Parceria
SIGMA CAMISETAS
Votação

Quem você quer entrevistar?

64% 64% [ 9 ]
36% 36% [ 5 ]

Total dos votos : 14


Ligações Perigosas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ligações Perigosas

Mensagem por Bonnie em Qua Fev 22, 2012 3:02 pm

Nome da Fic: Ligações Perigosas
Classificação: +16 (contém algumas cenas) mas desde que tenham cuidado, todo mundo pode ler ^^
Gênero: Terror, suspense, romance e etc =]

PRÓLOGO

Seattle, Michigan 23 de setembro de 2010

- Beba! Beba! Beba! Beba! Beba tudo!
- Não seja idiota Robbie, você sabe que a Andy não consegue beber tudo isso.
-Não consigo? Uma ova que não consigo.
-Vai lá amor, e mostra pra eles! BEBE!!
Andrea Simons virou a garrafa toda e sentiu o líquido gelado queimar sua garganta.
Ela não era uma típica adolescente americana, mas tentava ser.
Andy não sabia nem mesmo quem ela era naquela época. Mas tudo mudaria naquela noite, algo aconteceria naquela casa, e mudaria para sempre a vida de todos.
-Tive uma idéia! Vamos animar essa festa. – Disse Cristy sorrindo maliciosamente.
-Ela está pensando no mesmo que eu estou pensando?
- Claro que não Andrew, eu nunca vou pra cama com você. – Disse a garota, decepcionando Andrew.
-O que sugere Cristy?
- Vamos jogar um pouco. Que tal um tabuleiro Ouija?
-Eu não acho uma boa idéia.
- Não seja idiota Sandra, um joguinho não fará mal. – Disse Cristy arrumando o tabuleiro em uma mesa. – Então, quem vai primeiro?
- A Andy! – Sugeriu Robbie.
Andy olhou com um pouco de dúvida para o namorado.
-Não acho uma boa idéia...
-Ah, qual é? Estou cercada por maricas? É isso?
Andy engoliu o medo e colocou seu dedo em cima do copo.
-Vocês vem ou não? – perguntou a garota.
Todos sorriram.
- Quero falar com o espírito da minha vó. – Disse Andy tremendo.
- Nada aconteceu, acho que seu tabuleiro está com defeito Cristy – Disse Andrew passando a mão na coxa da garota.
-Cale a boca. E está funcionando sim. – A garota olhou para Andy – Tente de novo Andy.
-Quero falar com o espírito da minha vó. Você está aí vovó? – Perguntou Andy.
O copo começou a se mover no tabuleiro.
E lentamente a palavra “SIM” foi formada.
-Wow, isso é legal. Pergunte algo mais Andy. – Disse Robbie sorrindo.
Andy sorriu para ele.
- Como você morreu vovó? Eu quero saber. – Perguntou a garota.
O tabuleiro não se moveu, e todos ficaram se perguntando o que havia de errado.
Quando todos estavam prestes a esquecer o jogo idiota que aparentemente parara de funcionar, algo aconteceu.
Robbie começou a gritar e se contorcer no chão.
-Robbie! – Gritou Andy sacudindo o namorado.
O garoto ficou imóvel e se levantou aos poucos, com o cabelo negro sob os olhos.
-Tudo bem com você? – Perguntou a garota.
-Sim, só não posso dizer o mesmo do seu namorado. – Respondeu uma voz vinda diretamente do corpo de Robbie. Mas aquela voz não pertencia á seu namorado. Era uma voz sombria, horripilante.
Andy não pode deixar de gritar ao ver que os olhos do seu namorado estavam vermelhos e sangravam.



avatar
Bonnie

Mensagens : 1083
Data de inscrição : 25/05/2010
Idade : 22
Localização : Souto Soares (fim de mundo) BA g.a

Ver perfil do usuário http://www.coisasdalitta.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ligações Perigosas

Mensagem por Gil Somerhalder Salvatore em Qua Fev 22, 2012 5:16 pm

Ahhhhh, amei o prólogo!!
Deixou um gostinho de quero mais!!
Fã número #1
POste mais logo!!
Beijos
avatar
Gil Somerhalder Salvatore

Mensagens : 2313
Data de inscrição : 30/09/2011
Idade : 19
Localização : Geralmente em frente a um computador/LIXA

Ver perfil do usuário http://c-u-t-t-1-n-g.tumblr.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ligações Perigosas

Mensagem por Bonnie em Qua Fev 22, 2012 6:50 pm

Gil Somerhalder Salvatore escreveu:Ahhhhh, amei o prólogo!!
Deixou um gostinho de quero mais!!
Fã número #1
POste mais logo!!
Beijos

OMG minha primeira leitora *00000*
que bom que gostou Gil *--*
Amanhã já posto o 1º capítulo.
Obrigada por ler *-*
avatar
Bonnie

Mensagens : 1083
Data de inscrição : 25/05/2010
Idade : 22
Localização : Souto Soares (fim de mundo) BA g.a

Ver perfil do usuário http://www.coisasdalitta.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ligações Perigosas

Mensagem por Gil Somerhalder Salvatore em Qua Fev 22, 2012 7:31 pm

Bonnie escreveu:
Gil Somerhalder Salvatore escreveu:Ahhhhh, amei o prólogo!!
Deixou um gostinho de quero mais!!
Fã número #1
POste mais logo!!
Beijos

OMG minha primeira leitora *00000*
que bom que gostou Gil *--*
Amanhã já posto o 1º capítulo.
Obrigada por ler *-*
Vou vir ler
Beijos
avatar
Gil Somerhalder Salvatore

Mensagens : 2313
Data de inscrição : 30/09/2011
Idade : 19
Localização : Geralmente em frente a um computador/LIXA

Ver perfil do usuário http://c-u-t-t-1-n-g.tumblr.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ligações Perigosas

Mensagem por Bonnie em Qui Fev 23, 2012 12:43 pm

CAPÍTULO 1
1 ANO DEPOIS


Detroit, Michigan 04 de novembro de 2011

- Onde você pensa que vai? – Perguntou Robbie segurando no braço da garota.
- Vou a onde eu quiser. – Disse Andy fuzilando o garoto com os olhos.
-Não não meu turno, amor.
Andy deu um soco no rosto do rapaz.
-Vá pro inferno! –Gritou ela ferozmente.
-Acredite honey, eu já estive lá e não pretendo voltar por tão cedo. – Ele sorriu maliciosamente para a garota. – Agora... Por que você não liga para aquela sua amiga em Holland? Qual era o nome dela mesmo? Nani... Nanda... Nancy! Estou com saudades dela.
A garota perdeu a paciência e encostou uma faca no pescoço do rapaz.
- Deixe a Nancy fora disso seu desgraçado, ela não tem nada a ver com essa bagunça!
Robbie sorriu.
-E o que você vai fazer se eu não deixá-la em paz? Me matar? Matar o pobre Robbie que está aqui dentro implorando pela vida? – Ele pegou nos pulsos da garota. – Qual é Andy, você realmente mataria seu namorado?
Andy deixou a faca cair e virou de costas para Robbie, chorando silenciosamente.
- Eu só queria que esse inferno terminasse. – Disse ela choramingando.
Ele se aproximou.
-Tocante. Sério, Robbie está chorando cachoeiras aqui dentro. Mas você sabe que eu não me deixo seduzir por uma garotinha chorona. – Disse ele fazendo beicinho.
- O que você quer de mim? – Ela começou a bater nele. – Me diga de uma vez por todas, o que você quer de mim? Você já levou tudo o que eu tinha! Meus amigos, minha família, meu namorado, tudo!
Robbie suspirou.
-Eu já te disse, Andy. Te digo todos os dias quando você tem essa patética crise emocional. – Ele segurou no queixo dela.
-Me deixe em paz. – Implorou.
- Você sabe que não é assim tão fácil. E você sabe o que eu quero. – Ele sorriu.
- O maldito apocalipse está chegando, ótimo. Eu só não consigo entender o que eu tenho a ver com essa história! O mundo vai acabar? Beleza, o meu já se foi faz tempo. Será que você não pode me deixar ter meus últimos minutos em paz? – Ela olhou diretamente nos antigos olhos que a faziam suspirar.

-Sinto muito baby, mas não posso. Mas veja só pelo lado bom, eu, você, e meus “irmãos” – Ele fez aspas com as mãos. – Vamos dançar lambada enquanto o mundo estiver pegando fogo! A única coisa que você precisa fazer é dizer as palavrinhas mágicas em latim e trazer meus amigos pra festa. – Robbie piscou um olho.

-Eu não vou trazer mais demônios pra terra. – Disse Andy firmemente. – E não vou participar dessa palhaçada de fim de mundo.
Ele sorriu como se ela fosse uma criança birrenta.
- Claro que vai meu amorzinho. Agora faça aquela ligação.
-Eu não sou seu amorzinho. E você não é nada para mim. É apenas o maldito demônio que possuíu meu namorado.
- Aí, essa doeu. Depois de um ano de relacionamento é assim que você me agradece? Que eu saiba os humanos compram flores, não?
Andy sentou-se num pneu que estava no chão de terra.
Eles estavam em um ferro velho abandonado, no interior da grande Detroit. Quem poderia imaginar que nesse exato momento, um demônio e uma bruxa conversavam sobre o fim do mundo?
- As coisas estão começando a mudar Andy. Eu sinto mais peças se movendo no tabuleiro, o jogo começou á um ano atrás e aqui estamos nós. Nem mesmo saimos do estado! Você precisa cooperar amorzinho. Se não, bem, você lembra o que eu fiz á Robbie da última vez.
Os olhos da garota se arregalaram revelando as íris azuis.
-Não ouse fazer mal ao Robbie seu desgraçado. Se não eu, eu.. eu vou...
Ele sorriu.
-Você não vai nada, porque você não pode fazer nada a não ser o que eu peça. Agora ligue para a médium e peça atualizações. Ou o Robbie sofrerá as consequências.
Os punhos de Andy se fecharam.
Ela queria bater nele, queria socá-lo até que não restasse mais nada daquele demônio no corpo de Robbie. Mas ao invés disso ela se viu apertando os botões do celular para contactar com Nancy.


avatar
Bonnie

Mensagens : 1083
Data de inscrição : 25/05/2010
Idade : 22
Localização : Souto Soares (fim de mundo) BA g.a

Ver perfil do usuário http://www.coisasdalitta.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ligações Perigosas

Mensagem por Viic em Sex Fev 24, 2012 11:57 am

Thali, eu te mato por fazer eu entrar aqui depois de meio ano --' isso pq prometi nunca mais aparecer aqui (oi?)
NÃO ME FAÇA SURTAR ASSIM, CONTINUA ¬¬ TA DEMAIS, DO DANDO ALOOK AQUI, QUERO MAIS *¬*


te amo, sua linda <3
avatar
Viic

Mensagens : 402
Data de inscrição : 01/07/2010
Idade : 66
Localização : SP

Ver perfil do usuário http://somos-sintonia.tumblr.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ligações Perigosas

Mensagem por Bonnie em Sex Fev 24, 2012 1:01 pm

Viic escreveu:Thali, eu te mato por fazer eu entrar aqui depois de meio ano --' isso pq prometi nunca mais aparecer aqui (oi?)
NÃO ME FAÇA SURTAR ASSIM, CONTINUA ¬¬ TA DEMAIS, DO DANDO ALOOK AQUI, QUERO MAIS *¬*


te amo, sua linda <3

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAA meu bb! <3
*somos duas q ficamos anos sem vir ake G_G*
e q bom q tá gostando amr, tem mais agora \o/
avatar
Bonnie

Mensagens : 1083
Data de inscrição : 25/05/2010
Idade : 22
Localização : Souto Soares (fim de mundo) BA g.a

Ver perfil do usuário http://www.coisasdalitta.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ligações Perigosas

Mensagem por Bonnie em Sex Fev 24, 2012 1:02 pm

CAPÍTULO 2
Holland, Michigan 07 de dezembro de 2011

-Vamos logo com isso. – Disse Nancy impaciente.

Estavam todos reunidos ao pé da lareira. Quem olhasse de longe poderia jurar que eles eram uma família, e de certa e estranha forma, eles eram mesmo.
Nancy arrumava o pentagrama na mesa enquando Robbie brincava com as bolinhas da árvore de natal.
-É impressão minha, ou a cidade está mais fria? – Perguntou Andy abraçando as pernas.
-Não, não é impressão sua. A temperatura caíu oito graus em comparação com o ano passado. – Respondeu Robbie, em seguida olhou para Nancy com uma sombracelha erguida – Lembra-se do natal do ano passado honey?
A garota bufou e ascendeu as velas na mesa.
-Ah, qual é querida. Não foi tão ruim assim, não é? Aposto que vocês garotas se lembram perfeitamente.
E ele tinha razão. As garotas nunca se esqueceriam do natal de 2010.
Andy nem mesmo sabia da existência de Nancy, ela nem mesmo sabia quem era naquela época.
Andy assistira horrorizada á cena: Um demônio possuira o corpo de seu namorado em novembro de 2010 e desde então sua vida se tornara esse pesadelo.
O demônio, havia matado todos os amigos dela que estavam na fatídica festa. Ele alegara que eles seriam testemunhas desnecessárias do evento.
Robbie passara um mês ao lado de Andy, explicando á ela quem ele era, quem ela era, o que ele queria, e o quais seriam as consequências caso não fosse atendido.
Em dezembro do mesmo ano, Andy vira-se sendo levada pelo demônio até a casa de Nancy. Ela nunca tinha ido a Holland. Ela nem mesmo havia saído de Seattle!
O garoto havia chutado a porta de Nancy e entrara gritando pela garota.
Algumas horas depois, Andy descobrira que Nancy era uma médium que podia falar com espíritos e outras coisas. Era por isso que Robbie precisava dela, ele queria saber o que seus “irmãos” falavam e faziam.
-Me deem as mãos. – Pediu Nancy com os olhos fechados.
Eles fizeram o que a garota pediu.
-Concentre-se em seus irmãos Robbie, mas lembre-se, uma pergunta de cada vez.
Robbie assentiu.
-Quem é a próxima peça do tabuleiro? – Perguntou o garoto.
Nancy gemeu se concentrando, ela tentava ver e ouvir o que os espíritos falavam.
-Não consigo ver direito, tem alguma coisa me bloqueando. – Disse.
-Deixe-me ver com seus olhos Nancy. Acho que não é uma coisa, e sim alguém. – Disse Robbie.
Nancy olhou com desconfiança para o garoto, mas acabou cedendo.
- Veja com meus olhos. – Sussurou ela.
A partir daquele momento, Robbie via exatamente o que Nancy via.
- Quem é a próxima peça do tabuleiro? – Perguntou ele novamente.
As chamas das velas tornaram-se mais intensas.
Robbie sorriu.
- Mas que diabos...? – Resmungou Andy ameaçando abrir os olhos.
- Aquilo... Aquilo é o que eu acho que é? – Perguntou Nancy á si mesma.
-Impossível. – Sussurrou Robbie soltando as mãos das garotas. – Não pode ser!
O garoto jogou longe a mesa de madeira que se partiu em dois.
- O que aconteceu? O que vocês viram? – Perguntou Andy.
Robbie andava de um lado para o outro resmungando coisas inaudíveis.
- O que houve Robbie? – Gritou Andy, mas o garoto não lhe dava a mínima atenção.
Andy virou-se e viu Nancy olhá-la com o rosto cheio de preocupação.
- O que aconteceu Nancy?
A garota apenas balançava a cabeça como se não acreditasse no que acabara de ver.
-Será que alguém aqui pode me dizer o que diabos está acontecendo? – Gritou Andy.
- Os malditos anjos. – Respondeu Robbie olhando novamente para as bolinhas da árvore. – Os malditos anjos resolveram descer para participar da festa.
Então lenta e calmamente ele envolveu uma das bolinhas na palma de sua mão.
E com o mais suave aperto ela se tornou pó.


avatar
Bonnie

Mensagens : 1083
Data de inscrição : 25/05/2010
Idade : 22
Localização : Souto Soares (fim de mundo) BA g.a

Ver perfil do usuário http://www.coisasdalitta.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ligações Perigosas

Mensagem por Bonnie em Dom Fev 26, 2012 1:38 pm

CAPÍTULO 3
Lawrence, Arkansas 08 de dezembro de 2011

- Ora vamos! Deixe de ser lerdo e venha até aqui Rick.
Henrique Donnovan tentou correr para chegar até onde seu irmão estava.
Ton e Rick estavam sentados na varanda da casa, bebendo escondido dos pais.
Era uma terça-feira bonita.
As nuvens estavam branquíssimas e o sol fazia bom proveito disso.
Rick olhou para seu irmão e viu o que uma semana de sol fazia com alguém.
-Suas sardas voltaram. – Anunciu ele á Ton
- Droga. Sério mesmo?
- Sim. – Respondeu ele bebendo outro gole.
Os pais dos garotos dificilmente os deixavam sozinhos em casa. Eram aquela típica família do interior que ia á missa e faziam lasanha aos domingos.
- Lisy ligou. – Disse Rick sorrindo para o irmão.
-O que você disse? – O garoto parecia alarmado, como se o irmão pudesse ter dito algo de errado.
-Hey, calma. Eu disse que você estava ocupado e não podia atender. – Respondeu ele dando de ombrou.
-Ocupado fazendo o que? – Ton estava mesmo interessado na conversa.
Rick revirou seu cérebro tentando se lembrar de qual fora a resposta que dera á Lisy.
- Disse que você estava consertando o carro. – Respondeu por fim.
Ton deu um soco no braço do irmão.
-Mas qual é o seu problema? – Respondeu Rick
- O que Lisy vai pensar!? Droga Rick, você deveria ter dito a verdade.
-Eu deveria ter dito que você estava no posto trabalhando para o papai? – Perguntou.
Ton abaixou a cabeça escondendo os olhos com os cabelos loiros.
Rick suspirou e deixou a brisa morna bater em seu rosto.
Ele não entendia qual era o problema do irmão.
Eles eram pobres? Claro que não. Eles só não tinham uma piscina e um carro zero na garagem.
Por ser o mais velho dos irmãos, o pai dos meninos confiava á Ton a responsabilidade de cuidar do posto de gasolina.
Não era grande coisa para se dizer a verdade, era um posto velho em que apenas os moradores vizinhos abasteciam.
Mas Ton tinha vergonha disso. Tinha vergonha de trabalhar para o próprio pai em um posto caindo aos pedaços.
Rick não tinha problemas com isso, pelo contrário. Ele tinha orgulho de ser um Donnovan.
- Eu preciso dela. – Sussurrou Ton.
Rick revirou os olhos.
E todo esse drama por uma garota.
Ton nem sempre fora assim tão zangado. Ele costumava sorrir com facilidade e ser muito gentil com todos.
Foi só essa garota nova chegar na cidade que ele ficara assim.
“Você não entende porque nunca se apaixonou” seu irmão havia lhe dito.
Rick já havia se apaixonado por algumas garotas. Mas nada tão extremo. Pelo amor de Deus!
- Hey, vamos mudar de assunto. O que você quer de aniversário? – Perguntou Ton deitando de costas no piso de madeira.
-Qualquer coisa. – Respondeu Rick bebendo outro gole. – Sério cara, não precisa se preocupara com presente.
Ton ergueu uma sombracelha.
- Estou pensando em uma noite em uma casa de stripp- Disse Ton
Rick arregalou os olhos e seu irmão rolou no chão rindo.
-Era brincadeira cara. Eu sei que você nunca iria num lugar como esse. Você é muito puro. – Disse Ton fazendo uma auréola com as mãos em cima da própria cabeça.
Rick riu.
-E você é muito pevertido. – Devolveu.
-Ah é? Eu posso ser pevertido, mas eu ainda sou o mais velho.
-Por enquanto. Eu vou fazer 17 na semana que vem.
-Droga.- Respondeu Ton. – Mas aposto que você e seus 17 anos não conseguem me vencer em uma corrida.
Assim que disse isso, Ton correu o mais rápido que pode em direção ao quintal.
-Não vale! – Gritou Rick para o irmão.
Ele correu tentando alcançar Ton, e teria vencido a corrida se não tivesse parado para ver Ton ser engolido por uma estranha luz prateada.


avatar
Bonnie

Mensagens : 1083
Data de inscrição : 25/05/2010
Idade : 22
Localização : Souto Soares (fim de mundo) BA g.a

Ver perfil do usuário http://www.coisasdalitta.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ligações Perigosas

Mensagem por Bonnie em Seg Fev 27, 2012 9:03 pm

CAPÍTULO 4

Londres, Inglaterra, 10 de dezembro de 2011

Don Steven caminhava calmamente em direção á cafeteria mais próxima de sua casa.
- Um capuccino . – Pediu piscando um olho para a garçonete. A moça sorriu sem graça.
Don sorriu.
Era fácil até demais atrair humanos. Principalmente do sexo feminino.
Ao pensar em “sexo” e “feminino” ele lembrou-se de Pietra e deu um tapa na própria testa.
Pietra fora o “prato” da noite, e ela estava dormindo na sua cama.
-Você está ficando descuidado Don. – Disse para sí mesmo.
-Seu capuccino. – Anunciou a garçonete roçando levente a mão nos dedos dele.
“Fácil” Pensou ele.
- Qual é o seu nome? – Perguntou ele hipnotizando a garota.
- Tina. Tina Mccoungh.
- Muito bem Tina. O que você acha de tomar um café na minha casa? – Ofereceu.
A garota sorriu e balançou a cabeça positivamente.
Don pegou seu casaco e o chapéu, deixou uma nota de 5 dólares em cima da mesa e saiu segurando a cintura de Tina.
“ Essa será uma manhã e tanto” Pensou ele enquanto levava a garota á sua casa.
Ele, Pietra e Tina se divertiriam um pouco antes de voltar para a realidade.
Ou melhor, apenas Don se divertiria, pois o destino das garotas já estava decidido desde o momento em que ele as olhara.


avatar
Bonnie

Mensagens : 1083
Data de inscrição : 25/05/2010
Idade : 22
Localização : Souto Soares (fim de mundo) BA g.a

Ver perfil do usuário http://www.coisasdalitta.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ligações Perigosas

Mensagem por Bonnie em Sex Mar 02, 2012 9:35 pm

Capítulo 5
Holland, Michigan, 15 de dezembro de 2011

Andy sabia que estava sonhando. Ela tinha plena consicência daquilo; Mas ainda assim, não se permitia acordar. Era tudo real de mais, bom de mais.
Se parecia muito com sua vida á 2 anos atrás.
Andrea estava deitada de costas na grama do parque, o sol batia em seu rosto e a fazia ter sono. Ela estava com a cabeça apoiada no colo de Robbie, e ele acariciava seu cabelo.
Eles tinham acabado de firmar o namoro. Estavam juntos á dois meses e agora era oficial; Andy sorriu ao lembrar-se da primeira vez que o vira na escola.
Ele usava calças jeans pretas, uma camisa azul e um boné de baseball do qual ela não fazia idéia de qual era o nome. Ela não conseguiu tirar os olhos dele, nem a tagarelice de Sônia a fazia desviar a atenção.
Robbie havia retirado o boné e passado a mão nos cabelos negros, como se tivesse passado alguma substância estranha neles.
-Deve ter sido gel. – Respondera Sônia vendo o intresse da garota por ele.
Andy não era a garota mais feia da escola, mas também não era a mais bonita.
Quinze minutos de conversa com seus “amigos” ela descobrira que seu nome era Robert Anthony e que Chelsea Blackrose estava de olho no garoto novo, ou seja, nele.
“ótimo” ela havia pensado. “De todos os garotos nessa escola, Chelsea havia posto os olhos justo nele”.
Andy acreditava que Robbie nunca olhariapara ela, afinal Chelsea era famosa por conquistar todos os garotos que queria.
Mas tudo mudou quando ela acidentalmente esbarrou com ele nos corredores da escola;
Robbie a olhara nos olhos e havia sorrido.
Tímida e constrangida, Andy apenas murmurou um “Desculpe” e ficou vermelha.
Num ato de impuslo,ela estendera a mão e se apresentara:
- Andrea Simons.
Ele apertara a mão dela e se apresentara também.
-Robert Anthony, mas pode me chamar de Robbie. Detesto que me chamam pelo meu nome completo. Minha mãe achou esse nome lindo quando estava grávida de mim e viu o comercial de um perfume na TV com esse nome.
Ela sorriu e ele acompanhou o riso dela.
Uma semana depois eles tinham se beijado no cinema.
Dois meses depois estavam namorando sério.
-Qual é a graça? – Perguntou Robbie beijando o queixo dela.
- Estava pensando sozinha. Já faz tempo que estamos juntos. – Respondeu ela com ar pensativo.
Ele apoiou-se em um cotovelo e levantou uma sombracelha escura.
- Fazem dois meses. Vai me dizer que já quer casar? É isso? – Ele fez uma pose dramática colocando a mão no peito.
Ela gargalhou.
- Claro que não seu bobo. Só acho que... bem..É claro que não faremos isso se você não quiser... quero dizer, se me quiser e...
E ele a silenciara com um beijo, porque soube exatamente o que ela queria dizer.
Porque ela não podia continuar sonhando?
Porque ela tinha que acordar e descobrir que Robbie não era mais o mesmo?
Não, ela não queria acordar.
Andy apertou os olhos com força, se lembrando de cada detalhe daquela noite.
Não era apenas um sonho. Fora real, aquele sonho era uma lembraça.
De repente pareceu muito real, ela sentia as mãos dele delicadamente deslizando em seu corpo. Sentia a respiração dele ficar mais acelerada enquanto a beijava. Ela pode sentir o gosto do beijo dele.
Então tudo começou a se dissolver. O sonho, como se fosse tinta, escorria pelo ralo e a deixava fria sem Robbie.
-Não me deixe. – Murmurou.
- Não vou te deixar amorzinho. – Respondeu ele.
Então ela acordou e se deparou com Robbie “o demônio” em cima dela.
Andy o empurrou para longe e agarrou as cobertas tentando se lembrar do que vestia.
- Vai com calma Andy. Você parecia estar gostando a 5 minutos atrás. – Ele percebeu que ela puxava as cobertas. – E não tem nada aí que o Robbie nunca tenha visto. – Respondeu.
Ela o fuzilou com os olhos. Ele não tinha o direito de dizer aquilo.
Não de Robbie, nem deles dois. Ele era apenas um estranho maligno.
- Vá embora daqui. – Disse ela abraçando a si mesma
O sentimento de vulnerabilidade a matou por dentro, mas ela se sentia tão carente e com tantas saudades de seu namorado que nem percebeu que Robbie sentara-se ao seu lado.
- Desculpe por isso. – Disse. – Posso ser “um monstro” mas não queria deixá-la assim. – Ela encarou o chão. – Eu vim acordá-la, mas você chamava o meu nome, quero dizer, o nome dele. Ele reagiu aqui dentro. Detesto quando ele faz isso, mas você mexe com ele. – Ela o olhou nos olhos. – Eu não fiz nada enquanto você dormia. Sério.
- Você me beijou. – Respondeu Andy.
- Bom, tecnicamente não fui eu,foi ele. Ele sente sua falta.
Ele abaixara um pouco a guarda, e ela até gostava um pouco dele quando ele fazia isso.
Ela sorriu e ele bufou.
- Temos trabalho a fazer benzinho. Você não é bela adormecida, e eu preciso de você e seu traseiro fora dessa cama. – Anunciou Robbie.
Então , toda a pouca simpatia que ela sentira por ele foi por água abaixo.


avatar
Bonnie

Mensagens : 1083
Data de inscrição : 25/05/2010
Idade : 22
Localização : Souto Soares (fim de mundo) BA g.a

Ver perfil do usuário http://www.coisasdalitta.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ligações Perigosas

Mensagem por Nanda Cyrus em Sex Mar 02, 2012 9:39 pm

Bonniezinha essa história tem alguma coisa haver com as suas antigas?Porque então vou ter que ler as outras pra entender essa /hm
avatar
Nanda Cyrus

Mensagens : 3888
Data de inscrição : 07/03/2011
Idade : 20
Localização : Rio Grande do Sul

Ver perfil do usuário http://fanfictions.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ligações Perigosas

Mensagem por Bonnie em Sex Mar 02, 2012 10:02 pm

Nanda Cyrus escreveu:Bonniezinha essa história tem alguma coisa haver com as suas antigas?Porque então vou ter que ler as outras pra entender essa /hm

Oi Nanda =D
E n flor, essa história é totalmente nova \o/
Eu sei que deve tá um pouco confusa, mas é assim mesmo. Com o passar dos capítulos tudo fará sentido \o/
le eu segurando minha língua pra n soltar spoiler

Obrigada por aparecer aki ^^ :3
avatar
Bonnie

Mensagens : 1083
Data de inscrição : 25/05/2010
Idade : 22
Localização : Souto Soares (fim de mundo) BA g.a

Ver perfil do usuário http://www.coisasdalitta.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ligações Perigosas

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum