Diários do Vampiro
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.
Parceria
SIGMA CAMISETAS
Votação

Quem você quer entrevistar?

[Em andamento] The body or the soul? I_vote_lcap64%[Em andamento] The body or the soul? I_vote_rcap 64% [ 9 ]
[Em andamento] The body or the soul? I_vote_lcap36%[Em andamento] The body or the soul? I_vote_rcap 36% [ 5 ]

Total dos votos : 14


[Em andamento] The body or the soul?

Página 1 de 40 1, 2, 3 ... 20 ... 40  Seguinte

Ir em baixo

Essa fic deve ser Delena ou Stelena?

[Em andamento] The body or the soul? I_vote_lcap77%[Em andamento] The body or the soul? I_vote_rcap 77% 
[ 33 ]
[Em andamento] The body or the soul? I_vote_lcap23%[Em andamento] The body or the soul? I_vote_rcap 23% 
[ 10 ]
[Em andamento] The body or the soul? I_vote_lcap0%[Em andamento] The body or the soul? I_vote_rcap 0% 
[ 0 ]
[Em andamento] The body or the soul? I_vote_lcap0%[Em andamento] The body or the soul? I_vote_rcap 0% 
[ 0 ]
 
Total dos votos : 43
 

[Em andamento] The body or the soul? Empty [Em andamento] The body or the soul?

Mensagem por vicky_dobrev em Seg Fev 21, 2011 6:46 am

[Em andamento] The body or the soul? 29f9qh4

Nome da fanfic: The body or the soul?
Classificação: + 13
Resumo: Elena descobre que uma antiga e sombria maldição persegue sua família. A parte boa? A Maldição Gilbert não é ativada há séculos. A ruim? Ele é ativada se algum descendente da família trocar sangue com um vampiro. Agora Elena tem apenas mais dois anos de vida, se conseguir escapar dos ataques de vampiros desesperados para sequestrá-la. E o que ela acha pior? Seu destino não é morrer, e sim virar uma marionete sem alma nas mãos de vampiros sanguinários. Agora Elena, Bonnie, Stefan e Damon precisam correr contra o tempo e acabar com a Maldição Gilbert antes que seja tarde demais.
obs: Ainda não decidi se a fic vai ser Delena ou Stelena, depende de vocês Very Happy
_______________________________________________________________________________________________________

Capítulo um
Elena bateu na porta da casa dos Salvatore, hesitante. Ainda não tinha muita certeza de como dizer a Damon que precisava de um favor dele, nem mesmo tinha certeza se queria seguir com aquilo. Ela bateu uma segunda vez, então mudou de idéia e resolveu ir embora. Damon não iria querer ouvi-la mesmo... Por que não poupar tempo e fazer algo mais útil, tipo, sei lá, ir para casa e se jogar da janela antes que Stefan voltasse e pudesse impedi-la?
A porta se abriu quando Elena estava dando o primeiro passo na direção do carro.
- Elena, que surpresa... – disse Damon, apoiando-se no batente com um ar de diversão – Stef está caçando, então que tal entrar e deixar que eu te distraia enquanto ele não chega? A gente podia jogar um pouco de guitar hero... O perdedor vai ter de fazer uma striptease para o vencedor.
Elena revirou os olhos, torcendo para ele não ter notado que seu sorriso de lado fizera o coração dela acelerar um pouco.
- Eu não vim para falar com o Stefan, Damon. – ela teve a satisfação de ver a surpresa passar pelas belas feições dele – Quero falar com você.
Damon franziu a testa por um momento, então seus olhos azuis brilharam zombeteiramente.
- Melhor ainda. – ele respondeu – Pode me dar um minuto? Tem uma pequena festa rolando aqui. Claro que você está convidada, se quiser. Mas como eu já sei que não vai querer, vou só mandar as garotas para casa.
Elena o olhou da cabeça aos pés, chocada. A camisa preta de botões que ele usava estava completamente aberta, deixando à mostra o peito largo e os músculos definidos da barriga. Elena sentiu o rosto ficar cada vez mais quente ao acompanhar com o olhar a trilha de sangue que descia da boca de Damon até a cintura de seu jeans Armani. Seu cinto estava aberto, as duas tiras caindo ao longo da calça e atraindo o olhar de Elena para as pernas esguias e musculosas cobertas pelo tecido preto. Damon estava sem sapatos e usava uma meia branca em um dos pés, o que teria deixado qualquer outro garoto ridículo. Mas ele não era um garoto qualquer, era simplesmente lindo demais para parecer ridículo.
Quase tão lindo quanto o irmão, pensou Elena. Talvez eu pudesse sentir algo por ele, se não fosse tão apaixonada por Stefan. E se ele deixasse de agir como um idiota. Simplesmente não vale a pena perder tempo tentando conversar com Damon sobre a maldição. Será que ele pensa em mais alguém além de si mesmo, por, sei lá, só cinco minutos?
- Quer saber? Esquece. – ela virou as costas para ele, irritada – Onde eu estava com a cabeça? Vou para casa. Pode continuar com sua festinha aí.
Elena não conseguiu dar dois passos e Damon já a segurava pelo braço.
- Eu vou deixá-la ir – ele disse, friamente – quando me disser por que veio aqui.
- Eu já falei – Elena tentou puxar o braço, mas ele não a soltou. Ela se esforçou para parecer indiferente – Eu queria falar com você. Mas mudei de idéia. Tchau, Damon.
- Não. – ele apertou o braço dela com um pouco mais de força – O que você queria falar comigo?
- Você matou alguma das garotas que está aí dentro? – a fúria ameaçava romper a fachada de indiferença que Elena se esforçara tanto para construir.
- Não! – Damon levou uma mão teatralmente ao peito – Estou ofendido! É claro que eu não matei ninguém. Estamos apenas nos divertindo um pouco.
A raiva de Elena não diminuiu nem um pouco ao ouvir esse comentário, mas ela estava furiosa demais para se perguntar o motivo por trás disso. Ela só conseguia imaginar lindas garotas altas e esguias perambulando pela casa dos Salvatore só de lingerie. E também o que ela faria com Damon se as garotas ainda estivessem ali quando Stefan voltasse.
- Por que eu me dei ao trabalho de vir até aqui? – ela bufou, ainda debatendo-se para se livrar dele – Eu sou uma idiota mesmo. Por que você não se alimenta de alguma das bolsas de sangue que vocês têm estocado na geladeira? Qual é o ponto daquilo se ninguém toma? Pára de matar inocentes sem motivo, Damon. Essas garotas com certeza devem ter alguém que se importa com elas. Aliás, por que eu estou me dando ao trabalho de dizer tudo isso? Até parece que você vai me ouvir e...
- Por que você veio, Elena? – ele a interrompeu, olhando-a tão intensamente que Elena sentiu que estava corando de novo – E você entendeu muito bem o que eu quis dizer. O que quer falar comigo?
Ela não respondeu. Apenas parou de se debater e o encarou por alguns segundos, procurando por sinais de sarcasmo no rosto dele. Não encontrou nada. Havia apenas curiosidade e... e algo que ela não conseguia definir. Elena mordeu o lábio inferior, indecisa, avaliando as várias respostas irônicas que podia lhe dar. Mas optou por dizer a verdade.
- Eu estava procurando um amigo. E... apesar de você ter se afastado de mim nesses últimos dias, eu tinha começado a vê-lo como um, Damon. – Elena olhou para o chão, incapaz de encará-lo – Acho que nesses últimos meses simplesmente consegui me convencer que você é uma pessoa melhor do que realmente é. Desde aquela tarde em que você me contou todas aquelas histórias sobre a adolescência de vocês, sobre como era seu relacionamento com Stefan antes de conhecerem Katherine... eu senti que aquilo nos aproximou.
Ela levantou o olhar para ele, e pensou ter visto um lampejo de decepção em seus olhos azuis. Mas foi tão rápido que ela não tinha certeza. Menos de um segundo depois, os olhos de Damon estavam completamente sem emoção.
- Talvez eu esteja errada. – Elena continuou – Agora acho que estava errada. Nós realmente nos aproximamos, mas acho que eu já atingi o limite de intimidade que você estipula para todo mundo ao seu redor. Sou quase sua amiga, mas você não quer amigos. Você não vai mudar. Por que perder tempo te contando os meus problemas? Como se você fosse sequer prestar atenção no que eu disser.
Damon a soltou.
- Você tem razão, Elena. – ele disse, a voz se tornando cada vez mais fria – Eu não sou seu amigo. E não quero saber dos seus problemas. Eu sou um monstro, lembra? Isso não vai mudar.
- Ah, você não é um monstro, Damon. – Elena abriu um sorriso triste para ele e enfiou as mãos nos bolsos de seu casaco – Pelo menos não completamente. Mas você se esforça muito para agir como um. Está tão concentrado em não se envolver com nada e ninguém que simplesmente perdeu o que tinha de bom. Pode ser que eu também esteja errada sobre isso, mas não acho que você seja completamente ruim. Está se tornando um monstro, mas ainda tem um pouco de humanidade em você. Bem pouco, mas tem.
- E qual é o objetivo de tudo isso? – Damon ergueu uma sobrancelha, claramente irritado – Mostrar o que eu estou perdendo por não me alimentar de carneirinhos e passar dias inteiros procurando alguma coisa para me fazer sentir culpado?
- Não. – ela fechou a cara para ele. – Na verdade é mostrar que se você parar de agir como um babaca, vai descobrir que não está tão sozinho quanto pensa. Mas o que eu sei, não é? – Elena sacudiu a cabeça e sua voz tornou-se ácida – Sou apenas uma garota humana de dezoito anos, e não uma vampira de mais de um século de idade. Eu tinha me esquecido como é frustrante conversar com você quando está hostil desse jeito.
- Chega, Elena. - ela podia ver a raiva brilhar nos olhos de Damon agora – Se você já terminou, vai logo embora.
Ela abriu a boca, mas tornou a fechá-la sem dizer nada. Damon a olhava com uma irritação crescente.
- Precisa que eu lhe mostre o caminho de volta ao seu carro? – ele perguntou com ironia – Estou meio ocupado, se você não percebeu.
- Não. – Elena contorceu a boca com desprezo. – Apenas preciso te dar uma coisa.
Damon ergueu as sobrancelhas sugestivamente. Elena revirou os olhos.
- Não vou perder tempo contando detalhes – ela disse, abrindo a pequena bolsa que levava junto ao ombro – Mas eu... eu descobri uma coisa ontem à noite. Que me deixou bastante preocupada.
- Você parece muito calma. – Damon observou, cético.
Confie em mim, colega, pensou Elena, só estou calma por fora. É surpreendente que eu ainda não tenha começado a tremer.
Elena puxou algo do fundo da bolsa e estendeu para ele.
- Só me prometa que vai usar isso por enquanto. O Stefan vai te explicar tudo quando voltar. – ela depositou um objeto frio na palma da mão de Damon – Também estou usando um dark moon. Procure tirá-lo do pescoço o mínimo de vezes que puder.
Damon encarou o objeto em sua mão. Era um medalhão grande e pesado, em forma de lua cheia. Por um momento, ele percorreu com o polegar os minúsculos diamantes que formavam uma bela trama na prata gelada. Uma dormência esquisita percorreu seu corpo. Dark moon... Onde ele já ouvira aquele nome antes?
A dor no rosto de Elena chamou sua atenção. Ele queria confortá-la, mas não sabia como. Não fazia idéia do que estava acontecendo com ela. Tinha medo de que a garota pudesse ver a preocupação em seus olhos, ou percebesse como o estava deixando curioso e ansioso.
Damon queria não se importar com ela, mas...
- Se cuide, Damon. – ela disse, os olhos começando a ficar brilhantes demais enquanto as lágrimas se formavam.
Elena se virou e se afastou na direção do próprio carro. Damon se debateu internamente, dividido entre a vontade de correr atrás dela e a de voltar para dentro e aproveitar as modelos apetitosas que o esperavam. Elena entrou no carro e deu a partida, indo embora velozmente.
Damon voltou para dentro e parou no meio do gesto para fechar a porta. Ele olhou para o medalhão em sua mão. Dark moon... ele acabara de se lembrar de ter ouvido Katherine mencionar aquilo uma vez. Era um amuleto muito poderoso que conseguia ocultar quem o estava usando de qualquer ser sobrenatural que estivesse por perto.
Mas como Elena conseguira aquilo? Por que dera um para ele?
E por que estaria usando um?
Não fazia o menor sentido, a não ser...
A não ser que Elena estivesse em perigo.
E tinha de ser algo muito grave.
O choque se espalhou pelo corpo dele.
- Amor, você não vai me matar agora? – ronronou uma linda loira enquanto se aproximava de Damon. – Você prometeu, lembra? Promessa é dívida...
- Ah, não! – protestou uma segunda loira, correndo para os braços dele – Eu vou primeiro, não é? Você disse que gostou mais de mim.
- Nada disso, meninas. - a ruiva de olhos verdes abriu um sorriso confiante para as outras – Agora é minha vez.
- Cadê a Jenny? – perguntou a primeira loira.
- Foi ao banheiro. Acho que ela vai acabar perdendo toda a diversão – a ruiva piscou maliciosamente para Damon.
Mas ele não prestava atenção ao que ela dizia.
Só pode ser isso, pensou ele. Elena está correndo perigo.
Sem sequer pensar no que estava fazendo, Damon limpou a bagunça e deu lenços para as duas loiras que já havia mordido, então compeliu todas as quatro garotas a esquecerem ele e as mandou embora. Depois correu o mais rápido que pôde para a casa de Elena.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Capítulo dois - 1ª parte
Elena entrou em casa e correu para seu quarto, ignorando o que quer que Jenna tivesse gritado para ela. A garota se jogou na própria cama e encarou o teto, deixando as lágrimas correrem livremente por seu rosto. Por que a vida dela tinha de constantemente ser virada de cabeça para baixo? As coisas já não eram suficientemente instáveis para ela? Um namorado vampiro, uma melhor amiga bruxa e um cunhado bipolar que pode ou não acordar um dia e resolver matá-la só para irritar o irmão. Ah, desculpa querida, sua vida está calma e tranqüila demais. Que tal acrescentar ataques de vampiros desconhecidos e uma maldição idiota para embaralhar a sua cabeça?
Pela primeira vez desde que todo aquele pesadelo começara, ela se permitiu desmoronar.
É claro que aquilo era mentira. Só podia ser mentira. Aquele vampiro lunático estava inventando coisas, tentando deixá-la confusa. Ele estava delirando, totalmente. Não tinha a menor chance de ser verdade... Então por que você não está procurando saber se é ou não verdade?, uma vozinha estridente argumentou em sua cabeça, por que não procura a Bonnie? Talvez ela possa ajudá-la. Elena sacudiu a cabeça com força. Não preciso procurar a Bonnie, ela pensou, é claro que nada disso é verdade. Aquele cara era um lunático e eu só estou histérica. Eu estou ficando histérica. É só isso. Tipo um trauma pós...
Então me explica o que você fez com o Stefan, espertinha, a voz interrompeu, ou por que aceitou os dark moons. E principalmente, a pergunta que não quer calar: Por que você deu um para o Damon?
- Cala a boca! – ela gritou para o quarto vazio.
Ah, que ótimo, pensou Elena, agora estou falando sozinha.
Ela se encolheu e abraçou os joelhos, em posição fetal. Estava cansada de tentar se controlar. Estava cansada de ser racional. E mais do que tudo, estava cansada de se sentir tão confusa e perdida. Com um soluço derrotado, ela enterrou as unhas no travesseiro macio e já encharcado e deixou que as lembranças da noite anterior a inundassem.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Elena estava parada na frente do espelho, tentando decidir que blusa usaria. A porta do seu quarto se abriu e Jenna irrompeu por ela, nervosa e agitada.
- Vai dar tudo certo, Jenna – a garota sorriu para o reflexo da tia – Relaxa. Quem é o cara misterioso que você convidou para jantar mesmo?
- Daniel. – Jenna se sentou na cama de Elena, insegura – Meu novo namorado. Quero que você e Jeremy o conheçam. Elena, e se ele não gostar do jantar?
- É claro que ele vai gostar do jantar, sua boba – Elena revirou os olhos e estendeu os cabides que segurava na direção de Jenna – Você cozinha muito bem. Ei, qual você acha que fica melhor? Sobrinha comportada e madura – ela apoiou um cabide no pescoço e segurou uma camiseta verde clara contra o corpo – Ou namorada sexy? – ela repetiu a operação com uma blusa vermelha de decote em V.
Jenna soltou uma risada nervosa.
- Então Stefan também vem?
- Arrã. – ela experimentou a blusa vermelha e deu uma volta diante do espelho – Você não se importa, não é? Faz um tempão que eu não chamo ele para jantar aqui.
- A última vez que ele jantou aqui foi semana passada, sua cara-de-pau. – Jenna atirou uma das pequenas almofadas que enfeitavam a cama em Elena – Mas tudo bem. Para sua sorte, eu gosto do Stefan. Ah, Elena, prometa que vai ser legal com o Daniel.
- É claro que eu prometo. – Elena se virou para a tia e ergueu as sobrancelhas – Aliás, há quanto tempo vocês estão namorando? Nunca a ouvi mencionar nenhum Daniel até hoje à tarde.
- A vermelha ficou linda. – Jenna se levantou e tirou a camiseta verde das mãos de Elena, depois a guardou de volta no closet da garota e se virou para ela – Já faz algumas semanas, mas eu resolvi esperar até as coisas começarem a ficar um pouco mais sérias antes de trazê-lo para conhecer vocês.
- Um pouco mais sérias? – Elena pegou a escova de cabelo que deixara em cima da cômoda e a apontou para Jenna – Isso quer dizer que vocês já...? Ah, meu Deus, você vai ter de me contar todos os detalhes mais tarde! E eu não estou pedindo.
- Elena! – Jenna gritou, corando violentamente – Eu... nós..eu não... Isso não é da sua conta!
A gargalhada de Elena foi abafada pelo ruído agudo da campainha.
- Anda, deve ser o seu gatinho – ela sorriu para a tia a abraçou – Vai atender a porta, tia. Já vou descer. E não se preocupe, tenho certeza que Jer e eu vamos adorá-lo. E que a sua comida vai estar maravilhosa, como sempre.
Jenna mordeu o lábio inferior e fez uma careta rápida antes de sair do quarto.
Elena sorriu para o espelho e penteou rapidamente os cabelos. Estavam lisos demais, como sempre, mas ela não estava com a menor paciência para fazer mais nada no cabelo. Ela escolheu um jeans preto e uma rasteirinha confortável da mesma cor. Então se lembrou do copo de leite cheio de verbena que Stefan deixara em sua escrivaninha e ela se esqueceu de beber. Elena respirou fundo e foi pegar o copo. Stefan era tão superprotetor... Já haviam se passado quatro meses desde a última vez que algum vampiro tentara atacá-la, mas Stefan ainda pedia que ela tomasse verbena todos os dias.
Ela mal levara o copo aos lábios quando sentiu dentes afiados rasgarem seu pescoço violentamente.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Damon escalou facilmente a árvore ao lado da janela de Elena. Ele se apoiou em um dos galhos mais altos, hesitante. Será que Elena estava ali? Ele deveria entrar? Por que inferno ele estava tão preocupado com ela? Não, ele não estava preocupado. Estava apenas curioso. Muito curioso. Só isso. Algo se moveu dentro do quarto. Ele se aproximou mais da janela e olhou para dentro. Elena estava sentada na cadeira da escrivaninha, desfazendo o nó de um lenço que usava no pescoço. Então Stefan tinha aprontado um pouco... Damon sentiu uma mistura esquisita de diversão e uma pontada de irritação com aquele pensamento. Será que o sangue de Elena era tão gostoso quanto seu cheiro?
Ele parou de pensar naquilo quando a viu se levantar e ir até o espelho de corpo inteiro atrás de sua porta. Quando o reflexo de Elena fez uma careta de dor, Damon abriu a janela e saltou agilmente para dentro do quarto.
- Elena? – começou Damon.
Elena gritou e se virou para ele, lívida. Ela estava tremendo. Muito. E a ferida em carne viva em seu pescoço começou a gotejar sangue fresco. Damon encarou o curativo coberto de sangue na mão dela, antes de fixar os olhos no sangue que escorria pelo pescoço da garota, contrastando com a pele cor de creme.
- O que aconteceu com você? – sua voz não passava de um sussurro chocado.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
capitulos postados durante a promoção:
cap onze - parte 2: https://diariosdovampiro.forumeiros.com/t1154p165-em-andamento-the-body-or-the-soul
cap 12 - parte 1: https://diariosdovampiro.forumeiros.com/t1154p210-em-andamento-the-body-or-the-soul
cap 12 - parte 2: https://diariosdovampiro.forumeiros.com/t1154p270-em-andamento-the-body-or-the-soul
cap 12 - parte 3: https://diariosdovampiro.forumeiros.com/t1154p435-em-andamento-the-body-or-the-soul
cap 12 - última parte: https://diariosdovampiro.forumeiros.com/t1154p465-em-andamento-the-body-or-the-soul
cap 13 - parte 1: https://diariosdovampiro.forumeiros.com/t1154p585-em-andamento-the-body-or-the-soul
cap 13 - parte 2: https://diariosdovampiro.forumeiros.com/t1154p660-em-andamento-the-body-or-the-soul
cap 14 - parte 1: https://diariosdovampiro.forumeiros.com/t1154p900-em-andamento-the-body-or-the-soul


Última edição por vicky_dobrev em Sab Abr 30, 2011 4:11 am, editado 11 vez(es)
vicky_dobrev
vicky_dobrev

Mensagens : 1857
Data de inscrição : 18/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Em andamento] The body or the soul? Empty Re: [Em andamento] The body or the soul?

Mensagem por Maria em Seg Fev 21, 2011 12:28 pm

Vicky estou virando sua fã
hehehe amei
e como fã numero 1 né vc poderia escolher Delena
hsahshahshash
Maria
Maria

Mensagens : 138
Data de inscrição : 27/01/2011
Idade : 27
Localização : Guarapuava-Pr

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Em andamento] The body or the soul? Empty Re: [Em andamento] The body or the soul?

Mensagem por vicky_dobrev em Seg Fev 21, 2011 1:56 pm

minha primeira fã, estou tão emocionada *--* aushuahsauhua
poxa, não sei, vai depender do que sair na votação rs
mas como postou o primeiro comentário você pode decidir se der empate, que tal? ausausahua Smile
obrigada pelo apoio, Maria Very Happy
vicky_dobrev
vicky_dobrev

Mensagens : 1857
Data de inscrição : 18/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Em andamento] The body or the soul? Empty Re: [Em andamento] The body or the soul?

Mensagem por rhsantana em Seg Fev 21, 2011 3:24 pm

Tá bem legal gatinha! rsrsrs

Minha opinião tá? Acho que devia ficar com o Stefan mesmo...outra mulher devia ser companheira do Damon, se não eles iam continuar brigando...

E tem que brigar mesmo kkkkk

Continua que tá bom linda!
Leia as minhas tá? Beijo!
rhsantana
rhsantana

Mensagens : 84
Data de inscrição : 08/01/2011
Idade : 29

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Em andamento] The body or the soul? Empty Re: [Em andamento] The body or the soul?

Mensagem por Maria em Seg Fev 21, 2011 4:47 pm

Vicky gostei da ideia
se empatar eu decido hahsahsha
o que será que eu vou decidir??
Wink
Maria
Maria

Mensagens : 138
Data de inscrição : 27/01/2011
Idade : 27
Localização : Guarapuava-Pr

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Em andamento] The body or the soul? Empty Re: [Em andamento] The body or the soul?

Mensagem por vicky_dobrev em Seg Fev 21, 2011 6:40 pm

rhsantana escreveu: Tá bem legal gatinha! rsrsrs

Minha opinião tá? Acho que devia ficar com o Stefan mesmo...outra mulher devia ser companheira do Damon, se não eles iam continuar brigando...

E tem que brigar mesmo kkkkk

Continua que tá bom linda!
Leia as minhas tá? Beijo!

aushuashuasuhua'
vamos ver quem ganha a votação =x
Obrigada, lindo Smile gostou mesmo? *-* gente, que felicidade ! Dois coments em um dia ! kkk Tomara que tenham mais até sábado õ/
Acho que só vai dar para entrar aqui de novo no fds, mas assim que der eu leio as suas fics Very Happy
Valeu pelo comentário Wink
vicky_dobrev
vicky_dobrev

Mensagens : 1857
Data de inscrição : 18/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Em andamento] The body or the soul? Empty Re: [Em andamento] The body or the soul?

Mensagem por vicky_dobrev em Seg Fev 21, 2011 6:42 pm

Maria escreveu:Vicky gostei da ideia
se empatar eu decido hahsahsha
o que será que eu vou decidir??
Wink

Aaah, é um mistério =x aushaushuashua Smile
vicky_dobrev
vicky_dobrev

Mensagens : 1857
Data de inscrição : 18/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Em andamento] The body or the soul? Empty Re: [Em andamento] The body or the soul?

Mensagem por JAQUE em Ter Fev 22, 2011 4:41 pm

VICKY TO AMANDO SUA HISTORIA.
JAQUE
JAQUE

Mensagens : 457
Data de inscrição : 11/02/2011
Idade : 24
Localização : SAMPA.

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Em andamento] The body or the soul? Empty Re: [Em andamento] The body or the soul?

Mensagem por vicky_dobrev em Qui Fev 24, 2011 10:22 pm

terminando a segunda parte do capítulo Smile


Última edição por vicky_dobrev em Dom Fev 27, 2011 10:19 am, editado 2 vez(es)
vicky_dobrev
vicky_dobrev

Mensagens : 1857
Data de inscrição : 18/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Em andamento] The body or the soul? Empty Re: [Em andamento] The body or the soul?

Mensagem por vicky_dobrev em Qui Fev 24, 2011 10:46 pm

JAQUE escreveu:VICKY TO AMANDO SUA HISTORIA.

obrigaada, linda *-*
vicky_dobrev
vicky_dobrev

Mensagens : 1857
Data de inscrição : 18/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Em andamento] The body or the soul? Empty Re: [Em andamento] The body or the soul?

Mensagem por rah_mm em Sex Fev 25, 2011 8:30 pm

Gostando D+.
Acho que deve ser delena, pois ja temos stelena na serie e nos livros, seria legal ver os dois juntos
rah_mm
rah_mm

Mensagens : 2
Data de inscrição : 20/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Em andamento] The body or the soul? Empty Re: [Em andamento] The body or the soul?

Mensagem por vicky_dobrev em Dom Fev 27, 2011 10:22 am

brigada, rah Smile
a votação vai valer por mais um tempinho, mas acho que vai acabar sendo delena mesmo Very Happy
vicky_dobrev
vicky_dobrev

Mensagens : 1857
Data de inscrição : 18/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Em andamento] The body or the soul? Empty Re: [Em andamento] The body or the soul?

Mensagem por Maria em Dom Fev 27, 2011 5:54 pm

Eeee
eu sabia que ia ser delena...
Parabéns está ficando muito bom
Maria
Maria

Mensagens : 138
Data de inscrição : 27/01/2011
Idade : 27
Localização : Guarapuava-Pr

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Em andamento] The body or the soul? Empty Re: [Em andamento] The body or the soul?

Mensagem por JAQUE em Dom Fev 27, 2011 9:20 pm

Eba!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Delena Forever <3
JAQUE
JAQUE

Mensagens : 457
Data de inscrição : 11/02/2011
Idade : 24
Localização : SAMPA.

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Em andamento] The body or the soul? Empty Re: [Em andamento] The body or the soul?

Mensagem por Bru_Salvatore_Winchester em Dom Fev 27, 2011 9:28 pm

AMEI!!!Nossa quanta imaginação hein?????
Espero que seja Delena <3
Bru_Salvatore_Winchester
Bru_Salvatore_Winchester

Mensagens : 1036
Data de inscrição : 30/11/2010
Idade : 22

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Em andamento] The body or the soul? Empty Re: [Em andamento] The body or the soul?

Mensagem por vicky_dobrev em Ter Mar 01, 2011 9:56 pm

muito obrigada, Bru *-*
gente, estou postando a segunda parte do capítulo.
espero que gostem cheers
o terceiro deve demorar um pouco a sair, mas prometo que vou fazer valer à pena a espera, não se estressem muito comigo,
okay? Smile
obrigada por lerem a minha fic, lindos! Very Happy
e comentem, por favor *o* uahsauhauhsua =x
vicky_dobrev
vicky_dobrev

Mensagens : 1857
Data de inscrição : 18/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Em andamento] The body or the soul? Empty Re: [Em andamento] The body or the soul?

Mensagem por vicky_dobrev em Ter Mar 01, 2011 9:59 pm

capítulo dois - segunda parte
Stefan estava agachado no meio do mato, os olhos fechados, completamente concentrado em captar os ruídos que os animais emitiam, calculando as opções que tinha a seu alcance. Ele podia ouvir três cervos bebendo água em um rio no coração da floresta e uma pantera rondando por perto, movendo-se graciosa e quase imperceptivelmente, à espreita. Podia ouvir quatro coelhos saltitando quinze quilômetros á noroeste, alguns esquilos em árvores ali perto, humanos caminhando pela trilha vinte quilômetros ao norte e outras formas de vida em um raio de sessenta quilômetros que não captavam seu interesse naquele momento.
Ele estava muito surpreso.
Já havia se alimentado de alguns coelhos e cinco cervos, mas continuava tão faminto como estava antes de começar a caçar. Stefan tinha a vaga impressão de que algo lutava para irromper em sua mente, algo muito importante que ele não conseguia entender. Era como se ele houvesse construído inconscientemente um sólido muro que mantinha todos os pensamentos coerentes longe da sua cabeça. Aqui e agora, ele era apenas um predador faminto. Apenas seus reflexos, instintos e impulsos importavam. Então por que sua cabeça estava começando a latejar? Vampiros podiam ter enxaquecas?
Stefan nunca tivera uma antes. E, ainda assim, o leve latejar se transformava em um pulsar agudo e cada vez mais forte, quebrando sua concentração e fazendo-o se levantar e levar os dedos às têmporas. O que diabos estava acontecendo com ele? Talvez mal-estar por ter se banqueteado daquele jeito? Ele devia ir para outro lugar. Precisava ir ver alguém...
Elena.
Assim que o nome dela surgiu em sua mente, Stefan abriu os olhos. E a imagem que ele tanto se esforçava para bloquear voltou com uma nitidez assombrosa. Elena com um copo vazio nas mãos, uma ferida profunda e preocupante em seu pescoço jorrando sangue na blusa tão vermelha quanto o líquido que agora a ensopava. Seu rosto contorcido em uma careta de dor, os gritos horríveis, a pele mortalmente pálida, as pernas cedendo... Ele a amparou antes que ela caísse no chão. O pânico fazia seus pensamentos perderem o sentido. O que acontecera com ela? Stefan mordeu o próprio pulso e o encostou à boca da garota, estremecendo enquanto ela começava a sugar fracamente. As sensações explodiam em seu cérebro, deixando-o atordoado.
Medo. Preocupação. Fúria. Pânico. Confusão.
Uma pequena parte de seu cérebro registrava o prazer de ter Elena drenando seu sangue. Mas a maior parte focava apenas na pouca cor que voltava ao rosto dela, no fluxo de sangue que fluía em menor quantidade por seu pescoço. Ele varreu o quarto com os olhos por um segundo. A cama estava uma bagunça, havia gotas de sangue manchando boa parte do carpete rosa-claro, livros espalhados por todo lado, um homem estirado no chão do outro lado do quarto, seu cabelo tapando o rosto, o cabo anormalmente afiado da escova de madeira que Elena normalmente usava para pentear os cabelos espetado fundo no coração dele, papéis soltos e algumas camisetas...
Espera aí, pensou Stefan, um vampiro a atacou?
A poça de sangue escuro ao lado do corpo se misturava às manchas vermelho-vivo do sangue de Elena. Ela se moveu, segurando o pulso dele com as duas mãos, mantendo-o encostado à seus lábios.
- Ah, meu amor... – Stefan sentia os olhos arderem e a culpa ameaçar sufocá-lo.
Por que ele não estivera ali quando tudo acontecera?
Por que fora idiota à ponto de quase perdê-la?
Ele envolveu a cintura dela com o braço que tinha livre e a puxou para mais perto, mergulhando o rosto em seus cabelos. Stefan precisava senti-la contra ele, viva e inteira novamente. A agonia se misturava com o medo e parecia queimar suas veias.
- Por favor, por favor – ele implorou, sem perceber que falava em voz alta – Você vai ficar bem. Vai ficar tudo bem. Por favor, Elena... Ah meu amor, eu sinto muito... Você não faz idéia.
Ela afastou o rosto do braço dele e ofegou.
- Stefan...
Ele estava de novo na floresta, sozinho. A lembrança se interrompera bruscamente, tornando sua dor de cabeça quase insuportável. Ele sentia como se houvessem enfiado várias agulhas em seus ouvidos, rasgando tudo que estava ao seu alcance. Lutava para não ceder à escuridão que nublava seus olhos. Ele tinha de correr... Tinha de encontrá-la... Como pudera deixá-la sozinha depois de tudo que ela passou?
Quão insensível ele era?
Já começara a correr, quando a voz de Elena soando em sua mente o parou.
Stefan, eu estou bem. Vai caçar. Você está faminto. Não quero que fique enfraquecido por minha causa. Vai caçar. Agora.
A mente dele se esvaziou. A dor de cabeça, o mal-estar, a expressão de dor no rosto de Elena, tudo se apagou de repente. Ele não se lembrava mais daquilo, não conseguia mais pensar em nada. Era como se seu cérebro tivesse entrado em curto-circuito.
Se Stefan pudesse ver seu próprio reflexo, levaria um susto. Seus olhos passaram do verde natural para um vermelho profundo, a boca se entreabriu ligeiramente. Ele estava em transe. Seus músculos se retesaram. Ele lutava com todas as suas forças contra aquele branco repentino. Elena precisava dele... Nada importava mais do que ela. Nada. A dor o fez cair de joelhos.
Não, não... Fique longe do escuro. Elena. Elena.
As veias se destacavam contra a pele de Stefan, tão nítidas que pareciam estar tentando atravessá-la.
Ele tentou correr outra vez, mas suas pernas não respondiam ao comando.
A voz de Elena continuava a ecoar na mente dele.
Você está faminto, vai caçar. Você está faminto, vai caçar.
Caçar, caçar...
O vazio esmagou sua consciência.
Stefan se levantou perguntando-se como conseguira cair de cara no mato. Ele estava faminto, incapaz de pensar com clareza. Seus caninos doíam, exigindo alívio imediato. Ele se concentrou no batimento atraente e úmido do coração de uma pantera. A sede o fez lançar-se à caçada, feroz como nunca.
Seus pés mal tocavam o chão de terra, receosos de alertar o animal.
Você está faminto...
Sim, ele estava faminto.
Stefan repuxou os lábios, sentido as presas crescerem enquanto ele se aproximava da pantera.
Ele estava com muita sede, e iria beber até a última gota.

vicky_dobrev
vicky_dobrev

Mensagens : 1857
Data de inscrição : 18/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Em andamento] The body or the soul? Empty Re: [Em andamento] The body or the soul?

Mensagem por Bru_Salvatore_Winchester em Ter Mar 01, 2011 10:22 pm

CONTINUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
Muito curiosa!!!
Bru_Salvatore_Winchester
Bru_Salvatore_Winchester

Mensagens : 1036
Data de inscrição : 30/11/2010
Idade : 22

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Em andamento] The body or the soul? Empty Re: [Em andamento] The body or the soul?

Mensagem por daany.moura em Ter Mar 01, 2011 11:20 pm

curiosa tb! rsrs
parabens vicky, ta muito boa sua fic Very Happy
daany.moura
daany.moura

Mensagens : 26
Data de inscrição : 27/02/2011
Idade : 27

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Em andamento] The body or the soul? Empty Re: [Em andamento] The body or the soul?

Mensagem por Gabrielaa em Qua Mar 02, 2011 5:07 pm

Nossa vicky,
Suas fics são d+ pelo amor de Deus posta logo a próxima, se não eu axo q vô pirar!!!
Nossa viciei na sua fic, virou uma das minha preferidas!! Very Happy
Gabrielaa
Gabrielaa

Mensagens : 722
Data de inscrição : 25/02/2011
Localização : São Paulo - S.B.C

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Em andamento] The body or the soul? Empty Re: [Em andamento] The body or the soul?

Mensagem por Eloo em Qua Mar 02, 2011 5:57 pm

Ficou bem legal tá de Parabens.
Ótimo.
Bjsss
Eloo
Eloo

Mensagens : 5003
Data de inscrição : 01/03/2011
Idade : 22
Localização : São tomé

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Em andamento] The body or the soul? Empty Re: [Em andamento] The body or the soul?

Mensagem por JAQUE em Qua Mar 02, 2011 8:21 pm

CONTINUA.
JAQUE
JAQUE

Mensagens : 457
Data de inscrição : 11/02/2011
Idade : 24
Localização : SAMPA.

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Em andamento] The body or the soul? Empty Re: [Em andamento] The body or the soul?

Mensagem por Eloo em Qui Mar 03, 2011 7:16 pm

Vick ontem anoite minha prima desocupada veio aki ,ela tbm ama The Vampire Diaries dai eu mostrei pra ela Vick ela amoo i da doidinha pra ve o proximo capítulo.
+ 2 Fã. cheers
Um enorme Bj.
Eloo
Eloo

Mensagens : 5003
Data de inscrição : 01/03/2011
Idade : 22
Localização : São tomé

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Em andamento] The body or the soul? Empty Re: [Em andamento] The body or the soul?

Mensagem por daany.moura em Sex Mar 04, 2011 7:46 pm

quando vai ter continuação ??? (to amando a fic, mas ia ficar ainda melhor se fosse Stelena ;P)
daany.moura
daany.moura

Mensagens : 26
Data de inscrição : 27/02/2011
Idade : 27

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Em andamento] The body or the soul? Empty Re: [Em andamento] The body or the soul?

Mensagem por Gabrielaa em Dom Mar 06, 2011 10:54 pm

Oiee vicky,
Quando vc vai postar a continuação, ameii a sua fic!!
Vc é talentosa ein!!kk...
Mas posta a próxima fic logo tá!! Pq o meu carnaval tá MUITO chato, só as fics do forum podem me salvar!!kkk....

Beijuss Very Happy
Gabrielaa
Gabrielaa

Mensagens : 722
Data de inscrição : 25/02/2011
Localização : São Paulo - S.B.C

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Em andamento] The body or the soul? Empty Re: [Em andamento] The body or the soul?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 40 1, 2, 3 ... 20 ... 40  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum