Parceria
SIGMA CAMISETAS
Votação

Quem você quer entrevistar?

64% 64% [ 9 ]
36% 36% [ 5 ]

Total dos votos : 14


Love Never Dies

Página 6 de 28 Anterior  1 ... 5, 6, 7 ... 17 ... 28  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Love Never Dies

Mensagem por Miriam Salvatore em Sex Ago 12, 2011 10:21 pm

OMG cade o Stefan que nao me salva dessas duas malucas? Shocked
e a Bonnie hem só dando tilique por causa do Damom menina boba...
avatar
Miriam Salvatore

Mensagens : 3362
Data de inscrição : 29/03/2011
Idade : 26
Localização : Caxias do Sul RS

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Love Never Dies

Mensagem por Mariana Pierce em Sex Ago 12, 2011 10:23 pm

Keroll amei o capitulo
Quando tem mais?
avatar
Mariana Pierce

Mensagens : 7422
Data de inscrição : 07/06/2011
Idade : 18
Localização : Belo Horizonte - MG

Ver perfil do usuário http://weloveit.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Love Never Dies

Mensagem por Vaanny em Sab Ago 13, 2011 2:29 pm


-acho que nem se o inferno congelasse você ia fechar essa maldita matraca não é mesmo Katherine? –Vanessa a olhou pelo canto do olho. –não gosto de você. Teve aquele deus grego na palma dessas suas mãos sujas e mesmo assim deixou escapar. Mulher sabe o que eu faria com um homem daqueles?

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
ain filhaa, vce me faz rir comigo mesma. KKKKKKKKKKKKKKKKKK
Realmente não gosto NADINHA da Kath.
Tinha o Damon na palma da mão e não aprooveitou. ée
eu chamo isso de: BURRICE AO EXTREMO.
rsrsrs

A Bonnie tb... sinceramente...
A garota não se manca.
Beijou o Damon uma vez na vida (sortuda, mas aquele beijo foi forçado na minha opinião) e agora acha que tem direitos de sentir ciúmes dele?

BONNIE: QUEM TEM QUE TER CIUMES DO DAMON AQUI SOU EU. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

E no final dessa história, só a Elena se dá bem. éeh (a vida não é justa)
KKKKKKKKKKKKKK

Enfim filhaa, amando sua história.
ee qndo sai mais? *olhos brilhantes*
Beijooos


avatar
Vaanny

Mensagens : 2024
Data de inscrição : 04/02/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Love Never Dies

Mensagem por Keroll Salvatore em Sab Ago 13, 2011 3:20 pm

Laala saalvatore Wink escreveu:
kkkkkkk Adorei neeta linda

A briguinha da Kath com a Miriam foi engraçada ;s Principalmente com a Kath chamando-a de ruivinha, e a Vaany tentando manter a "ordem" .. Mas cada vez fico mais curiosa com toda essa historia de almas, arvores malditas ..

Etaaa meniininha chataa é essa Bonnie eiin, odeio ela nos livros! Ela não se enxerga não, p. ter o Damon tem que ser muito mulher, não uma petitzinha que acha que é gente! Se eu fosse a Juh eu dava logo um tapão na cara dela, pq eé isso que ela merece! /PRONTOFALEI!

Hm, tá curiosa é vovó? kkk Q bom então!! Gostou da briguinha delas?? kkk Eu adoro a Miriam, mesmo em perigo ainda briga com a Katherine!! Very Happy Minha mamys tentando manter a "ordem" né? Ahh, tá meio ruim né?

KKK, vc odeia msm a Bonnie né vovó? kkk É msm, pra ter o Damon tem q ser mt mulher msm!! kkkk Cool Vou dizer pra Juh q vc recomendou um belo tavefe na cara da Bonnie!! kkk
Bjins vovó, te amooo

avatar
Keroll Salvatore

Mensagens : 1194
Data de inscrição : 12/06/2011
Idade : 20
Localização : Banheira do Damon com o Damon, claro =D

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Love Never Dies

Mensagem por Keroll Salvatore em Sab Ago 13, 2011 3:28 pm

SweetDream escreveu:AMEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEI!
MANINHA, FICOU PERFEITO!
EU NÃO GOSTEI DO JEITO QUE A BONNIE ME TRATOU NÃO, HEIN? VAI TER VOLTA, VIU?
E SIM, EU QUERO AJUDAR NA FESTA DOS FUNDADORES! KK'
E SE SOBRAR DAMON PRA MIM, EU AGRADEÇO... OKOK, EXAGEREI! KK'
ENFIM, TO MTOOO ANSIOSA POR MAIS! QUANDO TEM?

Q bom q vc gostou maninha! Fiquei feliz!!! Very Happy
KKK, a Bonnie foi bem rude contigo né maninha? Maldade contigo!!
kkk, sobrar um Damon? Own maninha ele tá meio ocupadinho né? Só vai estar livre dps das dez!! kkkk
Logo tem mais maninha, ñ sei se amanhã tem, mas segunda tem cap nv. Very Happy
Bjinsss te amooo d+


avatar
Keroll Salvatore

Mensagens : 1194
Data de inscrição : 12/06/2011
Idade : 20
Localização : Banheira do Damon com o Damon, claro =D

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Love Never Dies

Mensagem por Keroll Salvatore em Sab Ago 13, 2011 3:37 pm

Vaanny escreveu:

-acho que nem se o inferno congelasse você ia fechar essa maldita matraca não é mesmo Katherine? –Vanessa a olhou pelo canto do olho. –não gosto de você. Teve aquele deus grego na palma dessas suas mãos sujas e mesmo assim deixou escapar. Mulher sabe o que eu faria com um homem daqueles?

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
ain filhaa, vce me faz rir comigo mesma. KKKKKKKKKKKKKKKKKK
Realmente não gosto NADINHA da Kath.
Tinha o Damon na palma da mão e não aprooveitou. ée
eu chamo isso de: BURRICE AO EXTREMO.
rsrsrs

A Bonnie tb... sinceramente...
A garota não se manca.
Beijou o Damon uma vez na vida (sortuda, mas aquele beijo foi forçado na minha opinião) e agora acha que tem direitos de sentir ciúmes dele?

BONNIE: QUEM TEM QUE TER CIUMES DO DAMON AQUI SOU EU. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

E no final dessa história, só a Elena se dá bem. éeh (a vida não é justa)
KKKKKKKKKKKKKK

Enfim filhaa, amando sua história.
ee qndo sai mais? *olhos brilhantes*
Beijooos



Realmente mãe, Katherine foi mt burra msm!! kkk Tinha o Damon só pra ela e não soube aproveitar... Aff
kkk, acho que estou fazendo td mundo odiar a Bonnie... Razz L.J Smith, me perdoe se passarem a odiar a bruxinha hein? kkk
Pois é mamys, a Bonnie não se manca! Quem tem q ter ciúmes do Damon somos NÓS!! E claro, no final quem se dá bem é SEMPRE a Elena, mas será? Huummm... Rolling Eyes

Q bom q vc está gostando mamys!! Fiquei mega feliz aq!! Very Happy
Pode ter mais amanhã ou só segunda-feira msm... Wink
Bjins pra vc tb... Te amooo
avatar
Keroll Salvatore

Mensagens : 1194
Data de inscrição : 12/06/2011
Idade : 20
Localização : Banheira do Damon com o Damon, claro =D

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Love Never Dies

Mensagem por SweetDream em Sab Ago 13, 2011 3:39 pm

Keroll Salvatore escreveu:
SweetDream escreveu:AMEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEI!
MANINHA, FICOU PERFEITO!
EU NÃO GOSTEI DO JEITO QUE A BONNIE ME TRATOU NÃO, HEIN? VAI TER VOLTA, VIU?
E SIM, EU QUERO AJUDAR NA FESTA DOS FUNDADORES! KK'
E SE SOBRAR DAMON PRA MIM, EU AGRADEÇO... OKOK, EXAGEREI! KK'
ENFIM, TO MTOOO ANSIOSA POR MAIS! QUANDO TEM?

Q bom q vc gostou maninha! Fiquei feliz!!! Very Happy
KKK, a Bonnie foi bem rude contigo né maninha? Maldade contigo!!
kkk, sobrar um Damon? Own maninha ele tá meio ocupadinho né? Só vai estar livre dps das dez!! kkkk
Logo tem mais maninha, ñ sei se amanhã tem, mas segunda tem cap nv. Very Happy
Bjinsss te amooo d+



psé... mas o Damon podia ter um irmão gêmeo, e aí o irmão gêmeo dele aparecia e eu ficava com ele só pra mim! kk'
a Bonnie foi má comigo! assim eu fico de mal com ela!
eu não gostei, eu AMEI, é diferente!
quanto mais cedo, melhor, maninha!
e se o Damon estiver livre depois das dez, diz pra ele dar uma passadinha aki, sabe? kk'
tbm te amo demaaaaaaais!
avatar
SweetDream

Mensagens : 1311
Data de inscrição : 08/07/2011
Idade : 22
Localização : Caxias do Sul, RS

Ver perfil do usuário http://booklies.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Love Never Dies

Mensagem por Keroll Salvatore em Sab Ago 13, 2011 3:39 pm

Miriam Salvatore escreveu:OMG cade o Stefan que nao me salva dessas duas malucas? Shocked
e a Bonnie hem só dando tilique por causa do Damom menina boba...

kkk, kd o Stefan pra te salvar né Miriam?? Mad O maluco some com vc e faz vc ficar nas mãos de uma psicopáta e nem ao menos te salva de duas maluks né? kkk Razz
Bonnie dando um ataq d ciúmes pelo Damonzito... Surprised Surprised
Bjinss amr
avatar
Keroll Salvatore

Mensagens : 1194
Data de inscrição : 12/06/2011
Idade : 20
Localização : Banheira do Damon com o Damon, claro =D

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Love Never Dies

Mensagem por Keroll Salvatore em Sab Ago 13, 2011 3:41 pm

Mariana Pierce escreveu:Keroll amei o capitulo
Quando tem mais?

Logo tem mais amr, e q bom q vc gostou!! Very Happy
Bjinss
avatar
Keroll Salvatore

Mensagens : 1194
Data de inscrição : 12/06/2011
Idade : 20
Localização : Banheira do Damon com o Damon, claro =D

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Love Never Dies

Mensagem por Keroll Salvatore em Seg Ago 15, 2011 3:03 pm

Capítulo 12- Never Judge A Passionate Heart
Nunca Julgue Um Coração Apaixonado



Não há nada que eu poderia dizer para você
Nada que eu poderia fazer para te fazer enxergar
O que você significa para mim
Toda a dor, as lágrimas que eu chorei
Ainda assim que você nunca disse adeus e agora eu sei
Até onde você deseja ir

Eu sei que eu te decepcionei
Mas não é mais assim agora
Desta vez eu nunca vou deixar você ir

Eu vou ser, tudo o que você quiser
E me recompor
Pois você faz com que eu não caia aos pedaços
Toda a minha vida, eu vou estar com você eternamente
Para fazer com que você siga com o dia
E fazer tudo estar bem

Pensei que eu tinha tudo
Eu não sabia o que a vida poderia trazer
Mas agora eu vejo, sinceramente
Você é a única coisa que eu acertei
O único que eu guardo dentro de mim
Agora posso respirar, porque você está aqui comigo

E se eu te decepcionei
Eu vou mudar isso
Porque eu nunca deixarei você partir

Eu vou ser, tudo o que você quiser
E me recompor
Pois você faz com que eu não caia aos pedaços
Toda a minha vida, eu vou estar com você eternamente
Para fazer com que você siga com o dia
E fazer tudo estar bem

Porque sem você não consigo dormir
Eu nunca, nunca mais deixarei você partir
Você é tudo que eu tenho, você é tudo que eu quero
Yeah...

E sem você não sei o que faço
Eu não posso sequer viver um dia sem você
Aqui comigo, você vê,
Você é tudo o que preciso

Eu vou ser, tudo o que você quiser
E me recompor
Pois você faz com que eu não caia aos pedaços
Toda a minha vida (minha vida), eu vou estar com você eternamente (eternamente)
Para fazer com que você siga com o dia
E fazer tudo estar bem (estar bem)

Eu vou ser (vou ser), tudo o que você quiser
E me recompor
Pois você faz com que eu não caia aos pedaços
Toda a minha vida, eu vou estar com você eternamente
Para fazer com que você siga com o dia
E fazer tudo estar bem...


As garotas acompanhavam cada um de seus movimentos com os olhos, completamente fascinadas, imaginando se ele lhes daria nem que fosse um simples olhar.

Damon sentia os olhares sobre sim, o cheiro de desejo quando ele passava, os risinhos que paravam para melhor avalia-lo. Ele dava graças á Deus por ser tão absolutamente lindo, irresistível, gostoso. Damon adorava ser desejado por todas. Tornava sua caçada bem mais fácil e prazerosa.

Sua garganta ardia de uma forma quase torturante. Embora tivesse se alimentado do delicioso sangue de Elena há apenas dois dias, já sentia a sede voltando-lhe com força, como se suas veias estivessem secas como um osso muito velho, e sua garganta ardia como se lhe enfiassem um ferro em brasas.

Damon retorceu o belo rosto numa careta. Pensar na dor a piorava. Era melhor imaginar o sabor do sangue fresco descendo-lhe pela garganta, acabando com aquela maldita sede infernal. Ele queria sentir o sabor do sangue de Elena novamente, mas sabia que não podia. Pelo menos não naquele momento. Teria que se contentar com aquelas garotas comuns mesmo.

-oi. –uma garota loira se aproximou dele. –sou Jenny.

Damon olhou para a garota. Que sorte. Ele nem havia se preocupado em procurar, sua presa do dia havia vindo por livre e espontânea vontade. Ele sorriu abertamente para ela.

-Damon. –ele lançou um sorriso torto para ela, fazendo-a soltar um longo suspiro.

-e então Damon... Posso te ajudar em alguma coisa? –ela mexeu nos longos cabelos loiros, tirando-os de cima de sua blusa azul decotada.

-na verdade... –Damon inclinou-se para frente, sussurrando no ouvido da garota. –pode.

A garota riu enquanto Damon a puxava até um beco escuro ao lado de uma velha loja.

Ela gemia enquanto Damon beijava seu pescoço e a empurrava contra a parede. Não estava realmente se divertindo, preferia Elena. Preferia os beijos dela, seu corpo junto ao dele, seus gemidos fazendo-o enlouquecer.

Sem mais delongas Damon mordeu o pescoço da garota com força, tapando a boca dela para que esta não gritasse. Enquanto sugava do sangue dela, seus pensamentos estavam em Elena. Ele imaginava que estava com ela, enquanto ela gemia em seu ouvido, sussurrando o nome em meio á caricias, beijos cheios de desejo, sua pele macia e quente contra a dele...

E então algo que nunca havia acontecido com ele antes simplesmente aconteceu. Enquanto ele pensava em Elena, um pensamento tomou conta de sua mente sem permissão, criando raízes dentro dele como uma erva daninha. Elena não merece um assassino seu grande idiota. Ele se irritou com o pensamento. Nunca havia sentido essa vontade de não matar antes. Pela primeira vez em mais de cinco séculos Damon Salvatore sentiu culpa.

Ele largou a garota no chão, vendo-a se encolher de medo e de dor. Ele grunhiu, tentando ordenar á sua própria consciência que fosse para o diabo. Mas não estava dando certo. Ele via o rosto de Elena. Via seus belos olhos azuis com um brilho de ódio, repulsa. Ele não queria que ela olhasse dessa maneira para ele.

Damon suspirou frustrado e levantou a garota com cuidado. Olhou bem fundo nos olhos dela e falou entredentes:

-você foi atacada por um animal na floresta. Não se lembra com exatidão que tipo de animal, mas sabe que era enorme. Você nunca me viu antes em toda a sua vida.

-sim... Fui atacada por um animal na floresta... Não me lembro que tipo de animal, mas era enorme... Nunca vi você antes em toda minha vida...

Damon saiu rapidamente do beco, sem nem olhar para trás. Ainda sentia a sede insuportável. Ele queria poder, morte, sangue. Não era como seu irmãozinho que preferia um coelhinho á uma bela mulher. Mas não queria ver aquele olhar frio e repulsivo em Elena. Ele preferia se jogar ao sol do que ter que vê-la olhá-lo daquela forma.

Se era esse o preço que ele tinha que pagar para tê-la ao seu lado... Que fosse então. Era até pequeno comparado ao imenso tesouro que agora ele possuía.

-já que vou me condenar á ser um maldito vampiro piedoso, posso muito bem fazer uma última boa refeição. –Damon passou a língua nos lábios imaginando o sabor. –só uma última vez...

Deu de ombros e começou á andar. Se seria sua última refeição de verdade, teria de escolher um sangue bom, delicioso e raro.

Damon colocou seus óculos Ray-Ban e começou a andar sem pressa pelas ruas quase desertas de Fell´s Church, procurando pacientemente pela sua última vítima de sua longa existência.

***
Stefan andava pelos corredores da escola de cabeça baixa. Estava cansado e com sede. Não caçava desde que percebera que havia feito algo com Miriam. Estava cansado de fugir do monstro que habitava dentro de si. Estava cansado de reprimir aquele desejo assassino durante tantos séculos. Do que adiantava? Ele não havia poupado a vida de Miriam. Ela só podia estar mesmo morta.

As perguntas já estavam surgindo. Miriam era uma aluna nova de intercâmbio, vinda do Brasil, e as pessoas estranhavam seu desaparecimento misterioso. Suas amigas já estavam preocupadas, perguntando se alguém havia visto a garota, mas tudo o que recebiam eram respostas negativas. Alguns nem a conheciam.

Sempre que Stefan ouvia algum comentário sobre Miriam, sentia-se enojado de si mesmo. Ela só tinha 17 anos. Uma garota tão jovem, que tinha toda uma vida pela frente, que tinha sonhos, desejos. Ela fora tão gentil com ele em não esbofeteá-lo quando ele a beijou. E no que deu? Estava morta em algum lugar, servindo de alimento para algum animal.

-ou virando adubo. –a voz veio por trás de Stefan.

Damon estava encostado á parede calmamente, como se estivesse lá á séculos. Sua postura despreocupada irritou Stefan.

-você sabe. –não era uma pergunta.

-eu vi. –Damon deu de ombros, com um sorriso sacana nos lábios.

-o que... –Stefan lutou contra as palavras. –o que eu fiz com ela?

Ele viu o sorriso do irmão aumentar de uma forma perturbadora. Era um sorriso sádico, cruel. Ele estava se divertindo com aquilo tudo.

-bom primeiro a beijou mais ainda. –Damon riu malicioso. –sério, achei que fosse arrancar a cabeça dela ou algo do tipo.

Stefan franziu as sobrancelhas. Não lembrava daquilo.

-e aí veio a melhor parte... –os olhos negros de Damon cintilaram de excitação. –você mordeu bem na jugular! Eu fiquei realmente orgulhoso Stefan. Já estava começando a achar que você não era de nada.

Stefan sentiu que iria vomitar á qualquer momento. Estava mais enojado do que antes. E ouvir Damon falando o que ele havia feito só piorava as coisas.

-e depois? –sua voz era só um sussurro.

-você está bem irmãozinho? –Damon desencostou-se da parede, rindo. –parece meio verde.

Stefan sentia-se realmente mal, mas não daria esse gostinho ao irmão.

-o que mais eu fiz Damon?

O irmão mais velho deu de ombros sorrindo.

-ela gritava muito, então você arrastou ela pra dentro da floresta e tapou a boca dela. –Damon fez uma cara de tédio. –aí você ficou lá sugando, sugando e sugando... Até que deve ter cansado de um corpo seco.

Stefan percebeu um fio minúsculo de esperança na frase do irmão.

-devo? Você não viu até o fim?

Algo lampejou no olhar de Damon, mas foi rápido demais para que ele pudesse saber o que era.

-coisas mais importantes requeriam minha atenção. Á propósito, que horas são?

Stefan achou aquilo muito estranho, mas suspirou e pegou o celular no bolso da calça.

-são 09h30. Por quê?

-droga, só meia hora? Ah, eu posso me apressar. –resmungou. –Não se preocupe irmãozinho, não é da sua conta. Ah, sim... –Damon o olhou com um ar debochado. –se eu fosse você não encheria sua cabeça oca de esperanças. Miriam deve ser apenas um cadáver podre e sem uma gota de sangue agora.

Aquilo doeu em Stefan. Ele segurou firma a vontade de espancar Damon até a morte. Estava cercado por pessoas, não podia perder o controle.

Vozes soaram conhecidas vinham na direção dele, e dentre todas elas ele reconheceu a de Elena. Ele a encarou com ansiedade.

-Elena? –a voz dele estava fraca. –por favor?

Ele viu a loira encará-lo por um momento, antes de se despedir brevemente de Meredith e de outra garota que ele não conhecia.

-Stefan? Você está bem?

Ele lutou com todas as suas forças para reprimir a vontade de chorar, mas mesmo assim uma lágrima solitária escapou de seus olhos.

Elena o puxou pela mão até o estacionamento enquanto Stefan não fazia esforço nenhum para parar e muito menos para falar algo. Ele queria contar tudo á Elena, mas tinha medo da reação dela. Ele ainda a amava tanto... Tanto que chegava a doer.

-Stefan o que foi? –Elena o obrigou a encará-la. –Stefan?

Ele a abraçou com força, sem se importar em ser correspondido ou não. Só precisava sentir aquele cheiro doce que emanava dela, aquela pele macia e quente. Precisa dela mais do que nunca. O monstro queria acordar novamente, mas com Elena ali, Stefan sabia que isso não aconteceria.

Ela o abraçou também, o envolvendo em seus braços. Sentia a necessidade dele, mas não entendia por que.

-eu fiz algo tão terrível Elena... Ela não tinha culpa... Eu nem a conhecia! –Stefan chorava contra o cabelo dourado de Elena. –eu fiquei louco, me deixei levar pelo ódio e ela pagou o preço...

-Stefan, acalme-se. Está tudo bem. –Elena sussurrava tentando acalmá-lo. –você não é um monstro! Vai ficar tudo bem Stefan... Mas o que aconteceu?

Stefan sentiu vontade de contar tudo, desabafar de uma vez. Mas não podia. Era Elena ali...

-ainda confia em mim Elena? –ele pegou o rosto dela com as duas mãos.

A garota estava achando tudo aquilo tão estranho. O que Stefan tinha?

-claro que confio você...

Ela nunca conseguiu terminar aquela frase. Os lábios de Stefan chocaram-se contra os seus com força, brutalidade. Ela não conseguiu impedi-lo de aprofundar o beijo. Ele a havia pego de surpresa, tanto que os olhos de Elena estavam arregalados de choque. Ela sentiu quando a língua dele entrou em contato com a sua, Elena sentia-se horrorizada. Aquele era Stefan?

Ela esperneava, tentava usar suas mãos para se libertar, mas Stefan a apertava com tanta força que ela mal conseguia respirar enquanto as mãos dele passeavam por seu corpo.

-atrapalho? –uma voz fria, tão fria como gelo, fez Stefan se afastar.

Elena corou enquanto olhava para quem havia falado.

-acho que estou meio desatualizado aqui. –Damon encarou os dois. –eu não sabia que o meu irmãozinho caçula tinha perdido alguma coisa dentro da boca da MINHA NAMORADA!

As últimas palavras saíram entredentes do vampiro. Ele avançou para Stefan, sua visão tornando-se vermelha de pura ira. Stefan tinha assinado seu próprio atestado de óbito ao beijá-la.

-É BOM GUARDAR ESSSA SUA LÍNGUE DENTRO DA SUA BOCA, ANTES QUE EU A ARRANQUE FORA E DÊ PROS MEUS CORVOS COMEREM LENTAMENTE!

As palavras arrepiaram Elena de tal forma que ela se encolheu. Damon estava furioso. Tão furioso que se ela não fizesse algo era bem capaz de que ele matasse Stefan bem ali. Ela viu enquanto ele avançava, segurando Stefan pelo pescoço e apertando com força.

-Damon não! –Elena puxava seus braços com força, mas não era o suficiente. –Damon, por favor! Você não é um assassino, não é! Por mim?

Ela viu quando as mãos dele se afrouxaram de seu aperto esmagador. Os olhos dele ainda tinham um brilho sombrio, mas mesmo assim ele jogou Stefan no chão.

-da próxima vez que encostar um só dedo na MINHA MULHER... –Damon colocou um pé no pescoço de Stefan. –eu jogo você numa banheira repleta de verbena, corto os seus membros inferiores e superiores e depois de me divertir muito com a sua cara, tiro o seu anel e jogo você no sol, estamos entendidos?

Stefan sentiu o gosto do sangue em sua boca. As botas de couro de Damon havia cortado seu lábio inferior quando o irmão a colocara sobre seu pescoço. Aquilo era humilhante, mas ao menos ele sabia q tinha sido Elena quem o salvara. Ele ainda era importante para ela.

-ao menos... –sussurrou. –sei que ela ainda me ama.

Damon pisou com mais força, fazendo Stefan engasgar.

-morda a língua. Antes que eu a arranque fora. –ameaçou.

-Damon! Para com isso! Já chega! –Elena gritava com o vampiro. –solta ele. AGORA.

Ele a olhou totalmente contrariado e irritado.

-porque diabos eu faria isso? –um brilho sombrio lampejou nos olhos dele. -olhe só pra você, se achando o ser mais poderoso do universo! Você não é Elena! E nem ao menos entende! Foi exatamente assim que ele fez com a outra garota! Ele a beijou e depois matou! Quer ser a próxima? Porque se quiser me diz, por que eu não estou te entendendo!

-não é assim que resolvemos as coisas Damon! –ela se irritou. –não somos assassinos e não cabe a nós julgar Stefan! Olhe só para você! Você o julga pelo o que ele fez, mas e você? Estava lá e sequer moveu um dedo para ajudar em alguma coisa!

Damon saiu de perto de Stefan irritado. Ótimo, agora a culpa era dele!

-perfeito Elena! Eu queria mesmo um dia de cão com uma dose extra de culpa! –ele esbravejou com ela. –você não faz a mais remota ideia da sede infernal que eu estou sentindo aqui! Eu saí para caçar sabia? Só que...

-você o quê? –Elena cortou a frase dele. –você saiu pra caçar? É assim que define assassinatos de garotas indefesas? Talvez Stefan e Bonnie tenham mesmo razão!

-quer ouvir antes de julgar os outros também Elena? –Damon grunhiu. –e é assim mesmo que eu defino: caçar. Eu não me importo em me alimentar desse modo. Sou assim, é a minha natureza! Não sou como o Santo Estêvão aí que tem o incrível dom de renegar a própria espécie. Sou assim Elena! É meu instinto! E se você não percebeu isso ainda, acho que chegou a hora de reformular seus sentimentos por mim!

Damon deu as costas, sumindo de vista numa velocidade inacreditável. Elena se mantinha calada, as mãos em punhos enquanto lágrimas de raiva escapavam de seus olhos. Ele tinha sido tão, tão... Estúpido! Idiota! Imbecil! Como ele podia falar assim? Julgar que o que fazia era por puro instinto? Algo natural como respirar...

-Elena... Perdoe-me. Eu não queria que Damon visse... Juro que...

Ele sentiu um forte tapa contra sua face esquerda. Doeu e o pegou desprevenido, tanto que seu rosto virou para o lado no momento do impacto.

-poupe-me de suas mentiras Stefan! –ela gritava com ele. –você sabia que ele estava aqui! E faz de propósito! Não foi inútil o que você fez... Provou-me que eu sou uma idiota mesmo. Damon nunca vai mudar. Nem por mim, e nem por ninguém. A única coisa que ele pode amar é a morte dos inocentes. Só isso.

Stefan viu quando Elena entrou novamente na escola, completamente irritada. O que tinha acontecido ali no fim das contas? Ele a beijou á força? Por que diabos ele faria tal coisa com Elena? E ainda mais sabendo que Damon estava ali! Nem ele era tão estúpido!

Passou a mão na bochecha esquerda, sentindo-a arder. Para alguém tão magrinha, Elena tinha bastante força. E então ele sentiu. A vertigem tornando difícil demais ver alguma coisa. Estava difícil até de respirar direito. Sua visão escurecia de uma forma assustadora. Stefan tentava lutar, manter-se acordado, mas a escuridão o espancava com força. E do nada, ele cedeu, deixando-se ser levado pelas asas negras.

***
-e como você acha que vai ficar se usarmos mesmo flores artificiais? –Meredith sorriu para Juliana.

A garota mais nova jogou os cabelos meio cacheados para trás e franziu o cenho levemente.

-pode ficar bonito sim. Mas ainda prefiro flores de verdade! –ela deu palminhas. –as cores, os perfumes...

-tem razão. Podemos falar com a Sr.ª Martin. Ela tem uma floricultura aqui perto e também vai ajudar na organização. Sei que não se oporá em nos fornecer flores naturais.

Juliana assentiu enquanto anotava isso numa folha. Gostava de organizar festas, mesmo que fosse uma chata como a dos fundadores. Preferia bailes, música agitada, dançar com um garoto lindo... Só de pensar ela sorriu.

-droga, onde está aquela maldita caixa? –Juliana olhou para Meredith. –eu jurava que estava aqui!

-que caixa Meredith? –ela sorriu.

-aquela onde deixamos os discursos e as anotações das medidas das garotas escolhidas! Droga! A Sr.ª Smallwood me mata se perdermos aquilo!

Juliana levantou-se da cadeira onde estava sentada. E olhou em volta.

-se quiser posso ir procurar. Onde acha que deixou?

-seria muito gentil Juh, obrigada. –Meredith deu um breve sorriso. –acredito que está no ginásio. Sempre esqueço as coisas lá. Cheque nas arquibancadas, eu vou ver se deixei no meu armário.

As duas saíram juntas e se separaram para procurar. Juliana entrou no ginásio vazio e olhou atentamente ao redor. Gostava de Meredith e Elena, por isso queria ajuda-las. Já Bonnie era outra história bem diferente! A ruiva parecia uma psicótica maluca. E ainda por cima estava com ciúmes do namorado de Elena. Isso não se fazia!

Ele avistou uma caixa de papelão numa arquibancada distante e se aproximou sorrindo. Checou o conteúdo e identificou o que Meredith tanto procurava. Pegou a caixa com as duas mãos e virou-se ainda sorrindo.

-se fosse uma cobra, me morderia.

-frase curiosa. –uma voz masculina e sexy soou por trás dela. –errou no animal, mas na conclusão foi simplesmente perfeita.

A caixa caiu das mãos dela pelo susto. Até que ela virou em direção á voz, mas não viu nada. Sua respiração tornava-se ofegante. Juh sentiu uma mão em seu ombro.

-aqui bonitinha.

Ela virou novamente, mas mais uma vez deparou-se com o nada.

-tente outra vez! –a voz vinha do outro lado.

Ela sentiu o coração bater rapidamente no peito, suas mãos começaram a suar. Quem ou o quê poderia se mover tão depressa?

-eu estou faminto demais para brincar agora. –Algo a puxou pelos cabelos, deixando seu pescoço á mostra. –prefiro ir direto ao ponto... De preferência na jugular.

E então ela sentiu algo furando seu pescoço com força, como uma faca ou algo do tipo. Era tão afiado que ela não sabia como poderia ter atravessado seu pescoço de tal forma, como se fosse feito de manteiga ou um ovo de páscoa exposto ao sol.

A dor aumentava e quanto ela tentou gritar sentiu uma mão em sua boca, impedindo-a. Era como se sua alma estivesse sendo arrancada de si, doía. Cada respiração parecia uma batalha imensa, e ela francamente preferia morrer logo.

A escuridão começou a vencê-la, engolindo-a, puxando-a para baixo, para algum lugar desconhecido. Então ela deixou-se ficar á deriva, sentindo tudo ser engolido por uma grande golfada de um nada absoluto.

Continua...


Última edição por Keroll Salvatore em Dom Out 09, 2011 8:15 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Keroll Salvatore

Mensagens : 1194
Data de inscrição : 12/06/2011
Idade : 20
Localização : Banheira do Damon com o Damon, claro =D

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Love Never Dies

Mensagem por Keroll Salvatore em Seg Ago 15, 2011 5:48 pm

Ficou meio grandinho né? Foi pra compensar a demora!!
Bjins, espero q gostem!!
avatar
Keroll Salvatore

Mensagens : 1194
Data de inscrição : 12/06/2011
Idade : 20
Localização : Banheira do Damon com o Damon, claro =D

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Love Never Dies

Mensagem por Vaanny em Seg Ago 15, 2011 7:40 pm

Filhaa, bateu um revolt's aqui com o Damonzito.
até eu ficaria chateada sabendo qe ele tava beijando o pescoço de garotas antes de morder.
Mad (se morder já ñn fosse ruim o suficiente)
e o qe ele disse pra Elena depois foi tenso. principalmente qndo disse pra elena rever os sentimentos dela por ele. pale
Tefinha tá perdido em um universo paralelo, nem sabe porq faz as coisas. kkkkkkkk
e agora o damon mordeu a Juh, ¬¬
AAAAAAAAAH Damon, hoje vce dorme na rua. não vou deixar vc entrar em casa. rsrsrs
ONDE JÁ SE VIU?
Filhaa, ele merece umas boas verdades da elena agora.
faz ela brigar mto com ele. um tapinha básico seria ótimo.
e ele teria qe pedir desculpas com jeito. do jeitinho Damon... SABE DO QUE TÔ FALANDO FILHA? HAHAHA
amei a continuação amr.
foi grande, mas eu amei mais ainda.
beijoos
avatar
Vaanny

Mensagens : 2024
Data de inscrição : 04/02/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Love Never Dies

Mensagem por Miriam Salvatore em Seg Ago 15, 2011 8:59 pm

O MEU Stefan beijou a Elena não gostei ... Evil or Very Mad
Ele tem que me salvar em vez de ficar beijando outra Suspect
Amei o sentimento de culpa dele ,ele tava quse mudando se não desse tilique e Elena tambm dois bobões..
OMG a ta avendo com o MEU Stefan a Kath ta entrando na cabeça dele?
Acho que foi o Tetefan que atacou a Ju ou o Damon OMG
Posta loguinho..
avatar
Miriam Salvatore

Mensagens : 3362
Data de inscrição : 29/03/2011
Idade : 26
Localização : Caxias do Sul RS

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Love Never Dies

Mensagem por SweetDream em Seg Ago 15, 2011 9:59 pm

Deixa eu ver se entendi...
ALGUÉM TA ME MATANDO??????
Poxaaaa! eu sou muito nova pra morrer!
Espero que aconteça o que eu to pensando que vai acontecer...
E se foi o Damon que me mordeu, eu não ligo. É uma honra ser mordida por um deus como ele... mas vê se não me mata, Damon!
aliás, ele foi rude comigo. podia ter pedido pra me morder, e não me atacado! se ele tivesse pedido eu tinha deixado sem pensar duas vezes, pq né... kk'

OMFG, Damon tratou a Elena muito mal! poxa, a culpa não foi dela! Ela só não queria que ele matasse mais ninguém! Muito menos o irmão dele!
O Stefan ta com problemas... acho qeu alguém ta invadindo a cabeça dele e plantando ideias lá...
ooooo' Stefan. quer parar de deduzir a morte da Miriam e começar a procurar? ela não ta morta não. meu filho! corre e salva ela daquelas duas loucas! (sem ofença, Vaanny! Te amo, amiga!)

maninha, amei demais! sério, to super curiosa!
quando tem mais? diz que rápido, por favor! não me faz sofrer demais!
te amo demais, maninha do <3
avatar
SweetDream

Mensagens : 1311
Data de inscrição : 08/07/2011
Idade : 22
Localização : Caxias do Sul, RS

Ver perfil do usuário http://booklies.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Love Never Dies

Mensagem por Keroll Salvatore em Ter Ago 16, 2011 12:10 pm

Vaanny escreveu:Filhaa, bateu um revolt's aqui com o Damonzito.
até eu ficaria chateada sabendo qe ele tava beijando o pescoço de garotas antes de morder.
Mad (se morder já ñn fosse ruim o suficiente)
e o qe ele disse pra Elena depois foi tenso. principalmente qndo disse pra elena rever os sentimentos dela por ele. pale
Tefinha tá perdido em um universo paralelo, nem sabe porq faz as coisas. kkkkkkkk
e agora o damon mordeu a Juh, ¬¬
AAAAAAAAAH Damon, hoje vce dorme na rua. não vou deixar vc entrar em casa. rsrsrs
ONDE JÁ SE VIU?
Filhaa, ele merece umas boas verdades da elena agora.
faz ela brigar mto com ele. um tapinha básico seria ótimo.
e ele teria qe pedir desculpas com jeito. do jeitinho Damon... SABE DO QUE TÔ FALANDO FILHA? HAHAHA
amei a continuação amr.
foi grande, mas eu amei mais ainda.
beijoos

KKK, ficou revoltada com o Damonzito? affraid OMG, tô fazendo minha mamys ficar revoltada!
Ele disse aquilo pq ele quis dizer algo como: "Eu sou assim, e se você não entende isso não pode me amar."
kkk tadinho do Stefan, faz as coisas e nem sabe pq né? Rolling Eyes
O Damon mordeu a Juh? Razz
kkk, a mãe faz isso não com ele... Pensa assim: "Se ele dormir na rua, sou EU quem vai sair perdendo!" kkkk
boas verdades? Olha mamys td revoltada msm hein? kkk
Tapa naquela carinha linda? pale affraid Mãe acho q estou fzendo vc querer bater no Damon...
Do jeitinho do Damon né? kkk, sei sim dq vc está falando mamys... Twisted Evil kkk
Mas lembre-se: Damon é orgulhoso tb.
É mãe, ficou grandeeeee msm, me empolguei um pouquinho, foi mal!!
Bjins pra vc tb, te amoooo
avatar
Keroll Salvatore

Mensagens : 1194
Data de inscrição : 12/06/2011
Idade : 20
Localização : Banheira do Damon com o Damon, claro =D

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Love Never Dies

Mensagem por Keroll Salvatore em Ter Ago 16, 2011 12:18 pm

Miriam Salvatore escreveu:O MEU Stefan beijou a Elena não gostei ... Evil or Very Mad
Ele tem que me salvar em vez de ficar beijando outra Suspect
Amei o sentimento de culpa dele ,ele tava quse mudando se não desse tilique e Elena tambm dois bobões..
OMG a ta avendo com o MEU Stefan a Kath ta entrando na cabeça dele?
Acho que foi o Tetefan que atacou a Ju ou o Damon OMG
Posta loguinho..

kkk, seu Tetefan bjou a Elena né Miriam? Q safado!! Twisted Evil
Pois é, mas ele acha q vc está morta... silent
kkk, vc gostou da culpa dele? rsrs, pois é, só q ele surtou né? kkk
Pode até ser q alguém esteja controlando ele e coisa tals né? Vai entender! What a Face
Pois é, vc ñ acusou o Damonzito logo de cara né? kkk As meninas acusaram, nem pensaram q TALVEZ não tenha sido ele! Suspect
Vou postar logo sim amr, bjinss
avatar
Keroll Salvatore

Mensagens : 1194
Data de inscrição : 12/06/2011
Idade : 20
Localização : Banheira do Damon com o Damon, claro =D

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Love Never Dies

Mensagem por Keroll Salvatore em Ter Ago 16, 2011 12:27 pm

SweetDream escreveu:Deixa eu ver se entendi...
ALGUÉM TA ME MATANDO??????
Poxaaaa! eu sou muito nova pra morrer!
Espero que aconteça o que eu to pensando que vai acontecer...
E se foi o Damon que me mordeu, eu não ligo. É uma honra ser mordida por um deus como ele... mas vê se não me mata, Damon!
aliás, ele foi rude comigo. podia ter pedido pra me morder, e não me atacado! se ele tivesse pedido eu tinha deixado sem pensar duas vezes, pq né... kk'

OMFG, Damon tratou a Elena muito mal! poxa, a culpa não foi dela! Ela só não queria que ele matasse mais ninguém! Muito menos o irmão dele!
O Stefan ta com problemas... acho qeu alguém ta invadindo a cabeça dele e plantando ideias lá...
ooooo' Stefan. quer parar de deduzir a morte da Miriam e começar a procurar? ela não ta morta não. meu filho! corre e salva ela daquelas duas loucas! (sem ofença, Vaanny! Te amo, amiga!)

maninha, amei demais! sério, to super curiosa!
quando tem mais? diz que rápido, por favor! não me faz sofrer demais!
te amo demais, maninha do <3

kkk, nova d+ pra morrer né amr? Q maldade fizeram contg!!! Evil or Very Mad Se for o Damon vc perdoa né? kkk
Foram rude com vc amr? Q coisa feia né? Vc ia deixar se pedissem? kkk

Deixa eu explicar por ele: Ela nem deixou q ele terminasse a frase! Ele não matou a garota, e ela nem quis ouvir isso. Mad
Ele nem ia matar o Stefan (não naquele momento pelo menos), ele estava até de bom humor!

Tadinho do tetefan! Será mesmo que alguém está implantando ideias más na kbça dele?? pale
KKK, ouviu Stefan? Para d deduzir a morte da Miriam e começa a procurar!! kkk

Ahh, mamys perdoa aq terem t chamado d louk tá? É só a personagem... KKK

Logo tem mais sim amr, já estou digitando o cap aq.
Bjins, tb te amo mt maninha do S2!!
avatar
Keroll Salvatore

Mensagens : 1194
Data de inscrição : 12/06/2011
Idade : 20
Localização : Banheira do Damon com o Damon, claro =D

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Love Never Dies

Mensagem por Laala saalvatore ;) em Ter Ago 16, 2011 6:36 pm

Netaa do céuu, que capítulo fooi esse?
To de queixo caído até agora, juro!
Foi uma reviravolta e sóó, me deixou surpreendida!
Primeiramente, o Damon sentindo-se culpado por morder um pescoço? Só mesmo muiito amor para conseguuir isso , ein!
O Stefan tá realmente perturbado... Algo me diz que a Kath ta mexendo com a mente dele, por isso ele está assim.. Ele faz as coisas e não se lembra, e o Damon é sempre bem sutil ao dizer as coisas para ele, como sempre.. ;s Agora, beijar a Elena à força, isso Stefan NUNCA faria.. Por isso eu digo que tão mexendo com a mente dele /Bem, acho que isso é meio obvio.
Damon e Elena discutindo, meu Deus do céu. Ora eu dou razão p. um, ora dou razão p. outro. Claro que não é certo matar as pessoas, mas tambem não posso discordar que é a natureza dele, e que ele ja estava acostumado asssim, e está tentando mudar pela Elena e ela nem sequer deixou ele terminar de falar ¬¬'
Como eu ja disse uma vez, eu adoro a Juh. Ela é linda, fofa, meiga... E não merecia mesmo uma dessas. Algo me diz que quem fez isso com ela foi o Stefan ... Ou o Damon... Mas tava mt na cara que era o Damon, e como o Stefan tá perturbado, voto nele \*
Mt boom, neta linda! Very Happy
avatar
Laala saalvatore ;)

Mensagens : 716
Data de inscrição : 05/04/2011
Idade : 21
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Love Never Dies

Mensagem por Keroll Salvatore em Ter Ago 16, 2011 6:47 pm

Laala saalvatore Wink escreveu:Netaa do céuu, que capítulo fooi esse?
To de queixo caído até agora, juro!
Foi uma reviravolta e sóó, me deixou surpreendida!
Primeiramente, o Damon sentindo-se culpado por morder um pescoço? Só mesmo muiito amor para conseguuir isso , ein!
O Stefan tá realmente perturbado... Algo me diz que a Kath ta mexendo com a mente dele, por isso ele está assim.. Ele faz as coisas e não se lembra, e o Damon é sempre bem sutil ao dizer as coisas para ele, como sempre.. ;s Agora, beijar a Elena à força, isso Stefan NUNCA faria.. Por isso eu digo que tão mexendo com a mente dele /Bem, acho que isso é meio obvio.
Damon e Elena discutindo, meu Deus do céu. Ora eu dou razão p. um, ora dou razão p. outro. Claro que não é certo matar as pessoas, mas tambem não posso discordar que é a natureza dele, e que ele ja estava acostumado asssim, e está tentando mudar pela Elena e ela nem sequer deixou ele terminar de falar ¬¬'
Como eu ja disse uma vez, eu adoro a Juh. Ela é linda, fofa, meiga... E não merecia mesmo uma dessas. Algo me diz que quem fez isso com ela foi o Stefan ... Ou o Damon... Mas tava mt na cara que era o Damon, e como o Stefan tá perturbado, voto nele \*
Mt boom, neta linda! Very Happy

Te deixei surpreendida vovó? OMG, fiquei me sentindo muito feliz aq!! Very Happy
Pois é, o tadinho sentiu culpa por ter mordido a garota né? Ele ama msm a Elena. Surprised
kkk, o Damon sempre tão sutil né? É o Stefan parece ter surtado mesmo, tadinho... Sad
Realmente vovó, os dois têm pontos de vistas bem diferentes. É errado matar humanos, mas é da natureza dele né? Ela tem q entender tb... Smile
E ela nem deixou q ele terminasse!! pale
kkk, é msm, pode ter sido um dos dois né? Nunk se sabe!! Razz
Q bom q vc gostou vovó!!!
Te amooooooo, bjins.


P.S: ME DÁ SEU MSN??
avatar
Keroll Salvatore

Mensagens : 1194
Data de inscrição : 12/06/2011
Idade : 20
Localização : Banheira do Damon com o Damon, claro =D

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Love Never Dies

Mensagem por Vaanny em Ter Ago 16, 2011 7:17 pm

Keroll Salvatore escreveu:
Vaanny escreveu:Filhaa, bateu um revolt's aqui com o Damonzito.
até eu ficaria chateada sabendo qe ele tava beijando o pescoço de garotas antes de morder.
Mad (se morder já ñn fosse ruim o suficiente)
e o qe ele disse pra Elena depois foi tenso. principalmente qndo disse pra elena rever os sentimentos dela por ele. pale
Tefinha tá perdido em um universo paralelo, nem sabe porq faz as coisas. kkkkkkkk
e agora o damon mordeu a Juh, ¬¬
AAAAAAAAAH Damon, hoje vce dorme na rua. não vou deixar vc entrar em casa. rsrsrs
ONDE JÁ SE VIU?
Filhaa, ele merece umas boas verdades da elena agora.
faz ela brigar mto com ele. um tapinha básico seria ótimo.
e ele teria qe pedir desculpas com jeito. do jeitinho Damon... SABE DO QUE TÔ FALANDO FILHA? HAHAHA
amei a continuação amr.
foi grande, mas eu amei mais ainda.
beijoos

KKK, ficou revoltada com o Damonzito? affraid OMG, tô fazendo minha mamys ficar revoltada!
Ele disse aquilo pq ele quis dizer algo como: "Eu sou assim, e se você não entende isso não pode me amar."
kkk tadinho do Stefan, faz as coisas e nem sabe pq né? Rolling Eyes
O Damon mordeu a Juh? Razz
kkk, a mãe faz isso não com ele... Pensa assim: "Se ele dormir na rua, sou EU quem vai sair perdendo!" kkkk
boas verdades? Olha mamys td revoltada msm hein? kkk
Tapa naquela carinha linda? pale affraid Mãe acho q estou fzendo vc querer bater no Damon...
Do jeitinho do Damon né? kkk, sei sim dq vc está falando mamys... Twisted Evil kkk
Mas lembre-se: Damon é orgulhoso tb.
É mãe, ficou grandeeeee msm, me empolguei um pouquinho, foi mal!!
Bjins pra vc tb, te amoooo

KKKKKKKKKKKKKK fiquei revoltada sim filha.
ainda acho que o damon podia ter sido mais delicado, se bem que a Elena provocou, interrompendo ele mesmo na hora que ele ia dizer que não tinha conseguido caçar por estar pensando nela.
Eu entendi o que ele quis dizer amr, mas acho que esse é um ponto pra voce colocar pra Elena. Tipo: Eu te amo sim Damon e te entendo, mas não sou obrigada a concordar com tudo que você faz. Wink
KKKK tadinho do tefinha mesmo.
*abafa filhaa* eu já fui dizendo qe foi o Damon, mas agora que parei pra pensar, pode nem ter sido.
É que naquela hora que falou qe a Juh tinha escutado uma voz "sexy" não consegui pensar em outra pessoa. KKKKKKKKKKKKKKKKK
e tb perco com ele dormindo na rua filhaa. KKKKKKKKKKK (TÁH BOOM DAMONZITO, DEIXO VOCE DORMIR EM CASA Wink)
Mas ainda acho que ele merece castigo. RUM
ele foi um garoto muito mau... éeh. KKKKKK
sabe do jeito qe eu to falando? KKKKKKKKKKK Embarassed
Eu sei qe ele é orgulhoso filhaa, mas tá na hora dele mudar isso pela mulher qe ele ama. Pelo menos por ela, néh? silent
E pode continuar se empolgando filha.. sérioõ mesmo, amei ler tudiinho.
tem problema ser grande não. é até melhor. Very Happy
beijoos
tb te amo

avatar
Vaanny

Mensagens : 2024
Data de inscrição : 04/02/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Love Never Dies

Mensagem por SweetDream em Ter Ago 16, 2011 9:13 pm

ahhh maninha!
se foi o Stefan eu perdoo tbm!
e sim, a Elena tbm foi idiota por não deixar ele falar.
e outra: ela sabia quem Damon era quando resolveu trocar o Stefan por ele! agora ela tem mais é que aceitar! ele ta até tentando mudar por ela, mas ela tem que entender que é mto difícil mudar do dia pra noute um habito que você tem a séculos!

eu só quero saber quem foi o bobão que me mordeu sem meu consentimento! kk'
mas se é os Salvatore (e é claro que é), eu perdoo, pq né... kk'

que bom que vc vai postar rápido, pq né.... não queo morrer de curiosidade tbm! kk'
avatar
SweetDream

Mensagens : 1311
Data de inscrição : 08/07/2011
Idade : 22
Localização : Caxias do Sul, RS

Ver perfil do usuário http://booklies.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Love Never Dies

Mensagem por Keroll Salvatore em Qua Ago 17, 2011 4:04 pm

Vaanny escreveu:
Keroll Salvatore escreveu:
Vaanny escreveu:Filhaa, bateu um revolt's aqui com o Damonzito.
até eu ficaria chateada sabendo qe ele tava beijando o pescoço de garotas antes de morder.
Mad (se morder já ñn fosse ruim o suficiente)
e o qe ele disse pra Elena depois foi tenso. principalmente qndo disse pra elena rever os sentimentos dela por ele. pale
Tefinha tá perdido em um universo paralelo, nem sabe porq faz as coisas. kkkkkkkk
e agora o damon mordeu a Juh, ¬¬
AAAAAAAAAH Damon, hoje vce dorme na rua. não vou deixar vc entrar em casa. rsrsrs
ONDE JÁ SE VIU?
Filhaa, ele merece umas boas verdades da elena agora.
faz ela brigar mto com ele. um tapinha básico seria ótimo.
e ele teria qe pedir desculpas com jeito. do jeitinho Damon... SABE DO QUE TÔ FALANDO FILHA? HAHAHA
amei a continuação amr.
foi grande, mas eu amei mais ainda.
beijoos

KKK, ficou revoltada com o Damonzito? affraid OMG, tô fazendo minha mamys ficar revoltada!
Ele disse aquilo pq ele quis dizer algo como: "Eu sou assim, e se você não entende isso não pode me amar."
kkk tadinho do Stefan, faz as coisas e nem sabe pq né? Rolling Eyes
O Damon mordeu a Juh? Razz
kkk, a mãe faz isso não com ele... Pensa assim: "Se ele dormir na rua, sou EU quem vai sair perdendo!" kkkk
boas verdades? Olha mamys td revoltada msm hein? kkk
Tapa naquela carinha linda? pale affraid Mãe acho q estou fzendo vc querer bater no Damon...
Do jeitinho do Damon né? kkk, sei sim dq vc está falando mamys... Twisted Evil kkk
Mas lembre-se: Damon é orgulhoso tb.
É mãe, ficou grandeeeee msm, me empolguei um pouquinho, foi mal!!
Bjins pra vc tb, te amoooo

KKKKKKKKKKKKKK fiquei revoltada sim filha.
ainda acho que o damon podia ter sido mais delicado, se bem que a Elena provocou, interrompendo ele mesmo na hora que ele ia dizer que não tinha conseguido caçar por estar pensando nela.
Eu entendi o que ele quis dizer amr, mas acho que esse é um ponto pra voce colocar pra Elena. Tipo: Eu te amo sim Damon e te entendo, mas não sou obrigada a concordar com tudo que você faz. Wink
KKKK tadinho do tefinha mesmo.
*abafa filhaa* eu já fui dizendo qe foi o Damon, mas agora que parei pra pensar, pode nem ter sido.
É que naquela hora que falou qe a Juh tinha escutado uma voz "sexy" não consegui pensar em outra pessoa. KKKKKKKKKKKKKKKKK
e tb perco com ele dormindo na rua filhaa. KKKKKKKKKKK (TÁH BOOM DAMONZITO, DEIXO VOCE DORMIR EM CASA Wink)
Mas ainda acho que ele merece castigo. RUM
ele foi um garoto muito mau... éeh. KKKKKK
sabe do jeito qe eu to falando? KKKKKKKKKKK Embarassed
Eu sei qe ele é orgulhoso filhaa, mas tá na hora dele mudar isso pela mulher qe ele ama. Pelo menos por ela, néh? silent
E pode continuar se empolgando filha.. sérioõ mesmo, amei ler tudiinho.
tem problema ser grande não. é até melhor. Very Happy
beijoos
tb te amo


kkk, mudou d idéia sobre o deixar o Damon na rua né? kkkk Twisted Evil
Viu só? Pode nem ter sido ele! Vamos ver se foi ou não né? kkk
Gostou da minha empolgação?? kkk Q bom q vc amou ler tudinho!!
bjins, te amoooo
avatar
Keroll Salvatore

Mensagens : 1194
Data de inscrição : 12/06/2011
Idade : 20
Localização : Banheira do Damon com o Damon, claro =D

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Love Never Dies

Mensagem por Keroll Salvatore em Qua Ago 17, 2011 4:08 pm

SweetDream escreveu:ahhh maninha!
se foi o Stefan eu perdoo tbm!
e sim, a Elena tbm foi idiota por não deixar ele falar.
e outra: ela sabia quem Damon era quando resolveu trocar o Stefan por ele! agora ela tem mais é que aceitar! ele ta até tentando mudar por ela, mas ela tem que entender que é mto difícil mudar do dia pra noute um habito que você tem a séculos!

eu só quero saber quem foi o bobão que me mordeu sem meu consentimento! kk'
mas se é os Salvatore (e é claro que é), eu perdoo, pq né... kk'

que bom que vc vai postar rápido, pq né.... não queo morrer de curiosidade tbm! kk'

KKk, se for o Tetefan vc tb deixa??
É msm maninha, é dificil pra ele mudar esse hábitos "alimentares". Ele vive assim á séculos!
KKK, logo vc vai saber quem foi q mordeu vc, amr. Vc pode gostar ou ñ, ainda ñ sei. kkk
vc vai fikr na curiosidade um pouquinho!! Razz Bjins
avatar
Keroll Salvatore

Mensagens : 1194
Data de inscrição : 12/06/2011
Idade : 20
Localização : Banheira do Damon com o Damon, claro =D

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Love Never Dies

Mensagem por Keroll Salvatore em Qua Ago 17, 2011 4:48 pm

Capítulo 13- The Reason Or The Heart?
A Razão Ou O Coração?


Se eu sou uma pessoa má, e você não gosta de mim
Eu acho que eu vou fazer do meu jeito
Isso é um círculo, um ciclo vicioso
Eu não consigo mais te animar!
Onde está seu martelo? Seu júri?
Qual é o meu delito dessa vez?
Você não é um juiz, mas se vai me julgar
Bem, sentencie-me para outra vida

Não quero ouvir suas músicas melosas
Eu não quero sentir sua dor
Quando você jura que é tudo culpa minha
Porque você sabe, nós não somos iguais
Nós não somos iguais, oh, nós não somos iguais
Amigos que eram unidos
Nós escrevemos nossos nomes no sangue
Mas você não pode aceitar que a mudança é boa
É boa, é boa

Bem, você me trata como um estranho
Bom... é um prazer conhecê-lo, senhor!
Eu acho que eu já vou
É melhor que eu vá pelo meu caminho
Você me trata como um estranho
Bem, é um prazer conhecê-lo senhor
Eu acho que eu já vou
É melhor que eu vá pelo meu caminho

Ignorante é sua nova melhor amiga
Ignorância é sua nova melhor amiga

Esta é a melhor coisa que podia ter acontecido
Um pouco mais e eu não teria aguentado
Não é uma guerra, não, não é um arrebatamento
Eu sou só uma pessoa, mas você não suporta isso
Os mesmos truques que já me enganaram
Eles não irão te levar à lugar algum
Eu não sou a mesma criança da sua memória
Agora eu posso me defender sozinha

Não quero ouvir suas músicas melosas
Eu não quero sentir sua dor
Quando você jura que é tudo culpa minha
Porque você sabe, nós não somos iguais
Nós não somos iguais, oh, nós não somos iguais
Nós constumávamos ficar juntos
Nós escrevemos nossos nomes com sangue
Mas você não pode aceitar que mudar é bom
É bom, é bom

Bem, você me trata como um estranho
Bom... é um prazer conhecê-lo, senhor!
Eu acho que eu já vou
É melhor que eu vá pelo meu caminho
Você me trata como um estranho
Bem, é um prazer conhecê-lo senhor
Eu acho que eu já vou
É melhor que eu vá pelo meu caminho

Ignorancia é sua nova melhor amiga
Ignorância é sua nova melhor amiga
Ignorância é sua nova melhor amiga
Ignorância é sua nova melhor amiga

Bem, você me trata como um estranho
Bom... é um prazer conhecê-lo, senhor!
Eu acho que eu já vou
É melhor que eu vá pelo meu caminho
Você me trata como um estranho
Bem, é um prazer conhecê-lo senhor
Eu acho que eu já vou
É melhor que eu vá pelo meu caminho...

Elena andava meio sem rumo pelos corredores da escola. As coisas realmente não estavam saindo como ela planejava. Havia brigado com Damon, esbofeteado Stefan, Bonnie não falava com ela e pra variar tinha tirado nota baixa em Trigonometria! Será que dava para piorar de vez?

Ela avistou Meredith vindo em direção á ela com seu típico olhar calmo e sereno. Aquilo de certa forma deixava Elena mais tranquila.

-você viu a Juh por aí? - Meredith olhou ao redor. –ela já devia ter voltado do ginásio.

-na verdade não. –Elena reprimiu a vontade de chorar. Se ia mesmo chorar pelo o que havia acontecido, seria em casa, no seu quarto, com a cara enfiada num travesseiro, e não na frente da escola toda. –o que ela foi fazer no ginásio?

-pegar uma caixa com as medidas das modelos pra Sr.ª Smallwood. Só que ainda não voltou.
Elena assentiu fracamente.

-vamos procurar por ela lá. Talvez ainda esteja procurando pela tal caixa.

Meredith assentiu, andando com Elena pelos corredores ainda quase escola. Estava na hora do intervalo para o almoço, e a maioria das pessoas estava no refeitório. Elas caminhavam em silêncio, emersas nos próprios pensamentos.

Meredith foi a primeira a quebrar o longo silêncio que se estabelecera entre elas.

-chegamos.

Elena empurrou as portas e assim que entrou parou de choque no lugar onde estava.

O que era aquilo? Ela queria gritar, mas sua voz parecia presa na garganta, queria correr, mas seus pés pareciam pesados como chumbo. Ela só conseguiu ficar ali, completamente parada, sem mover um músculo. Os olhos arregalados, a boca aberta de choque, nem desviar o olhar ela conseguia.

Elena sequer percebeu quando Meredith se aproximou do corpo pequeno jogado como um boneco de pano em cima das arquibancadas.

Ela reconhecia aquele rosto, mesmo coberto de sangue era possível reconhece-lo. Os traços delicados e suaves, os belos cabelos meio cacheados num tom muito bonito de castanho, que brilhava no sol, a pele levemente bronzeada... Estava claro que era Juliana McQueen. A aluna nova. A amiga nova de Elena e de Meredith. E ela estava lá, com os olhos fechados, a boca levemente aberta.

-oh meu Deus! –Meredith virou o pescoço da menina com cuidado. –Elena olha só pra isso! Parece uma mordida!

Mordida. A palavra passou por Elena como gelo. Causou-lhe um arrepiou de medo. Mordida. Quem, ou quê poderia causar apenas uma mordida no pescoço? Um animal retalharia completamente, mas não fora isso o que acontecera.

-on-onde exatamente? –Elena gaguejou sussurrando.

-sei lá! Vamos chamar ajuda! Agora! –Meredith levantou correndo, mas Elena a parou.

-onde Meredith?

-sei lá! Não prestei atenção! –Meredith estava um pouco nervosa, uma coisa nada típica da parte dela. –vou buscar ajuda. Fique aqui e não deixe ninguém entrar.

Elena viu quando Meredith empurrou as portas correndo rapidamente em busca de ajuda. Ela forçou seus pés a caminharem em direção ao corpo de Juliana. Tinha que ver, tinha que ter certeza do que estava acontecendo ali...

Ela percebeu que o rosto da garota era pálido. Não havia tanto sangue nas arquibancadas como havia no chão. Ela estava de pé, só podia ser. E depois que a coisa a matou, jogou-a contra as arquibancadas. Ninguém ouviu nada, ninguém viu nada. Era um assassinato, mas diriam nos noticiários da noite que fora um ataque trágico de animais selvagens.

Ela se forçou a olhar para a enorme ferida na pele clara do pescoço da menina, sentiu enjoos e achou por um momento que desmaiaria a qualquer segundo. O cheiro do sangue a deixava totalmente nauseada.

Era uma ferida e tanto. Havia tanto sangue saindo da ferida que parecia uma cascata vermelha. Mas ela viu marcas de dentes, dentes que rasgaram a pele para parecer selvagem. Mas não era. Elena sabia o que tinha acontecido ali. O ataque de fúria de uma pessoa que ela conhecia muito bem. Ou melhor, que ela achava que conhecia.

Quem mais iria querer matar Juliana? Um doce de menina, tão boa, gentil e generosa. Elena não conseguia pensar em mais ninguém. E isso a deixava ainda mais nauseada. Ele não podia ter feito aquilo! Não podia ter assassinado alguém na própria escola dela! Com tantas pessoas no mundo inteiro, ele escolhera logo ela. Por quê?

-aqui, por aqui! –ela ouviu a voz nervosa de Meredith e passos apressados.

Em pouco tempo, várias pessoas entraram no ginásio e paravam chocadas ao verem o corpo da menina. Um deles pegou um celular e ligou para a polícia, informando o ocorrido. E outra pessoa ligou para a emergência. Elena sequer ouviu direito o que falavam, estava num estado de choque. Tanto pela morte da garota, quanto pela identidade do assassino.

As pessoas começavam a se entrar no ginásio, curiosos. Um empurrava o outro, e em pouco tempo todos os alunos, professores e funcionários da escola estavam no ginásio, olhando para a garota morta.

Elena sentiu vontade de vomitar e correu dali, do emaranhado de pessoas, rostos, falas. Queria gritar, bater em alguém ou em alguma coisa. De preferência um jovem rapaz com cabelos negros e olhos insondáveis. Não era possível!

E então seus sentimentos mudaram. Ao invés de ela sentir desespero, tristeza e até mesmo dor, ela sentia ódio. Um ódio profundo. Ela sabia quem Damon era. Sempre soube. Sabia dos instintos dele, sabia que ele tinha a necessidade de sangue, mas ainda assim! Ela não estava dizendo que ele tinha que mudar por ela de tal forma, mas sim parar de matar pessoas inocentes, pessoas que não tinham nada haver com aquela guerra de sangue!

Ela pegou a mochila de dentro do armário e correu até o estacionamento. Queria encontrar com ele. Olhá-lo nos olhos e dizer tudo o que sentia, toda a dor que ele estava lhe causando, todo o ódio que ela sentia por ele ter matado Juliana!

Ela entrou no carro, acelerando o máximo que pôde até o cemitério. Ele sempre estava por ali. Ela não sabia como, e nem por que, mas ele sempre estava por lá. Talvez gostasse da morte, da solidão, do silêncio sepulcral que reinava ali.

Ela estacionou o carro de qualquer jeito, deixou a mochila no banco e desceu. O vento gelado batia contra a pele dela, ela sabia que deveria estar pálida. Elena sentia-se estranhamente calma e concentrada. Ela caminhava pela ponte Wickery, vendo a madeira velha fazer um ruído enquanto ela passava.

Ela foi até o velho cemitério, parecia-lhe mais apropriado. Era velho, sombrio, cinza demais. Damon deveria gostar de um lugar como aquele. Um lugar que cheirava a morte, desespero.

Elena sentiu um arrepio percorrer sua espinha cada vez que andava. Estava congelando, mas a fúria que sentia a mantinha aquecida de certo modo. Seus cabelos voavam no vento forte, ricocheteando em seu rosto pálido como a neve.

-Damon! –gritou ela enquanto o vento uivava. –Damon, eu sei que está aqui!

Ele devia estar rindo dela, só podia! Por que ele não aparecia de uma vez?

-Damon! –ela gritou novamente, as bochechas ficando entorpecidas por causa do vento frio. –que droga, por que não responde de uma vez? COVARDE!

Ela fez uma careta, e virou. Seu rosto foi esmagado contra um corpo.

-covarde foi um pouco demais não foi?

Elena empurro-o, olhando em seus olhos. Como ele podia ser tão cínico? Como podia estar tão calmo com tudo o que estava acontecendo? Com a morte de pessoas inocentes.

A raiva esquentou dentro dela. Assassino. A palavra girava na mente dela. O corpo de Juh caído na arquibancada apareceu na mente dela. E então Elena ergueu sua mão, e com toda a força que conseguiu juntar esbofeteou uma das faces de Damon.

O tapa pegara-o de surpresa, tal como acontecera com Stefan. O vampiro virou o rosto pelo impacto, o sangue subiu na face esquerda onde ela havia batido, deixando uma marca. Damon olho-a lentamente, seus olhos ardendo em fúria.

Elena ergueu o queixo em desafio, demonstrando que não estava com medo dele. Mas isso tudo era fachada, ela estava sim com medo, muito medo.

-está com raiva. –disse ele sorrindo de canto. –e está com medo.

-como pôde fazer aquilo? –ela gritou para ele, lutando contra o frio que sentia.

-eu fiz muitas coisas hoje. –Damon esfregou a bochecha. –mas nenhuma que merecesse um tabefe da minha namorada.

-PARA JÁ COM ISSO! NÃO ME VENHA COM SUAS CONVERSINHAS! –Elena socava o peito dele com força. –VOCÊ É UM ASSASSINO MESMO, UM MONSTRO! VOCÊ A MATOU! O QUE ELA TE FEZ? DESGRAÇADO! ASSASSINO!

-CALA A BOCA! –Damon segurou os braços dela com força, olhando completamente irritado. –QUE DIABOS ACHA QUE ESTÁ FAZENDO? JULGANDO SEM PROVAS! VOU FALAR ALTO E CLARO SÓ PRA VOCÊ: EU. NÃO. MATEI. NINGUÉM!

Elena sentiu-se ainda mais furiosa! Por que ele não admitia de uma vez e acaba logo com isso? Por que não dizia que havia matado Juliana a sangue frio e que não se importava?

-MENTIROSO! VOCÊ A MATOU!

-ÓTIMO ELENA! A CULPA É SEMPRE MINHA! MORRE ALGUÉM NA CIDADE E SEMPRE APONTAM O DEDO PRA MIM, EU SEMPRE SOU O CARA MAU, O ASSASSINO, COMO VOCÊ MESMA ACABOU DE DIZER! –Damon a empurrou. –QUAL FOI A MINHA OFENÇA DESSA VEZ? COMI UM COELHO? AH NÃO, DESCOBRIRAM QUE O AQUECIMENTO GLOBAL É CULPA MINHA?

Ele respirou fundo, acalmando-se. Não gostava de gritar, perder a cabeça em momentos importantes, mas Elena o estava acusando. Ele não se lembrava de ter matado alguém naquela manhã. E se matou, deveria ter esquecido. Típico.

-Elena, me escuta: Eu não fiz nada. Não matei ninguém. –ele a encarou intensamente. –estou tentando Elena, eu juro mesmo. Eu quero mudar, mas não é tão simples. –ele suspirou – esse sou eu Elena, com minhas falhas, meus erros, meus enormes defeitos.

-Damon...

-não, só me ouça. –Damon continuava encarando-a. - eu sei que talvez não mereça nenhum voto de confiança da sua parte, meu passado vai sempre bater na minha porta como alma penada. Eu sei, e eu entendo. Está certa numa coisa: nunca vai poder confiar na minha palavra, mas há uma coisa em que poderá sempre confiar.

Elena fraquejou. Ali estava ele, contando para ela que queria mudar, que não merecia nenhum voto de confiança dela, que ela não podia confiar na palavra dele. Ela queria correr até ele e abraça-lo com força, esquecer tudo o que estava acontecendo.

-o quê? –perguntou sem conseguir desviar os olhos dos dele. –em quê sempre poderei confiar Damon se não na sua palavra?

Quando Damon falou, soou tão verdadeiro, tão sincero que assustou a própria Elena.

-no meu amor por você.

Elena soltou a respiração, seus olhos encheram-se de lágrimas. Nenhuma frase surtiria tanto efeito sobre ela como a que ele pronunciara naquele momento. Ele sabia que ela jamais duvidaria daquilo, a verdade estava estampada naquelas palavras.

-o que está fazendo comigo Damon? –Elena chorava. –brigamos, nos magoamos, pessoas morrem... Eu não posso fingir que não vejo isso...

Damon levou a mão até o rosto da garota, recolhendo cuidadosamente as lágrimas que caíam daqueles olhos num tom de azul-claro. Os olhos dela sempre ficavam daquela cor quando ela chorava.

-eu sei que não pode mudar do dia para a noite Damon. –Elena pegou a mão dele, mantendo-a em seu rosto. –mas há coisas que não consigo aceitar. Eu amo você, você sabe disso. Meu mundo não é nada sem você comigo. Eu vou te ajudar, prometo que vou! Vamos resolver tudo isso juntos. Não vai nos separar de novo...

Damon deu um suspiro pesado, seus olhos tornando-se sombrios. Ele recolheu a mão que estava no rosto dela.

-há coisas que sempre irão nos separar Elena. Stefan ou seus amigos, meu passado e meus erros, minha natureza, quem eu sou. Tudo está contra nós Elena, absolutamente tudo.

Elena encarou-o, sem entender onde ele queria chegar realmente.

-eu sei disso Damon, mas podemos vencer tudo isso juntos. Eu sei que podemos!

-NÃO, NÃO PODEMOS ELENA! –ele se exaltou. –NUNCA VAI MUDAR QUEM EU SOU, NÃO ENTENDE? ESSE SOU EU! SOU ESSE CARA QUE AMA O SABOR DO SANGUE FRESCO, QUE AMA VER SUA VÍTIMA FUGIR, COMO O RATO FUGINDO DO GATO. AMO O CHEIRO DO MEDO DELAS! É MINHA VIDA! A QUE EU VIVO HÁ MAIS DE 500 ANOS! NÃO PODE ME PEDIR PARA MUDAR DO DIA PARA A NOITE! NÃO PODE MUDAR QUEM EU SOU!

Elena sentiu as lágrimas voltarem com força. Ele dizendo que gostava do prazer da matança era ainda pior para ela. Era como ver seu maior pesadelo tomando forma bem á sua frente.

-PARA DE DIZER ESSAS COISAS! –ela segurou o rosto dele com as mãos. –eu sei quem você é Damon! Sei o que faz, mas eu confio em você! Você estava certo, quando tudo parecer estar contra nós, é provável que eu não acredite em palavras. Mas eu posso confiar no amor que sente por mim? Posso Damon?

Ela viu os olhos de Damon brilharem com desespero. Ele queria dizer algo á ela, acabar de vez com aquela discussão estúpida que fazia mal aos dois. Mas o orgulho dele o impedia disso.

Damon não disse nada, apenas a puxou para mais perto e selou os lábios dos dois. Um grunhido baixo escapou da garganta dele, enquanto ele beijava Elena com urgência. Eles se agarraram um no outro, como se quisessem fundir seus corpos. O vento gélido batia contra o corpo dos dois, como se os estivesse expulsando dali, mas eles estavam alheios demais para perceber alguma coisa.

-que droga, garota! –Damon resmungou nos lábios dela. –será que pode parar de me fazer me sentir o mais vulnerável dos seres?

Elena riu, inclinando-se para frente e o beijando novamente. Ela não ia julgá-lo. Ia ouvir antes o que ele tinha a dizer. Não existia só Damon de vampiro no mundo. Seria muita coincidência que ele matasse justamente Juliana. Elena estremeceu.

A imagem da garota morta invadiu a mente dela. Toda a felicidade que ela sentia evaporou. Nunca mais veria aquele sorriso sincero, aqueles olhos castanhos tão profundos que pareciam ver sua alma.

Ela se afastou subitamente de Damon. Deu um sorriso amarelo, deixando os olhos demonstrarem sua dor.

-acho melhor eu ir. Quero saber sobre a Juh...

-ainda acha que fui eu. –não era uma pergunta.

Elena não respondeu. Não ia julgá-lo, mas isso não queria dizer que acreditasse plenamente no que Damon dizia. No fim, a dúvida já estava plantada em sua mente. Mas qual dos dois ela ouviria no final? A mente, ou o coração?

Afinal, no fundo de seu ser ela o odiava. O odiava por ter matado aquela menina e não admitir. Mas também o amava. E o amor era egoísta demais para afastar Damon de perto dela. O amor queria cegá-la para o que ele havia feito com Juliana. Queria deixa-la submissa. Mas a razão não permitia que isso acontecesse totalmente. E para Elena, a vida que fora tirada teria um preço. Bastava que ela descobrisse qual...

Continua...

Notas da autora: Amr, esse cap foi meio chato, mas as coisas ainda vão esquentar. O próximo cap é cheio de magia, morte, mistérios, dor, acusações e mágoas. Quem vencerá a batalha dessa vez?


Última edição por Keroll Salvatore em Dom Out 09, 2011 8:20 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Keroll Salvatore

Mensagens : 1194
Data de inscrição : 12/06/2011
Idade : 20
Localização : Banheira do Damon com o Damon, claro =D

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Love Never Dies

Mensagem por SweetDream em Qua Ago 17, 2011 9:01 pm

EU... MORRI.
QUEM FOI O FDP QUE ME MATOU?
EU VOU ASSOMBRAR ESSE VAMPIRO PRO RESTO DA VIDA DELE! VOU PUXAR OS PÉS DELE NA CAMA DE NOITE! KK'
-NNNN! SE FOI UM SALVATORE, A MORTA AQUI DESCULPA NÉ... FAZER OQ...
ELENA IDIOTA! PARA DE DESCONFIAR DO DAMON! QUE COISA MENINA! QUER PERDER SEU VAMPIRO GATO? HUMPF!
amooor, amei maninha!
quando tem mais?
avatar
SweetDream

Mensagens : 1311
Data de inscrição : 08/07/2011
Idade : 22
Localização : Caxias do Sul, RS

Ver perfil do usuário http://booklies.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Love Never Dies

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 6 de 28 Anterior  1 ... 5, 6, 7 ... 17 ... 28  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum