Parceria
SIGMA CAMISETAS
Votação

Quem você quer entrevistar?

64% 64% [ 9 ]
36% 36% [ 5 ]

Total dos votos : 14


2 hearts, 1 soul [one-shot]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

2 hearts, 1 soul [one-shot]

Mensagem por vicky_dobrev em Dom Abr 29, 2012 6:57 pm

oi amores!
e lá vem a tia Vicky pra pertubar a paciência de vocês de novo kkkk
faz tempo que eu ia postar essa one shot, é uma espécie de capítulo extra da primeira fanfic que eu escrevi, The body or the soul.
não sei se alguém por aqui a leu, se estiver algum interessado em dar uma olhada:
link do primeiro tópico // link do segundo tópico
enfim, fiz essa one shot de presente para a Eloo minha sogrinha/prima/afilhada querida, e me esqueci de postá-la aqui...
lembrei esses dias quando estava procurando um tópico em outro fórum, e não pude resistir a repostar a homenagem, mesmo com séculos de atraso (como sempre kkk)
aconselho ter lido a fanfic primeiro para entender a one rs
espero que gostem, e não esqueçam de comentar, tá? ;]
beijoos s2

----x----
nome da one: two hearts, one soul
shipper: Eloo/Stefan
classificação: +13
avatar
vicky_dobrev

Mensagens : 1857
Data de inscrição : 18/02/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo único

Mensagem por vicky_dobrev em Dom Abr 29, 2012 7:20 pm

[N/A: música do capítulo - http://www.youtube.com/watch?v=aNzCDt2eidg ]
Elo acordou ouvindo seu nome ser murmurado.
- Ah Hav, só mais dez minutos... – ela suspirou, se espreguiçando demoradamente, depois se virou para o outro lado.
- Elo, preciso falar com você... – uma mão grande e quente tocou sua cintura.
Aquele toque formigava de um jeito muito bom, com certeza não era seu irmão. Elo abriu os olhos e deparou-se com o rosto de Stefan a poucos centímetros do seu.
- AHH! – ela gritou de susto e deu um tapa involuntário na cara do vampiro.
Com o impacto, ele deu um passo para trás.
- AI! Tudo bem, já vi que você não está com humor para conversar agora, desculpa ter te acordado...
- Ai meu Deus, desculpa Stef!
Ele massageou a bochecha e esboçou um sorriso.
- Você é forte, hein?
- Mais do que você imagina, ser kaemidt tem lá suas vantagens – ela riu e se sentou na cama, dando espaço para que ele se sentasse na beirada.
Então esfregou os olhos, ainda sonolenta.
- Manda – ela disse, depois de bocejar.
Ele se sentou ao lado dela e a morena percebeu a mistura de mágoa, tristeza e uma ligeira confusão nos olhos verdes de Stefan.
- Mandar o quê? – ele perguntou.
- Ué, para você ter vindo me acordar é porque aconteceu alguma coisa séria. Manda.
Ela viu a marca de sua mão em um dos lados da face do vampiro.
- Desculpa mesmo por isso – disse Elo com uma pequena careta.
Ela passou um dedo delicadamente por cima da marca. Stefan estremeceu e fechou os olhos, aninhando o rosto em sua mão. Ela acariciou a bochecha dele com o polegar, sentindo o calor que emanava da pele dele sob seus dedos. Aos poucos foi envolvida por uma onda de calor reconfortante e soltou um suspiro apreciativo. Era ela quem devia etar acalmando-o, não o contrário. Elo se sentiu amolecer e quis abraçá-lo. Stefan virou um pouco o pescoço e beijou sua palma, depois murmurou rouco:
- Elena...
Na mesma hora Elo parou o que estava fazendo e olhou para o outro lado. Ela sabia que o vampiro ainda não tinha superado a ex-noiva, mas não estava esperando sentir... o que quer que fosse aquele sentimento que sentia por ele. O coração acelerado quando ele estava por perto, a vontade de sorrir só de vê-lo, a sensação gostosa que o toque dele provocava, a vontade cada vez maior de passar cada minuto do dia ao seu lado.
Ela estava... se apaixonando?
- Desculpa ter te acordado, é que eu precisava muito desabafar com alguém – ele disse.
- O que aconteceu? – ela perguntou suavemente.
- Elena escolheu o Damon – ele sussurrou de olhos fechados.
Elo podia ver o sofrimento e a derrota em cada linha do rosto dele. E se surpreendeu sinceramente pela dor dele estar despertando a dela própria. Com carinho, a morena o abraçou pelo pescoço e enterrou os dedos em seu cabelo, acariciando-o enquanto Stefan finalmente libertava as lágrimas de dor que tanto tinha lutado para prender.
Ela nunca tinha visto Stefan chorar antes.
Era de cortar o coração e, enquanto sentia o corpo dele tremer com os soluços contra o seu, ela teve vontade de chorar também. Ele era tão bom e romântico e se preocupava tanto com todo mundo... não merecia passar por aquilo.
Ela se lembrou de toda a dor que Claudio tinha provocado em seu coração. Lembrou das inúmeras noites que passou chorando por ele, inclusive da noite em que Stefan a consolara. Pensar em Claudio agora não era mais tão doloroso, porque Stefan a estava ajudando a curar suas feridas.
Elo queria fazer o mesmo por ele.
- Eu sei que agora vai ser difícil para você acreditar no que eu estou dizendo – ela murmurou no ouvido dele – mas o tempo cura todas as feridas, meu lindo. Falo por experiência própria.
O arrepio que sua voz causou em Stefan não passou despercebido pela morena.
- Eu espero que cure mesmo.
- Se curou no meu caso, depois de um século apaixonada por um idiota que nem notava meus sentimentos, cura no de qualquer um – Elo riu sem humor.
Stefan ergueu a cabeça e entrelaçou as mãos nas dela, com um pequeno sorriso curvando o canto de seus lábios. Seus olhos verdes encontraram os azuis de Elo.
- Você é a única, sabia?
- Como assim?
- A única que consegue fazer eu me sentir melhor, mesmo que seja só um pouco. Você me faz bem.
Ela soltou a mão dele por um minuto para secar seu rosto molhado com carinho.
- Que bom, Stefan – Elo sorriu docemente – Fico feliz em poder te ajudar.
O sorriso dela o fez querer sorrir também. Estava ferido por causa de Elena, mas havia algo em Elo que despertava nele um calor delicioso, uma chama que ele pensou que nunca voltaria a sentir. Sim, ele ainda amava Elena. Mas também estava começando a sentir algo forte por Elo.
Stefan encostou a testa na da morena. Deixou-se envolver completamente pelo sentimento doce que ela despertava nele.
- Elo... – ele deixou escapar as palavras que martelavam em sua cabeça durante toda aquela semana – acho que eu estou me apaixonando por você.
Ela sorriu de olhos fechados e se aproximou ainda mais dele, fazendo seus narizes se tocarem. Stefan avançou os poucos centímetros que ainda os separava.
E finalmente eles puderam trocar o beijo que tinham imaginado tantas vezes.
avatar
vicky_dobrev

Mensagens : 1857
Data de inscrição : 18/02/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 2 hearts, 1 soul [one-shot]

Mensagem por vicky_dobrev em Dom Abr 29, 2012 7:21 pm

para ir ao tópico de comentários, clique aqui
avatar
vicky_dobrev

Mensagens : 1857
Data de inscrição : 18/02/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 2 hearts, 1 soul [one-shot]

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum