos, de um dia em que nada mais importou, a não ser o amor, que pulsava nas veias deles, tamanha era a sua ligação, a sua conexão que eles tinham. Elena provavelmente nunca foi tão feliz em sua vida. Damon parecia ser o namorado mais atencioso que ela provavelmente já tinha visto. Ele a perguntava sobre tudo e nada. Sobre os nomes caso for um menino ou uma menina, se ela já sentiu algum chute na barriga, ao qual ela respondeu que isso era impossível quando só tem um mês e meio de gestação. Ela sorriu. Como não se lembrava de ter feito há muito tempo.

- Eu nunca mais irei te abandonar, meu amor. – ele disse enquanto os dois olhavam o por do sol do alto de um morro que havia por ali. Damon fizera questão de levá-la para lá, queria que fosse especial. A garota não pode evitar sorrir ao ouvir aquilo.

- Se você soubesse o quanto que eu esperei para ouvir isso. – ela disse, sentindo suas costas frágeis sendo pressionadas contra o peito largo e musculoso do não-vampiro.

Ele deu um beijinho no pescoço dela e a virou para si.

- Vamos para casa... – ele fez uma pausa – para nossa casa.
---

Elena e Damon finalmente chegaram em casa depois da tarde tão boa que os dois passaram juntinhos. Finalmente, eles fizeram as pazes, estavam juntos novamente.

Elena estava se sentindo tão bem, tão leve, feliz. Estava tão segura nos braços dele que a envolviam, carregando-a no colo até o quarto. Estar com ele era tão bom, tão gostoso, não havia sensação melhor.

A garota tinha o amor de sua vida de volta para ela, de volta para o filho deles. Era como se os pedaços de seu coração tivessem cicatrizado no momento que ele tinha voltado para ela. Na verdade, o sentimento de estar com ele era intenso, tão lindo que era como se a dor que ela sentira naquele último mês nunca tivera existido. Ele a completava e curava todas as suas feridas.

Damon, por sua vez, era um misto de sentimentos. Um misto de alegria por tê-la novamente em seus braços, o perfume doce de Elena a lhe inebriar, a textura macia de sua pele.

Por outro lado, ele se sentia incessantemente culpado por não ter confiado nela, por tê-la abandonado, abandonado o filho deles e principalmente não ter acreditado no amor deles.

Ao chegar ao quarto, Damon colocou Elena na cama com todo o cuidado e gentileza possível, afinal ela estava grávida, merecia todo o carinho e atenção dele. Ele nunca se imaginou sendo pai, mas ao vê-la tão linda, com uma barriguinha, ainda bem discreta, ele já estava gostando da ideia.

E Elena percebia isso nele, percebia pelo jeito como ele a olhava, pelo sorriso que se desenhava na face dele. A garota não pode deixar de sorrir também. Finalmente, isso havia deixado de ser apenas um sonho e virou realidade.

Damon se sentou, na beirada da cama, ao lado de Elena. A expressão antes relaxada, agora parecia pesarosa, era difícil olhá-la nos olhos.

- Elena... - Ele chamou num tom fraco, quase triste.

- Sim, amor. – ela respondeu com um sorriso no rosto.

- Por favor, Elena, me perdoa. - Ele pediu, enquanto suas mãos buscava a dela, segurando-a entre a suas. Ele não era do tipo que pedia perdão, ou melhor, ele não pedia perdão para qualquer um, mas Elena não era qualquer uma. Ela era a garota mais especial, mais linda, era ela quem ele amava e com ela ele não podia ser orgulhoso.

- Ah, Damon. - ela fechou os olhos, sentindo o carinho que ele fazia em sua mão. Isso era tudo que ela queria, ele não precisava se desculpar, ele estava lá e isso já era o bastante, era tudo que ela precisava. – Eu já disse que está tudo bem... Não há com o que se preocupar.

- Não, Elena, não está tudo bem. - Como ele tinha raiva de si mesmo por tê-la largado, ele nunca iria se perdoar por isso. Ele a fez sofrer mais do que qualquer outra já fizera. Justo ele que prometera que nunca iria fazer nenhum tipo de mal a ela. - Eu fiz tudo errado, mas eu preciso que você me perdoe.

- Damon, tudo bem. Eu entendo o que você deva ter imaginado, mas não tem mais importância, você está aqui agora. - Ela sorriu, não precisava perdoar, porque ela nunca teve raiva, nem algum outro tipo de sentimento. Tudo que ela sentira fora dor e saudade e ele já a havia curado.

- Não, eu não confiei em você, eu te tratei mal, e eu te abandonei. – Era visível na expressão dele o quanto aquilo o fazia mal. Tê-la magoado era tudo que ele não poderia fazer. – Eu fiz você sofrer. – Ele continuou, parecendo tão devastado por isso. E ele ainda tinha feito tudo com ela com ela estando grávida, isso era imperdoável, a atitude típica de um canalha. E ele estava tão arrependido de ter feito isso.

- É, você me fez sofrer. – Ela falou num tom fraco, quase num sussurro, como se ela não quisesse falar isso, como se só a lembrança da ausência dele fosse forte demais para ela suportar. Mas para ela já estava tudo bem, desde que eles estivessem juntos e ficassem assim para sempre.

Ter ouvido as palavras dela, admitindo o que ele já sabia que ele a fizera sofrer e ainda mais ver a expressão dela ao falar isso era demais para ele. Ele se sentia péssimo, uma pessoa horrível por ter feito aquilo com ela. Ele tinha tido as piores atitudes com ela, como se ela não significasse nada. Na verdade, era por ela significar tanto para ele que ele tinha agido assim. Só a ideia de que ela poderia tê-lo traído, que ela amasse outro, o fazia tão mal.

- Eu nunca mais vou fazer isso de novo. Eu não vou te abandonar, você não vai mais sofrer, meu amor. – Ele falou enquanto levava uma de suas mãos até a face delicada dela, acariciando-a com carinho. Como ele sentira falta dela durante o tempo que eles estiveram afastados.

O corpo de Elena amoleceu apenas com aquele afago que recebia dele. Tinha sido tanta saudade, tanta dor, e agora ela precisava tanto dele, do calor do corpo dele contra o dela, de seus beijos, de seu amor. Ela segurou a mão dele e por um instante a acariciou.

- Você promete? – Ela perguntou num tom frágil, ela queria a palavra dele. Queria uma garantia que ele jamais iria embora de novo, que ele seria dela, assim como ela seria dele para sempre.

- Eu prometo. – Ele respondeu com toda a verdade. – Eu te amo, Elena, eu estar sempre aqui com você. – Sim, ele a amava, amava demais, amava como nunca seria capaz de amar de novo. Era ela, sempre ela, a garota com quem ele ficaria para sempre. Ele a olhou diretamente nos olhos, um olhar intenso. – Eu preciso ouvir você dizer que me perdoa Elena.

- Eu perdoo. – Ela falou sinceramente, abrindo um sorriso para ele, um sorriso doce, carinhoso. – Eu já tinha perdoado, eu sempre vou perdoar você, por que eu te amo e sempre vou amar. – Na verdade, se ele não tivesse se desculpado, não teria mudado nada, ela ainda ia querer ficar com ele, como ela não iria querer?

Então ela ergueu seu corpo, querendo ficar no mesmo nível que o dele, querendo buscar o corpo dele. E ele retribuiu a abraçando, aninhando-a em seu colo, acariciando os longos cabelos castanhos dela. Era tão bom tê-la de volta em seus braços. Elena ficou quietinha por um minuto, apenas sentindo seu corpo contra os músculos dele, ela precisava disso, precisava dele.

Finalmente, os dois estavam apenas se olhando, se admirando, até que seus lábios se tocaram suavemente, iniciando um beijo longo, demorado, doce e ao mesmo tempo intenso, leve e urgente, um beijo do mais profundo amor.

Ele ainda a tinha em seus braços quando ele levou uma das mãos até a barriguinha de Elena e acariciou com todo o cuidado existente, fazendo movimentos circulares, bem suavemente. Elena sorriu aquilo era exatamente o que ela tinha imaginado quando tinha ficado grávida.

- Ah, você já gosta da ideia, né? De ser pai. – Ela falou com uma expressão animada no rosto, ela estava tão feliz.

- Sim, eu gosto. Eu já amo o nosso bebê. – Ele respondeu sinceramente, na realidade, já estava todo bobo com isso de ser pai, ele só não queria admitir.

- Ah... – Ela sussurrou animada, num tom quase infantil de tanto que ele a tinha deixado ainda mais feliz com as palavras dele. Ela não conseguiu evitar exibir um sorriso maior ainda. – Eu só espero que você continue gostando de mim quando eu ficar gordinha. – Ela brincou.

- Você não vai ficar gorda, meu amor. Só vai ficar com barriguinha, você é a grávida mais linda do mundo. – Ele respondeu e depositou vários selinhos da boca dela e depois os dois se beijaram demoradamente.

Eles ficaram durante um tempo apenas abraçados, ele afagava os cabelos dela, sua face enquanto ela ficava com seu rosto apoiado no peitoral dele, deixando uma de suas mãos tocá-lo.

Foi aí que ele se tocou do quanto ele estava diferente, e não era por ele ter se tornado humano novamente. Ele já estava diferente antes, desde quando ele havia se apaixonado pela Elena.

– O que você fez comigo, Elena?

- Como assim? – Ela perguntou sem entender.

- Você não vê? Eu estou aqui te pedindo desculpas, falando o quanto eu te amo, isso não seria uma coisa que eu faria. Você me modificou, Elena. – Realmente, ele havia mudado muito e essa mudança tinha sido por ela, e não foi só porque ele queria atender ao pedido dela de ser melhor, ela havia o tornado alguém melhor, amá-la tinha despertado os sentimentos que estavam adormecidos no coração dele.

- Ah, amor. – Ela ergueu seu rosto para fitá-lo diretamente nos olhos, ela sorriu para ele. – Você é a mesma pessoa, você só parou de fingir que não sentia que não se importava com nada. E eu só te amo mais por isso, amo seu jeito irônico, amo o jeito carinho que você me trata. Eu amo você, Damon.

- Eu também te amo, minha gatinha manhosa. – ele riu.

- Mas... – ela fez uma pausa, tinha medo de começar todo aquele assunto – Se eu engravidei, tem algo de errado comigo ou com você... Não acha?

Damon estava fugindo daquele assunto, tinha medo da reação de Elena quando ela contasse a verdade, tinha medo de ela não o amar como antes. Tinha tanto medo...

Ele abriu a boca, forçando as palavras a saírem, mas ele parecia engasgado.

- Eu... – ele disse, com uma expressão estranha no rosto.

Elena esperou, mas ele não continuava, ele estava sem ar?


- Damon? – a garota perguntou, pegando a mão dele, que estava suada. – Você está suando... O que está acontecendo? Me conta.

Ele tinha que ser sincero com ela... Precisava ser.

- Eu tenho medo Elena. – ele sussurrou, enquanto uma lágrima caía de seus olhos.

- Medo de que? De quem? – ela perguntava incrédula, algo parecia errado.

- Eu não sou mais um vampiro, Elena. – ele disse – Eu voltei a ser um humano e eu não sei por quê.

Damon enterrou o rosto em suas mãos quando acabou de falar. Agora mais do que tudo ele queria poder ler mentes, saber o que a garota ao seu lado estava pensando. Ele queria tanto poder mudar isso, mas não podia...

Ao contrário do que ele achava que seria a reação dela, ela chegou ainda mais perto dele e colocou suas mãos nas laterais do rosto dele.

- Vai dar tudo certo. – ela sussurrou – Sabe por quê? Porque sempre estaremos juntos e não importa se você for um humano, vampiro ou duende, eu sempre vou te amar.

Damon não pode evitar sorrir. Como demorara tanto tempo perdendo tempo com outras mulheres quando Elena sempre estivera ali, naquela cidadezinha que ele sempre evitava.

- Como você descobriu isso? – ela perguntou com a voz um pouco séria.

- Há um tempo eu me sentia estranho, era como se as atividades me cansassem, mas isso nunca foi normal para um vampiro. Aquele dia que eu fiz o seu café para ir pra faculdade e você disse que eu tava estranho... Eu não queria admitir, mas me deu uma súbita vontade de comer também, como se já não fosse estranho que eu senti meu estomago roncando. E depois que eu fui embora... – ele fez uma pausa, engolindo em seco – eu não conseguia mais me alimentar de sangue, pergunta pro Alaric, eu vivia de batata frita e whisky. Eu sinto tanto Elena... Me desculpa por ter desconfiado de você.

A garota podia ter tomado várias atitudes diferentes naquele momento... Poderia ter brigado com ele por ter julgado ela, podia ir embora dali, mas em meio a tantas possibilidades ela somente o abraçou. Agora ela tinha a plena certeza de que eles se completavam, porque ela precisava dele e ele também precisava dela.

Ela deixaria todo aquele assunto sobre ele ter virado humano para mais tarde, ela só queria curtir o momento por enquanto, como um casal normal. Mas mesmo que uma vozinha no fundo de sua cabeça lhe dissesse que isso não era à toa, ela não queria pensar nisso agora. Só queria saber de uma coisa: Damon.

Ela olhou no fundo dos olhos azuis dele, antes de iniciar um beijo apaixonado. Naquela noite, seria apenas ela e ele. Ninguém mais atrapalharia a sua felicidade. Ela não deixaria.
avatar
NandaSalvatore

Mensagens : 5777
Data de inscrição : 16/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por Gaby Machado Salvatore em Qui Jan 12, 2012 8:17 pm


ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii
avatar
Gaby Machado Salvatore

Mensagens : 165
Data de inscrição : 03/01/2012
Idade : 17
Localização : Mistyc Falls

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por carolina cardinal em Qui Jan 12, 2012 10:38 pm

haaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
perfeito!!!!!!!!
damon paternal? amei!!!!!!
muito fofo!!!!!
eles precisam se reconciliar direito!! Twisted Evil
hehehehehehehehehe
amei meninas!
perfeito!!!!
avatar
carolina cardinal

Mensagens : 455
Data de inscrição : 21/11/2011
Idade : 24

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por isabela c tonon em Sex Jan 13, 2012 12:55 pm

DAMON, quem diria, com vocação pra ser DAD!!!
muito lindo, fofusco (que palavra é essa? Suspect )
amey!!!!!
muito fofo, lindo, tb quero uma reconsiliação da maneira corrata agr! Twisted Evil
muito lindo, onnwwti, nem sei o que dizer. muito cuti-cuti Razz
minhas lindas, mais um capt perfeito, duas otimas escritoras!!!!
adoreei.
bjinhos minhas escritoras foricionais Very Happy
sz'
avatar
isabela c tonon

Mensagens : 2789
Data de inscrição : 28/08/2011
Idade : 20
Localização : Entre lençois... Com Damon Salvatore XD

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002452519341

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por Bia Pierce em Dom Jan 15, 2012 11:53 am

Owwwnnnnt
que bunitinho esse capt
tao fofinho e lindinho
damon se arrependeu de maltratar a elena
foi tao gracinha eles juntos
muito muito fofo
desculpa por demorar a comentar
avatar
Bia Pierce

Mensagens : 230
Data de inscrição : 04/11/2011
Idade : 22
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por NandaSalvatore em Seg Jan 16, 2012 10:24 am

Gaby Machado Salvatore escreveu:
ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

Que bom que gostou, flor!
Bjs
avatar
NandaSalvatore

Mensagens : 5777
Data de inscrição : 16/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por NandaSalvatore em Seg Jan 16, 2012 10:25 am

carolina cardinal escreveu:haaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
perfeito!!!!!!!!
damon paternal? amei!!!!!!
muito fofo!!!!!
eles precisam se reconciliar direito!! Twisted Evil
hehehehehehehehehe
amei meninas!
perfeito!!!!

Damon tá todo bobo que vai ser papai!
Eles tão precisando tirar o atrasado Evil or Very Mad
Mas ela tá grávida ehehhee
Bjs
avatar
NandaSalvatore

Mensagens : 5777
Data de inscrição : 16/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por NandaSalvatore em Seg Jan 16, 2012 10:26 am

isabela c tonon escreveu:DAMON, quem diria, com vocação pra ser DAD!!!
muito lindo, fofusco (que palavra é essa? Suspect )
amey!!!!!
muito fofo, lindo, tb quero uma reconsiliação da maneira corrata agr! Twisted Evil
muito lindo, onnwwti, nem sei o que dizer. muito cuti-cuti Razz
minhas lindas, mais um capt perfeito, duas otimas escritoras!!!!
adoreei.
bjinhos minhas escritoras foricionais Very Happy
sz'

Oi amr!
Ficamos muito felizes que tenha gostado
Bjs
avatar
NandaSalvatore

Mensagens : 5777
Data de inscrição : 16/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por NandaSalvatore em Seg Jan 16, 2012 10:27 am

Bia Pierce escreveu:Owwwnnnnt
que bunitinho esse capt
tao fofinho e lindinho
damon se arrependeu de maltratar a elena
foi tao gracinha eles juntos
muito muito fofo
desculpa por demorar a comentar

Que bom que gostou Embarassed
Damon agr vai comer na mão da Elena
hhehwhwhw
Eles sao fofo msm!
Bjs
avatar
NandaSalvatore

Mensagens : 5777
Data de inscrição : 16/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por carolina cardinal em Seg Jan 16, 2012 5:14 pm

NandaSalvatore escreveu:
carolina cardinal escreveu:haaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
perfeito!!!!!!!!
damon paternal? amei!!!!!!
muito fofo!!!!!
eles precisam se reconciliar direito!! Twisted Evil
hehehehehehehehehe
amei meninas!
perfeito!!!!

Damon tá todo bobo que vai ser papai!
Eles tão precisando tirar o atrasado Evil or Very Mad
Mas ela tá grávida ehehhee
Bjs

nao impede que eles transem!
é só nao fazerem muitas estripulias!
avatar
carolina cardinal

Mensagens : 455
Data de inscrição : 21/11/2011
Idade : 24

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por NandaSalvatore em Seg Jan 16, 2012 7:16 pm

carolina cardinal escreveu:
NandaSalvatore escreveu:
carolina cardinal escreveu:haaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
perfeito!!!!!!!!
damon paternal? amei!!!!!!
muito fofo!!!!!
eles precisam se reconciliar direito!! Twisted Evil
hehehehehehehehehe
amei meninas!
perfeito!!!!

Damon tá todo bobo que vai ser papai!
Eles tão precisando tirar o atrasado Evil or Very Mad
Mas ela tá grávida ehehhee
Bjs

nao impede que eles transem!
é só nao fazerem muitas estripulias!
So serem muito cuidadosos, neh?
Elena precisa ser tratada q nem princesa
Pq gravida...
ehhheheheh
avatar
NandaSalvatore

Mensagens : 5777
Data de inscrição : 16/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por Caroline Forbes em Seg Jan 16, 2012 7:23 pm

Hehehe...to achando essa fic interessante,divertida,fofa.To adorando Nanda,mas uma coisa eu to achando super engraçado o fato da Elena estar gravida,isso torna o filho dela um Damphir,não?Bom não vou tomar o tempo.
Vou continuar a acompanhar,só para ver no que vai dar,a ideia do Damon como pai me deixa intrigada.Besos
avatar
Caroline Forbes

Mensagens : 194
Data de inscrição : 09/01/2012
Idade : 25
Localização : Mystic Falls

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por NandaSalvatore em Seg Jan 16, 2012 8:06 pm

Caroline Forbes escreveu:Hehehe...to achando essa fic interessante,divertida,fofa.To adorando Nanda,mas uma coisa eu to achando super engraçado o fato da Elena estar gravida,isso torna o filho dela um Damphir,não?Bom não vou tomar o tempo.
Vou continuar a acompanhar,só para ver no que vai dar,a ideia do Damon como pai me deixa intrigada.Besos

Oi Carol,
Que bom que está gostando
Ficamos super felizes.
E não, a Elena engravidou porque o Damon se tornou humano (mas ngn sabe como isso aconteceu ainda)
Bjs
avatar
NandaSalvatore

Mensagens : 5777
Data de inscrição : 16/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por Gabby Salvatore em Qua Jan 18, 2012 10:06 am

Girls, que lindo! Eu adorei esse capítulo! Damon se redimiu pelo que fez a Elena! Tive pena dela, sofreu um monte! E ela aceitou rápido eu teria pisado antes de aceitar as desculpas! rsrsrsrssr
avatar
Gabby Salvatore

Mensagens : 123
Data de inscrição : 20/11/2011
Idade : 31

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por bitinha em Qua Jan 18, 2012 4:32 pm

Status: Apaixonada por Pactos Sombrios *w*
Estou adoraaaaaando a história
Assim que comecei a entender o enredo, fiquei com medo de que fosse mais uma das fics que ele a deixava e só voltava quando o bebê nascesse IHASDIHASD
E TODO AQUELE LANCE SABE?
Fiquei mt mt mt feliz quando vi eles se resolverem
MAS QUE BABADÃO É ESSE DO DAMON HUMANO?
Bem que eu desconfiava..
Mas o bebê vai ser humano né? Pq n sei.. ISHADISHDIASHD Ia ser bem doido ele ser vampiro.
Quero saber logo o pq disso acontecer com o Damon.
Será q foi amar demais? rsrs
Bjssssss
avatar
bitinha

Mensagens : 269
Data de inscrição : 17/12/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por isabela c tonon em Sex Jan 20, 2012 1:07 pm

uiiiiaaa!!!!
tá perfeito minhas super escritoras!!!
adorei esse ultimo.
ficou divino!!!!
*---*
papai babão!!!
seu coruja!!
um coruja super fofo!!!
adorei amrs!
quero mais!
não vou deixar faltar coment meu aqui de novo tá???
bjinhosss
avatar
isabela c tonon

Mensagens : 2789
Data de inscrição : 28/08/2011
Idade : 20
Localização : Entre lençois... Com Damon Salvatore XD

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002452519341

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por Hellen Rodrigues em Qua Fev 01, 2012 8:07 pm

OMG! Nem sei como descrever meus sentimentos.Entrei nesse fórum a poucos dias, acho q us três dias na verdade. Fiquei interessadíssima pelas fics (até q tou planejando lançar uma aqui, que já faz uns 2 anos que tenho em mente auhuah, mas isso não vem ao caso).
Mas como não tenho mt tempo livro, resisti ao máximo para não ler todas a fics pela qual me interessei. Já tinha me decidido, ia ler poucas, 2 ou 3. E olha minha cota já tinha acabado. Não ia ler mais nada =P. Mais por conta do acaso ( ou não) eu achei o nome da fic interessante, e resolvi arriscar. não me arrependi de jeito nenhum!

Vc escreve MUITO bem! Gente, eu me senti a Elena, só de compreender os pensamentos dela.Adorei o Damon orgulhoso e ainda mais o Damon humano pedindo desculpas *.*! Um MÀXIMO essa fic lol! Quero mais!
avatar
Hellen Rodrigues

Mensagens : 162
Data de inscrição : 30/01/2012
Idade : 25
Localização : Teresina - PI

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por carolina cardinal em Qui Fev 02, 2012 11:47 pm

quero MAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAIS
avatar
carolina cardinal

Mensagens : 455
Data de inscrição : 21/11/2011
Idade : 24

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por carolina cardinal em Sex Fev 10, 2012 2:21 pm

maaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaae!
booooooooooooooooooooooooooon!
nao nos abandonem!!!
EU PRECISO DESSA FIC!!!
avatar
carolina cardinal

Mensagens : 455
Data de inscrição : 21/11/2011
Idade : 24

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Sombrios. - Por NandaSalvatore e Bonn.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 7 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum