Parceria
SIGMA CAMISETAS
Votação

Quem você quer entrevistar?

64% 64% [ 9 ]
36% 36% [ 5 ]

Total dos votos : 14


Rock in Love [Dedicado a JúhSalvatore]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Rock in Love [Dedicado a JúhSalvatore]

Mensagem por isabela c tonon em Sab Jul 21, 2012 4:46 pm

Rock in ♥


Capa:

Tipo: Romance, Aventura. Entre outros.

Classificação: NC 14+ Não tem nada de mais.

Shipper: Julia/Ian, Isabela/Paul, Mariana/Steven

Restrições: Nesta fic o Ian e a Nina estão separados. O Paul não se casou. E o Steven é livre, leve e solto.
Para ficar menos pedófilo, Juh tem 20 anos, Isa tem 22 e Mari 22 anos.

Resumo: De aniversário, sua mãe lhe presenteia com uma enorme viajem para Londres. O motivo é o Rock in Rio em London. A consequência é se apaixonar.
Le lige em Rock in Love.
Por: Isabela c Tonon.
avatar
isabela c tonon

Mensagens : 2789
Data de inscrição : 28/08/2011
Idade : 20
Localização : Entre lençois... Com Damon Salvatore XD

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002452519341

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rock in Love [Dedicado a JúhSalvatore]

Mensagem por isabela c tonon em Sab Jul 21, 2012 5:12 pm

Rock in Love - ♥ -

Capitulo Único - Primeira Parte



POV Júh:

Estávamos no aeroporto, esperando a chamada do embarque e eu e minha irmã tentávamos convencer nossa mãe a nos contar para onde iriamos.
Para que tanto mistério, afinal?
Estava tão curiosa... Mas mamãe achava, somente, muito engraçado!
Uma voz entediante e monótona soou pelos os autofalantes do saguão com a chamada para o portão sete para o próximo voo. Foi quando mamãe se levantou fez sinal para levantarmos também, fora assim que, finalmente, eu e a Isa descobrimos para onde íamos. Londres.
Isabela deu um gritinho de comemoração enquanto eu dançava e rodopiava em volta dela com passos sincronizados e angulosos que demonstravam minha habilidade e graça que aprendi no balé.
Isabela nunca se interessou muito por balé, mesmo achando magnifico ela tinha um jeitinho um tanto desastrado, mas muito fofo de se mover, eu diria que era desastrada, mas era melhor não comentar muito isso com ela, já que virava uma fera quando falavam do seu equilíbrio.
Mamãe ria com nossa reação, olhou pra mim com um lindo sorriso e disse:
- Feliz aniversário minha princesa bailarina.
Eu estanquei no mesmo lugar que estava. Algumas pessoas me olhavam, pois chamara a atenção com minha pequena exibição, olhei fundo nos olhos de minha mãe, Victória, eu a agradecia tanto, tanto, mas não tinha meios de expressar a minha gratidão por ela.
Bela sorria de orelha á orelha, e sussurrou em meu ouvido um “Parabéns” muito caloroso e seus olhos brilhavam com lágrimas de alegria que não foram soltas. Minha família era incrível! Iriamos para Londres para festejar meu aniversário?
Não aguentei manter a pergunta para mim e a articulei em voz alta.
- Nós vamos para Londres para festejar meu aniversário? _ perguntei olhando diretamente para minha mãe que parecia a única informada ali, tanto eu quanto Isa estávamos surpresas, mas, no entanto, incrivelmente célebres com isso.
- Sim minha lindinha. _ minha mãe falou com um ar de orgulho e alegria completa passando sua mão macia por meu rosto secando lágrimas que eu não sabia que haviam caído.
Eu não acreditava nisso! Era tão perfeito e tão surreal. Mas não era assim? O perfeito é um conceito surreal.
Nos abraçamos e fomos para sala de embarque carregando as malas em um carrinho.

***

O avião agora pousava na chuvosa Londres adormecida. Saímos sonolentas do avião para pegarmos nossas malas na esteira, não demorou muito, nós estávamos na calçada fazendo sinal para um taxi que se aproximava.
Graças ao bom Deus! Mamãe tinha colocado eu e Isa em um curso bom de inglês no qual tinha nos ensinado o inglês americano e o britânico. Nunca mais discutiria com ela sobre fazer cursos após a escola.
Eu sorria e sorria enquanto passávamos por famosos pontos turísticos em um pequeno tour á caminho do hotel que a mamãe falou para o simpático taxista.
Eu e Isa grudamos nossos rostos na janela do carro quando passamos pela a ponte que dava acesso a rua que passava na frente do olho de Londres, um pouco atrás desta vista magnifica podíamos ver o Big Bang, majestoso e encantador, do outro lado, á esquerda víamos o Parlamento, glorioso e magnânimo em seu poder impetuoso.
Era uma visão incrível ver essas três construções juntas. Era uma afronta a qualquer outra coisa que eu tenha visto.
Passamos por eles enquanto ficavam para trás com suas histórias e segredos.
Após uns 5 minutos o taxi estacionou á frete de um edifício pequeno, mas com uma aparência aconchegante e bela, bem no estilo britânico.
Era um hotel lindinho, parecia bastante acolhedor.
Minha mãe pagou o motorista e eu me perguntei quando ela tinha conseguido euro que nem eu e nem Bela tínhamos visto.
Entramos e logo subimos para a nossa suíte, não era enorme, mas bastante grande para nos acomodar com conforto. Cada uma deitou e sua cama e para a nossa felicidade eu e Isa dormiríamos em camas de frente para outra em pequenos quartos individuais dentro da suíte.
Acabou que mamãe fora dormir em seu quarto enquanto eu e Isa preferimos deixar um quarto vago por essa noite. Estávamos muito animadas e, deitadas uma de frente para outra no quarto que, todavia, era o dela, conversávamos animadamente sobre tudo que queríamos ver, o que sonhávamos em relação ao local, sobre como sobres estava anormalmente lotada para a época do ano. E com isso, não dormimos nem um instante do resto da noite e quando os primeiros raios do sol brilharam pela janela veneziana do quarto de minha irmã, estávamos tão cansadas que acabamos sucumbido ao cansaço acumulado.

***

Abri os olhos para o teto bege do quarto, eu e Isa havíamos bagunçado a cama toda e dormimos enroladas em um emaranhado de lençóis, travesseiros, almofadas e edredons que estavam na cama e espalhados pelo o chão do quarto.
Já deviam ser uma da tarde, mas pelo o fuso horário era difícil determinar.
Bela deu um bocejo, também acordando e se espreguiçou na cama.
- Sai pra lá espaçosa. _ eu disse reclamando. Ela me olhou e sorriu.
- Sai você! Estou na minha cama e se eu sou espaçosa imagina você que precisa de não sei quantos metros quadrados para colocar aquela sua coleção de pôster.
- Ah é? E você com aquela sua coleção de revistas?_ eu retruquei brincando.
- São de colecionador e só tem gostoso e até tu baba de ver. _ vi que pela a sua expressão que ela estava pensando besteira.
- Espero que não esteja pensando bobagens com o MEU Ian... _ falei enfatizando bem a palavra “meu” na frase. Ela me olhou com os olhos semicerrados com aquele sorrisinho cheio de segundas intenções que ela tinha e falou em meu ouvido.
- Não se esqueça Juh. Somos irmãs, e todas as irmãs devem dividir seus brinquedos. _ ela riu levemente arrancando uma risada minha _ Principalmente os mais raros, preciosos, lindos e gostosos brinquedos. _ela terminou se sentando novamente na cama e me jogando uma almofada na minha cara e correndo para longe.
- Sua... _ eu não terminei caindo na risada junto com ela e começando uma guerra de travesseiros. Era horrível que sua irmã fosse mais velha, pois ela tinha a vantagem de poder te acertar mais facilmente já que sabia meus pontos fracos.
- Isso não é justo! _falei jogando á esmo uma almofada em sua direção que, por obra divina, acertou sua cara. Desastrada como só, Isa se desequilibrou e caiu no chão fazendo um baque alto pelo quarto.
- Isa? _ perguntei sorrindo _ Belinha? _ perguntei novamente depois de não ouvir uma resposta _ Isabela? _ agora o desespero estampou minha voz a fazendo tremer.
Quando de repente fui bombardeada pela as costas.
- WTF? _ eu falei me virando e sendo acertada novamente, dessa vez na cara.
- Ha há! Ninguém mandou comprar briga com a sua super irmã mais velha e mais esperta. _ ela falou caçoando de mim.
- Mas... Mas como? Você passou por baixo da cama? _ eu perguntei não acreditando. Ela acenou com a cabeça com um sorriso infantil nos lábios _ Isso não vale_ eu já falei reclamando. _ É golpe baixo!
- Golpe baixo o escambal! Se fosse pra reclamar assim, não entrasse na brincadeira. _ ela falou balançando o corpo da maneira que ela sabia que me irritava.
Eu me ajoelhei sobre a cama pronta para o confronto já colocando as minhas mãos na cintura quando ela me avançou contra mim com um ataque de cosquinhas me fazendo rir até chorar.
- Ah _ eu gritava _ para... Isa... po-por favo-vor _ as palavras saiam entrecortadas pela a falta de ar entre os ataques de risos e gargalhadas.
- Se rende? _ Bela falou muito seria com as mãos ágeis alcançando os locais mais sensíveis e suscetíveis à cócega.
- Sim, sim! Eu me rendo! _ eu falei cansada e com a barriga doendo de tanto rir.
Isa olhou pra mim e piscou.
É! Ás vezes era muito chato ter uma irmã mais velha, ainda bem que na maior parte do tempo era bom, se não... Vish! Estava ferrada na mão da Isa, ela e muito vingativa.
Neste instante minha mãe abriu a porta do quarto e sorriu para a nossa bagunça.
- Nossa! Vocês não dar trabalho ás camareiras. _ e gargalhou para nossa expressão. Isa deu de ombros e foi em direção ao banheiro.
- Não nos culpe mamãe, a Julia sonhou que estava se atracando na parede com o Ian e ficou falando os detalhes a noite toda enquanto dormia. _ ela olhou para mim e acenou com a cabeça com um sorrisinho perverso nos lábios sempre rosados _ Acho que chegou aos “finalmentes” eu diria, isso explica o porquê dela desarrumar a minha cama toda durante o meu sono inocente. _ ela me dirigiu um sorriso falso de chocada, piscou e adentrou o banheiro rapidamente ao ver que eu erguia a almofada de modo ameaçador.
Eu atirei vendo que ela fugia e só consegui acertar a porta, logo ouvi uma risadinha de escárnio do outro cômodo.
- É nessas horas que eu vejo o espirito encarnado da Katherine bitch em você mana. _ Falei alto para ela poder me ouvir.
- Também te adoro rabugenta. _ Aff. Não tinha como discutir com ela. Foi ai que me lembrei de que minha mãe ainda estava no quarto.
- Ela tá mentindo mãe! Não acredite em uma única palavra que ela disser. _ eu falei apressadamente com o intuito de me explicar. Em resposta minha mãe só riu de mim e murmurou ao sair do quarto o que eu entendi por ser “Filhas adolescentes são um perigo! Hormônios...” eu sorri com a declaração. Bem que eu queria que fosse realidade o que a Isa disse sobre eu e o Ian. Oh lá em casa!
Balancei a cabeça para retirar as imagens que vinham em flashes cada vez mais rápidos da visão da tão adorada Ianconda. Eu estava hiperventilado a esta altura. Fazer oque né?
Suspirei e fui em direção a porta para ir ao meu quarto, ao mesmo tempo Ias saiu do banheiro com os cabelos lavados e enrolada em uma toalha. Ela arqueou uma sobrancelha para mim e eu respondi a pergunta muda com uma simples tenho que me arrumar.
- Ok então. _ percebi que ela sentiu que estava algo errado. Eu estava apaixonada por um homem que nunca tinha visto pessoalmente, mas deveria passar, espero.
Fui para o meu quarto e tomei o meu banho. Vesti um vestido azul Royal estiloso com um recorte drapeado, com um comprimento á moda brasileira, uma gargantilha de perolas com um pingente de laço com strass e uma pulseira no mesmo estilo. Por cima verti um sobre tudo bege de camurça e calcei uma sapatilha azul com dourado. Fiz uma maquiagem para o dia e prendi os meus cabelos em um coque desarrumado com a franja de lado. Peguei uma bolça de lado que eu tinha ganhado da Isa e coloquei o essencial dentro.
Sai do quarto e esperei na saleta da suíte. Parecia que eu era a única pronta. Sentei-me no sofá e liguei a TV, estava passando na televisão britânica X Factor e decidi ver.
Logo em seguida Isa se juntou a mim, como sempre muito básica e elegante. Uma calça jeans skinning azul escuro, uma blusa estilo corpete rosa bebê com um verde folha que tinha um lacinho do mesmo verde entre os seios chamando atenção para o decote generoso. Usava uma bota até os joelhos preta de salto com uma jaqueta da mesma cor de couro. Seus cabelos loiros caiam ondulados ao seu redor soltos, usava um gloss neutro por cima do batom mate e seus olhos estavam cobertos por óculos escuros Ray Ban estilo aviador com a armação delicada na cor dourado que combinava com seus brincos e com seu colar que pendia um pingente em forma de coroa e no braço onde tinha várias pulseiras douradas dando um charme ao visual.
- Quem tá ganhando? _ perguntou ela ao ver que eu assistia ao programa.
- Acabei de ligar a TV mana. _ eu disse _ Cadê a mamãe que não se apronta?
- Aqui. _ respondeu a voz da nossa mãe atrás de nós e caminhou a saída falando ao telefone. Isa deu de ombros e a seguiu, rolando os olhos para mim por detrás dos óculos e fazendo sinal para me levantar.
- Só quero ver aonde a gente vai tomar café _ eu reclamei.
- Acho que você quis dizer almoço, não? Já são 11h24min. _ Isa me corrigiu olhando para o celular que tinha se atualizando no horário londrino.
- Ah, já? E eu nem tomei o meu leite com achocolatado ainda. _ Isa bufou e me olhou com cara de quem fala vê se cresce e rolou os olhos novamente abaixando os óculos momentaneamente para encarar um homem que passava pela a calçada na frente do hotel, com um porte alto e musculoso usando camisa polo e com a barba para fazer e caminhava lentamente distraído, dava para admirá-lo graças a fachada de vidro do hotel.
- Limpa a baba mana. _ eu disse fazendo sinal de que estava escorrendo algo de sua boca.
- Acho que já vi esse homem em algum lugar... _ ela disse dando a mínima importância.
- Ah claro, pergunta se ele já foi tirar umas férias básicas lá no Brasil, quem sabe. _ eu ironizei e fiquei surpresa que ela tenha seguido em direção a ele enquanto minha mãe falava com a recepcionista em inglês e ambas esperávamos. _ Eu estava brincando. _ falei rapidamente a seguindo.
- Pois eu não. _ ela respondeu abrindo a porta que acionou um sino e saiu para a rua olhando na direção em que o homem seguiu. Eu espionei por seu ombro e vi que a rua estava cheia de todo tipo de gente, mas o homem que havíamos visto não estava em lugar algum que a visão alcançava.
- Nossa. _ Isa falou e eu concordei. Nossa mesmo!
- Vamos meninas? _ mamãe falou ao passar pela a porta e nos chamar em direção contraria que estávamos viradas. Eu puxei braço da Bela para irmos e ela veio comigo, mas ainda olhava para trás curiosa.
- Aonde vamos? _ perguntei.
- Almoçar.
Então seguimos a pé até um restaurante que não ficava á mais de duas quadras do hotel, mas que tinham uma excelente comida.

***

Após almoçarmos fomos fazer um passeio turístico pela cidade.
Vimos a Abadia de Westminster onde aconteceu o casamento real. Passamos em frente do Palácio de Buckingham, admirando o explendor do local. Caminhamos na Tower Bridge sobre o Rio Tâmisa. Eu e Isa fomos ao lugar que especialmente queríamos ir a muito tempo, no Museu de Sherlock Holmes. Vimos também O Monumento, a Torre de Londres que tinha quase mil anos e St. James's Park.
E quando já eram umas 18h30min e já tinhamos lanchado muito com as goloseimas vendidas em Londres, mamãe decidiu que queria dar uma “voltinha” na London Eye para vermos a cidade toda. E eu, cansada, a contstei por nos levar em mil e um lugares se poderiamos ver todos de um lugar só, e ela riu. Isa tinha ficado pacifica o passeio todo e isso me preocupou, já que era incomum sairmos sem ela brincar o tempo todo ou comentar sobre tudo, ironicamente falando.
- Tudo bem? _ perguntei.
- Sim. Tô beleza mana, não se preocupe. _ Ela me respondeu com um belo sorriso.
Sorri de volta e falei desta vez com a minha mãe:
- Mãe! E essa fila que não anda? Quero ver logo Londres toda!
- Shii! Silencio Julia, os outros estão olhando. _ minha mãe estava toda corada. Que hilario.
- Ok mamãe, me desculpa! Mas minhas pernas estão formigando já! _ eu falei em minha defesa.
Isa finalmente veio ao meu socorro.
- É mãe! Eu já estou ficando com fome, tá ficando frio, só tem banheiro público e eu quero aliviar aqui sabe... _ ela disse com denguinho, minha mãe não resistia. Isa, então, sussurrou em meu ouvido.
- Vamo simbora cortar a fila que se não... _ ela terminou sugestivamente.
Essa é a minha irmã.
- Uhum! _ eu murmurei, conspirando com ela.
Logo estavamos arrastando nossa mãe para o começo da fila para “tirar fotos na frente do London Eye para recordação”, mamãe não gostou muito, mas sabia que se reclamasse iria ser ignorada.
Ela parecia vasculhar o local em busca de algo... Ou alguem. O que me fez procurar também de curiosa enquanto entravamos discretamente em um gondula que tinha se esvasiado quando estavamos encenando. Bom, pelo menos tiramos uma foto de verdade para se lembrar da trapassa que fizemos em plena Londres.
A porta se fechou e uma tranca fora acionada, e de repente as barras de ferro estavam locomovendo-nos de forma circular na roda hidraulica.
Um frio na barriga de medo, adrenalina e felicidade se apossavam de mim e eu tremi com os sentimentos conflitantes dentro de mim. Agora que a ficha tinha caido! A visão perfeitamente panorâmica me alertou.
EU ESTAVA EM LONDRES!
Oh my god! Escorreram lágrimas de alegria de meus olhos lacrimejantes e eu abracei minha familia. Tudo era tão perfeito.
- Eu amo vocês! _ eu disse com a voz embargada.
- Eu também te amo pirralhinha chorona. _ disse Isa com um sorriso e os olhos brilhantes com lagrimas. Dei lingua a ela e ela me devolveu. Chata.
- Isabela! _minha mãe á repreendeu, eu sorri para ela _ Eu amo você muito minha pequena, por isso eu te trouxe aqui, é um presente para nós quatro...
Como assim nós quatro? Éramos TRÊS!
Abri a boca para perguntar em voz alta, mas minha mãe me cortou.
- E por que eu amo ás duas eu tenho dois presentes para ambas. _ minha mãe disse olhando de uma para outro, deixando claro que não havia favoritismo.
- Quais são? _ eu e Isa perguntamos em unissono, nos olhamos e rimos.
Minha mae balançou a cabeça também rindo e voltou ao assunto.
- Primeiro: Se vocês olharem para trás vão ver o seu primeiro presente. _ ela nem terminou de falar e eu e Isa já estavamos olhando para trás, docemente chocadas com a imagem que vimos. Mariana, nossa prima que vivia nos EUA estava na condula do lado da nossa. Como somos distraidas, nem percebemos!
Acenamos freneticamente para ela e ela fez sinal para ligarmos, Isa sacou imadiatamente o celular e discou o número dela.
Na outra linha ouve o sinal que chamada recebida e ela BERROU um feliz aniversário para mim.
Nada assustada com a reação da minha prima eu e Isa rimos com ela enquanto minha mãe sorria que nem boba atrás de nós.
- O que vc tá fazendo aqui?_ perguntei estasiada.
- Vim para a sua festinha. _ vi seu sorriso resplandecente mesmo á distância. _ Brincadeira, depois daqui eu vou morar com vocês priminhas! _ ela deu gritinhos de felicidade que se juntaram aos nosssos e começamos a pular dentro do lugar.
- Sério? _ Isa perguntou descrente, mas mesmo assim muito feliz.
- Sim. Eu me formei em Stenford no fim desse semestre e volto para o Brasil para exercer advocacia. _ Ela falou nada se gabando.
- Ei, eu também me formo esse ano! _ Isa falou rapidamente.
- De nada vela se a sua faculdade é fulera. _ disse Mari debochando.
Isa deu um sinalzinho com o dedo médio que Mari riu do outro lado devolvendo. E ambas cairam na gargalahada e eu não pude evitar rir também. Minha mae só sorria balançando a cabeça de um lado para o outro.
- Crianças. _ ela reprendeu levemente.
- Senti sua falta prima. _ Isa falou.
- Eu também senti. _ Mari respondeu.
- E de mim? _eu disse cantarolando.
- Nossa, de você eu não senti nada. _ Mari disse retraindo a boca e baçandado a cabeça para cima e para baixo.
- Sua égua. _ eu falei chocada.
- Te adoro prima. _ ela respondeu rindo da minha expreção.
- Ah, agora está melhor. _ disse apovando.
Minha mãe pigarreou para chamar nossa atenção.
- Vocês teram tempo para conversar mais depois. Por hora, vocês não querem saber qual é o outro presente? _ ela disse como quem confidencia algo para nós.
- Você está em qual planeta mãe? É obvio que queremos saber! Mas tu não conta! _ reclamei ligeiramente no final.
- Aff. Eu comprei para vocês ingreços para o Rock in Rio in London. Para todos os dias. _ ela falou como se não fosse nada.
- Não brinca! _ eu gritei juntamente com Isa e Mari via telefone.
- Ok, se eu tô brincando o que é isso? _ela disse se abanando com três ingreços novinhos em folha.
- Ai meu Deus! _ disse Isa maravilhada.
Ela riu de nossa reação.
- Oh, isso não é o melhor. _ Ela disse nos olhando bem no fundo dos olhos. Bom, nem tanto já que a Mari estava á uns bons 15 metros de distancia. _ Vocês vão ficar no camarote dos atores Ian Somerhalder, Paul Wesley e Steven McQuenn. _ ela falou entusiasmada.
Foi ai que minha visão ficou negra e minhas pernas perderam a força e de emoção eu desfaleci nos braços de minha irmã.
avatar
isabela c tonon

Mensagens : 2789
Data de inscrição : 28/08/2011
Idade : 20
Localização : Entre lençois... Com Damon Salvatore XD

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002452519341

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rock in Love [Dedicado a JúhSalvatore]

Mensagem por isabela c tonon em Sab Jul 21, 2012 5:15 pm

Os Coments podem ser feitos aqui mesmo já que é somente uma One Shot e já já vai estar finalizada!
Até o fim de semana que vem eu já devo estar postando a ultima parte!
bjos
avatar
isabela c tonon

Mensagens : 2789
Data de inscrição : 28/08/2011
Idade : 20
Localização : Entre lençois... Com Damon Salvatore XD

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002452519341

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rock in Love [Dedicado a JúhSalvatore]

Mensagem por JúhSalvatore:) em Sab Jul 28, 2012 11:52 pm

~le comentando aki msm~
MANAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
BRIGADA LINDAAA
Ameeeei de vdd
Vc escreve suuuuper bem coisa fofaaa
Ja li esse cap 3 vezes so proce ver kakaka
Muuuito obg de vdd
Ameeei
Tipo , ia ser a family dos meus sonhos kkk
Essa viajem vai dar muito oq falar kakaka
To pirando aki c esse cap
Ameeeeeeeeeeeeei (ja falei issso ne??)
Qnd tem mais gata?
Bjooooooooooookas
Ti amu mais q td miguxaa
avatar
JúhSalvatore:)

Mensagens : 1443
Data de inscrição : 27/08/2011
Idade : 18
Localização : Goiânia,GO

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rock in Love [Dedicado a JúhSalvatore]

Mensagem por isabela c tonon em Dom Jul 29, 2012 12:31 am

JúhSalvatore:) escreveu:~le comentando aki msm~
MANAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
BRIGADA LINDAAA
Ameeeei de vdd
Vc escreve suuuuper bem coisa fofaaa
Ja li esse cap 3 vezes so proce ver kakaka
Muuuito obg de vdd
Ameeei
Tipo , ia ser a family dos meus sonhos kkk
Essa viajem vai dar muito oq falar kakaka
To pirando aki c esse cap
Ameeeeeeeeeeeeei (ja falei issso ne??)
Qnd tem mais gata?
Bjooooooooooookas
Ti amu mais q td miguxaa

Ownt manahhh!
Como eu fico feliz com isso!
Mas tenho uma má noticia!
O meu note deu problema e eu fiquei de castigo 2 semanas por isso!
='(
mas eu já comecei a escrever á mão o final da tua fic amore!
Vou perdir a alguem para digitar pra mim ou quando eu puder mexer (escondido) no pc do meu irmão! Já que ele estuda á tarde!
Então só semana que vem quando ele voltar ás aulas q eu vou conseguir este feito!
Por enquanto eu to entrando pelo o celular e é pessimooo!
Kkkk'
então se vc me perdoar, eu vou demorar um pouquinho para postar o finalzinho da sua fic amore!
Me perdoe!
Bjokas!
T-amo! T-adoro!
avatar
isabela c tonon

Mensagens : 2789
Data de inscrição : 28/08/2011
Idade : 20
Localização : Entre lençois... Com Damon Salvatore XD

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002452519341

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rock in Love [Dedicado a JúhSalvatore]

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum